Por meio de sua Assessoria de Comunicação, o Governo do Estado nega que a resolução do Comitê de Gestão e Eficiência implique em calote nos fornecedores.

Foi apenas para atender uma regra do Tribunal de Contas do Estado (TCE) em situações de calamidade financeira, como o Rio Grande do Norte.

A Assessoria ressalta que a governadora Fátima Bezerra (PT) tem retirado que as dividas serão pagas tão logo o Estado conte com disponibilidade financeira.

Casal suspeito de matar criança é preso no Distrito Federal – Divulgação/Polícia Civil

O resultado do laudo cadavérico detalha a crueldade com que Rhuan Maycon da Silva Castro, 9 anos, foi assassinado em Samambaia(Distrito Federal). De acordo com a Polícia Civil, o menino levou 12 facadas, sendo uma no peito enquanto dormia. Assustada, a vítima ainda se levantou e ficou ajoelhada ao lado da cama. Em seguida, levou mais 11 golpes desferidos por Rosana Auri da Silva Cândido, 27 anos, sua própria mãe, no dia 31 de maio.

O laudo apontou ainda que, quando a cabeça de Rhuan foi arrancada, os sinais vitais do menino ainda estavam presentes. Segundo a PCDF, enquanto a mãe começava a esquartejar o corpo, a companheira dela, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, 28, acendia a churrasqueira. Ela teria segurado o garoto durante o esfaqueamento.

A ideia das criminosas, segundo o delegado adjunto da 26ª DP (Samambaia), Guilherme Melo, era assar as partes do corpo, fazendo com que a carne se desprendesse dos ossos. As mulheres chegaram a comprar um martelo com a intenção de triturar os ossos do menino.

De acordo com o médico-legista Christopher Diego Beraldi Martins, a mãe retirou toda a pele do rosto da criança, que seria colocada na churrasqueira e jogada em um vaso sanitário. Para tornar o corpo ainda mais irreconhecível, a própria mãe também tentou retirar, com a faca, os globos oculares de Rhuan.

Após tentar assar tórax, cabeça, pernas e braços, as mulheres desistiram ao perceberem que a carne não desprendia dos ossos como elas esperavam. Resolveram então dividir as partes do corpo em duas mochilas infantis. Uma delas foi jogada em um bueiro da Quadra 425 de Samambaia.

As acusadas, que estão presas e isoladas no Presídio Feminino do DF, serão indiciadas nesta terça-feira (11/06/2019) por homicídio duplamente qualificado, pelo motivo torpe e impossibilidade de defesa da vítima; lesão corporal gravíssima, por terem mutilado Rhuan– elas deceparam o pênis e os testículos do menino há dois anos; tortura, por ter provocado o suplício de uma criança, que sofria dores intensas e uma dificuldade enorme para urinar; ocultação de cadáver, pelo fato de terem tentado se livrarem das partes do corpo; por último, fraude processual, uma vez que tentaram limpar a cena do crime, lavando os cômodos da casa. Se condenadas, podem pegar 57 anos de prisão.

A polícia acredita que os órgãos do menino podem ter sido usados em algum tipo de ritual macabro, uma vez que nunca foram encontrados. A dupla alegou que o crime foi cometido porque o garoto queria se tornar menina, por isso a castração de forma caseira e artesanal. E também pelo fato de Rhuan ter sido supostamente fruto de um estupro cometido pelo ex-marido da autora. “Ela alegou que, por isso, tinha ódio do filho”, disse o delegado. Porém, o policial explicou que, em diligência em Rio Branco (AC), não encontrou indícios de que esse crime tenha ocorrido no passado.

Procurado pela reportagem, o pai de Rhuan, Maycon Douglas, 27, negou a acusação de estupro. “Claro que não. Isso nunca aconteceu. Ela quer me incriminar de alguma forma. O delegado de Brasília esteve aqui (no Acre), conversou comigo por mais de cinco horas e sabe de toda minha vida. Todo mundo aqui me conhece, sabem que nunca tive envolvimento algum com polícia, que nunca fiz nada de errado”, frisou.

A barbárie foi presenciada pela filha de Kacyla. Uma semana depois de reencontrar o pai, Rodrigo Oliveira, a menina de 8 anos tem apresentado evolução no relacionamento familiar. Os dois não se viam há cinco anos. A separação foi forçada pela mãe, Kacyla Priscyla Santiago Damasceno, mulher que confessou ter auxiliado Rosana Auri da Silva Candido a cometer o crime.

O processo de reaproximação está sendo feito no Distrito Federal. De acordo com a conselheira tutelar Cláudia Regina Carvalho, a volta para Rio Branco (AC), onde o pai vive, ainda não é possível neste momento. “Continuamos trabalhando o vínculo afetivo. Ela já consegue abraçar o pai, mas ainda há uma resistência à figura masculina”, explica.

O caso

Imagem cedida ao Metrópoles

O homicídio ocorreu na noite de 31 de maio, na QR 619 de Samambaia Norte, onde o casal morava. Perícia feita no imóvel mostra que a assassina confessa e a companheira organizaram malas e documentos antes do assassinato. A polícia acredita que as duas pretendiam fugir após o crime.

Medo

Rhuan e a filha de Kacyla não eram vistos nas redondezas de onde residiam. Quando ajudava a tirar o lixo da casa ou precisava pegar alguma coisa no varal, a menina de 8 anos fugia de qualquer tentativa de interação com adultos e crianças da rua. A investigação aponta que as duas tinham receio de que qualquer um dos menores contasse algo sobre a rotina ou o passado delas.

A mãe vestia Rhuan de menina há pelo menos um ano, quando o casal teria mutilado o órgão genital do garoto com a justificativa de realizar uma cirurgia caseira de mudança de sexo. “A gente acredita que elas não deixavam os meninos irem à escola havia cerca de dois anos, com medo de alguém descobrir sobre essa cirurgia”, disse o delegado Guilherme Sousa. Outra razão era o fato de ambas serem procuradas pelas famílias paternas de seus filhos, pois teriam violado um acordo judicial de guarda compartilhada e fugido com as crianças para viver na clandestinidade

Metrópoles

Durante a cerimônia de lançamento de uma linha de crédito do BNDES para organizações filantrópicas, como as Santas Casas, Jair Bolsonaro voltou a defender a reforma da Previdência.

“É um caminho que nós temos que trilhar e passar por ele. Não temos outra alternativa, na verdade”, afirmou.

PREOCUPADOS

Muitos vereadores estão preocupados com o leque de alianças, ou melhor, com o número de lideranças que estejam filiadas em um partido que garanta a eleição de cada um, mas tanto o governo quanto a oposição terão um pouco de trabalho, pois nenhuma liderança hoje quer compor com quem já tem mandato.

NO CORPO A CORPO

O vice-prefeito Auri Simplício vem mostrando que está na disputa pelo Palácio Auta de Souza. Auri iniciou uma série de reuniões com lideranças e vem costurando apoios para o seu partido DEMOCRATAS. O Vice-prefeito pretende filiar viárias lideranças e construir uma nominata forte dentro do seu partido.

SONHO DE VOLTAR A SER PREFEITA

A ex-prefeita ainda alimenta o sonho de ser prefeita. Apesar de não ter lideranças ou grupos que aclamem seu nome, a ex-prefeita está confiante em sua vitória para a disputa ao Executivo Municipal. Marília não tem perdido um enterro e sempre é vista na feira livre de Macaíba.

PROFETA VS MARÍLIA

O “Profeta” Manoel Maurício teve um pequeno bate-boca com a ex-prefeita Marília Dias nas redes sociais. Para o profeta, a ex-prefeita pode vir a ser apoiada por Dr. Fernando. A ex-prefeita deixou claro que não existe essa perspectiva e pediu para o “Profeta” deixar de fazer esses comentários.

PT DE MACAÍBA FECHADO COM NETINHO

O PT de Macaíba está de mãos dadas com a pré-candidatura a prefeito de Netinho França, embora exista uma costura para trazer Netinho como vice de Gerson na disputa para o Palácio Auta de Souza. Fontes Ligadas ao PT afirmam que Netinho é o candidato da legenda em Macaíba. “Não existe a possibilidade de Netinho França de ser o vice de ninguém!”, afirma uma fonte do comando petista. Lembrando também que Netinho já tem um convite do partido para se filiar com a garantia de disputar o Executivo Municipal.

AINDA TEM MAIS

Pois é amigos esse foi apenas uma aperitivo, pois ainda teremos muito mais ainda hoje.

O prefeito Fernando Cunha recebeu uma homenagem da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte pelos trabalhos no enfrentamento ao trabalho infantil desenvolvidos pela Prefeitura de Macaíba. A homenagem foi realizada na tarde desta quarta-feira (12), data em que é celebrado o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, na sede da Assembleia do RN, em Natal.

A secretária municipal de Trabalho e Assistência Social, Andrea Carla Ferreira participou da solenidade. A Prefeitura de Macaíba desenvolve uma série de campanhas com o intuito de conscientizar e sensibilizar a população sobre as várias e diversas formas de violência no município.

Campanhas de enfrentamento a violência contra crianças e adolescentes e contra as mulheres, por exemplo, também fazem parte das ações da Prefeitura, como a “Compartilhe essa ideia”, iniciativa de combate ao abuso e a exploração sexual contra crianças e adolescentes e a ação “Mulheres diferentes, violências iguais”. A abertura da campanha de combate ao trabalho infantil de 2019 foi realizada no Conselho Comunitário do bairro Morada da Fé, na última segunda-feira (10).

O grupo de ações é composto por uma série de atividades socioeducativas em comunidades das zonas urbana e rural, como, por exemplo, As Marias, Lagoa dos Cavalos e assentamento Eldorado dos Carajás; uma roda de conversa sobre as formas de trabalho infantil, no dia 12 de junho, no CRAS Fabrício Pedroza; ação preventiva na feira livre de Macaíba, no dia 12 de junho; Café com RH no Combate ao Trabalho Infantil, no dia 18 de junho e a 1ª Corrida Municipal “Diga não ao Trabalho Infantil”, no dia 29 de junho, na Praça Paulo Holanda Paz.

Apronte seu chapéu de palha, organize seu figurino e chame seu par, pois vem aí uma das melhores festas juninas do Rio Grande do Norte. A edição do São João de Macaíba deste ano será uma das maiores já realizadas na terra de Auta de Souza. Uma verdadeira imersão na cultura popular nordestina, uma viagem pelas tradições do nosso povo em mais uma parceria entre Prefeitura de Macaíba e Band Natal.

Para o festival de quadrilhas juninas, as inscrições ainda estão abertas até a próxima sexta-feira (14). Os grupos juninos podem inscrever-se tanto na secretaria de Cultura de Macaíba, que fica na Rua Frei Miguelino (por trás da Prefeitura), das 8h às 17h; e em Natal, na sede da Band, na Rua Raimundo Chaves 1900, em Candelária. No ato de inscrição, o representante de cada quadrilha deve se dirigir até um dos pontos citados portando RG e CPF.

Em breve, toda programação da festa será divulgada. Teremos um belo festival de quadrilhas juninas, apresentações culturais e musicais com artistas do cenário local, regional e muito mais. Aguarde!

Circula na web um print com os rostos do ministro da Justiça, Sérgio Moro, e do procurador Deltan Dallagnol e um diálogo em que o ex-juiz diz que “no TRF 4 tem 4 amigos que vão adiantar os trabalhos” e que a sentença deLula “já está combinada”. É #FAKE .

A conversa não foi uma das vazadas pelo site The Intercept Brasil . Na imagem falsa, há ainda uma frase atribuída a Dallagnol: “Temos a Globo e o Estadão do nosso lado, garantiram cobertura total”. Não é verdade.

Na noite de domingo (9), o site The Intercept divulgou trechos de mensagens atribuídas aos procuradores da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba e ao então juiz Sérgio Moro extraídas do aplicativo Telegram.

Os alvos dessas conversas denunciaram recentemente que tiveram seus celulares hackeados ilegalmente, o que é crime.

O Intercept, no entanto, diz que obteve os diálogos antes dessa invasão. Segundo o site, as informações foram obtidas por meio de uma fonte anônima.

A imagem falsa que circula pela internet, porém, não foi divulgada pelo site. “O diálogo não consta dos arquivos que nos foram entregues pela fonte anônima. Esta imagem não foi produzida pela equipe do Intercept Brasil e nós não somos os responsáveis pela divulgação dela”, diz o Intercept em nota enviada à Agência Lupa.

O Globo

O PL (antigo PR), partido do presidente da comissão especial da reforma da Previdência, não se contenta, por exemplo, com a retirada do BPC, da aposentadoria rural e do sistema da capitalização da proposta.

A bancada, com 38 deputados, quer que a idade mínima dos professores caia para 50 anos (mulheres) e 55 anos (homens).

Um pintor de 44 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (12) suspeito de ter estuprado quatro sobrinhas dele na cidade de Nísia Floresta, na Grande Natal.

As vítimas são todas irmãs. Duas são crianças, hoje com 9 e 10 anos, e as outras duas adolescentes, gêmeas, de 15 anos.

Segundo o delegado Marcelo Aranha, que conduz as investigações, o homem foi detido por força de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. “Ele nega tudo”, acrescentou.

O delegado contou  a reportagem que os estupros vinham ocorrendo desde 2017, quando a família se mudou de Santa Cruz para Nísia Floresta. “A mãe e o pai das meninas se separaram. Então ela e os filhos, que são seis ao todo, se mudaram para Nísia. E o tio foi junto. Foi quando ele começou a abusar sexualmente das sobrinhas”, revelou.

Os outros dois irmãos das vítimas, um menino e uma menina, também ouvidos pelo delegado, negaram ter sofrido abuso por parte do tio. “O pintor está preso e ainda hoje será encaminhado para o sistema prisional”, finalizou o delegado.

A Prefeitura de Macaíba realizou a abertura da campanha de enfrentamento ao Trabalho Infantil, na tarde desta segunda-feira (10), na sede do Conselho Comunitário do bairro Morada da Fé. No evento estiveram presentes familiares e as crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), que receberam os uniformes do Serviço na oportunidade e assistiram a uma apresentação dos palhaços do Circo Grock. O Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil é celebrado em 12 de junho.

A equipe da Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) de Macaíba orientou os presentes sobre as formas de combate ao trabalho infantil, enfatizando os danos causados por este tipo de exploração e as ações estratégicas da campanha no município, que serão realizadas até o dia 29 deste mês de junho.

O grupo de ações é composto por atividades socioeducativas em comunidades das zonas urbana e rural, como, por exemplo, As Marias, Lagoa dos Cavalos e assentamento Eldorado dos Carajás; uma roda de conversa sobre as formas de trabalho infantil, no dia 12 de junho, no CRAS Fabrício Pedroza; ação preventiva na feira livre de Macaíba, no dia 12 de junho; Café com RH no Combate ao Trabalho Infantil, no dia 18 de junho e a 1ª Corrida Municipal “Diga não ao Trabalho Infantil”, no dia 29 de junho, na Praça Paulo Holanda Paz.

“A importância da campanha é para a população conscientizar-se das formas de trabalho que as nossas crianças e adolescentes são expostas, muitas vezes informalmente, como na feira livre, às vezes até sozinhos”, declarou a assistente social Patrícia Soares, coordenadora da campanha.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM