A FAB (Força Aérea Brasileira) vai receber nesta quarta-feira (4) a primeira unidade do avião militar cargueiro Embaer KC-390. A aeronave é o maior modelo planejado e produzido pela empresa no Brasil, que deve entregar outras 27 unidades para o governo brasileiro nos próximos anos.

O presidente Jair Bolsonaro vai participar da cerimônia de entrega da aeronave, que acontecerá nesta quarta, por volta das 12h, na base aérea de Anápolis, em Góias.

As 28 unidades foram encomendadas pela FAB ao custo de R$ 7,8 bilhões em 2014. Parte do desenvolvimento da aeronave também foi custeado pelo governo brasileiro, com uma autorização do Congresso Nacional em 2009.

As equipes de aviação militar da Embraer e da FAB aturam em conjunto com o governo de Portugal e da República Tcheca no projeto de desenvolvimento da aeronave.

Gigante brasileiro

A aeronave foi planejada para substituir os C-130 Hércules da Força Aérea, que já estão em operação há mais de 40 anos e é conhecida por sua capacidade de transporte e versatilidade de uso, e principalmente pela capacidade de pouso em diversos tipos de pista.

KC-390 foi projetado para operar em condições similares. Pode transportar até 80 pessoas e um helicóptero militar de grande porte sem grandes dificuldades. Além disto, ele foi planejado para fazer reabastecimento de outros aviões no ar, lançamento de cargas e paraquedistas, combate a incêndios e ações de busca e salvamento.

R7

Uma operação da Polícia Federal de combate à pornografia infantil cumpriu dois mandados de busca e apreensão no Rio Grande do Norte na manhã desta quarta-feira (4). Os mandados foram cumpridos em Natal, segundo a PF.

Ao todo, agentes da Polícia Federal e da Polícia Civil cumprem 105 mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, em 14 estados do Brasil e em mais seis países. Esta é a 5ª fase da operação Luz na Infância.

A busca e apreensão visa encontrar arquivos com conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes.

A força-tarefa apura crimes de pornografia infantil e de exploração sexual contra crianças e adolescentes. As ações são coordenadas pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Pela primeira vez, a Polícia Federal está atuando no cumprimento dos mandados juntamente com a Polícia Civil dos estados.

No Brasil, a operação acontece também no Amazonas, Amapá, Alagoas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Santa Catarina, São Paulo e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

As penas para os crimes investigados variam de 1 a 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de 1 a 4 anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. A punição alcança 4 a 8 anos de prisão para quem produz esse tipo de material.

Pelo menos oito integrantes da quadrilha morta em confronto com a polícia em Girau do Ponciano, no Agreste de Alagoas, são de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba. No total, o grupo especializado em assalto a bancos era composto por 11 pessoas. Nove delas morreram após intenso tiroteio no Centro da cidade e duas foram presas. A ação policial batizada de Apocalipse ocorreu nas primeiras no início da manhã da segunda-feira (2).

De acordo com o delegado Caio Rodrigues, da seção especial de Roubo a Bancos da Polícia Civil, os suspeitos são das cidades de Natal (RN), Campina Grande na Paraíba e das cidades pernambucanas de Ribeirão, Recife e Bezerros.

Segundo a Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), o grupo era investigado desde fevereiro de 2019 quando tinha atacado duas agências bancárias em Porto Calvo, na Região Norte de Alagoas, momento em que também disparou contra viatura e o prédio policial da cidade.

Desde aquele mês, os homens eram monitorados mas a investigação policial ainda não tinha identificado quem fazia parte da quadrilha. Segundo a Deic, a Polícia Civil conseguiu detectar que os assaltantes iriam realizar novos ataques, desta vez, a três agências bancárias de Girau do Ponciano e ao Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Girau.

A ação foi abortada porque a Polícia Civil, com apoio do Bope, chegou minutos antes do assalto e conseguiu capturar os suspeitos. Houve troca de tiros e nove homens foram socorridos a hospitais locais com ferimentos graves, mas morreram. Na ocasião, duas pessoas teriam se rendido e foram presas.

O delegado Caio Rodrigues explicou que foram encontrados explosivos pesados com a quadrilha, que até então não haviam sido utilizados em ataques a bancos em Alagoas. Cada explosivo, segundo a polícia, pesa 5kg. No total, cerca de 35 kg de explosivos foram apreendidos. Foram recolhidos ainda cinco veículos utilizados na ação do grupo criminoso. Os carros teriam sido roubados. Além desses materiais, também foram apreendidos revólveres, pistolas e fuzis, cujas armas são consideradas de longo poder de alcance.

Os suspeitos mortos em confronto foram identificados até o momento como:

  • Thalyson Jeyns de Moura Severiano, 28 anos, natural de Natal, no Rio Grande do Norte
  • Raphael Oliveira Silva, 35 anos, natural de Campina Grande, na Paraíba
  • Bruno Santiago, 33 anos, natural de Ribeirão, em Pernambuco
  • João Paulo da Silva, 45 anos, natural de Bezerros, em Pernambuco
  • José Humberto Brasileiro, 43 anos, natural do Recife, em Pernambuco
  • Silvio Ricardo Queiroz dos Santos, 35 anos, natural de Ribeirão, em Pernambuco

Os suspeitos presos são:

  • Diego Pinto Vieira, 36 anos, natural do Recife
  • Rafael Maia Lins Sales, 33 anos, natural do Recife

A Polícia Civil ressalta que o processo de identificação dos envolvidos ainda continua porque é comum que quadrilhas de roubo a bancos utilizem documentos falsos.

 

OP9

Parlamentares do Senado e da Câmara, inclusive de partidos ligados ao Palácio do Planalto, têm feito expressivo silêncio sobre a polêmica envolvendo os vetos de Jair Bolsonaro à Lei de Abuso de Poder.

O presidente adiantou nesta terça (3) que pretende vetar cerca de vinte pontos do projeto. A intenção é demonstrar “coerência política”, mas sabe que é forte a possibilidade de o Congresso derrubar os vetos.

CADA UM NA SUA

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, mediu as palavras, mas deixou claro: o presidente exercerá suas prerrogativas, o Congresso também.

DESCONFIANÇA GERAL

Aprovada em votação simbólica, a lei sobre abuso de autoridade mexe num vespeiro, sob a desconfiança de que tenta intimidar autoridades.

INTIMIDAÇÃO

O texto final amenizou a clara tentativa da proposta inicial de intimidar procuradores, juízes e policiais, consolidando regras já existentes.

ALGEMAS PROIBIDAS

Bolsonaro já avisou: vai vetar punição a policiais que usem algemas sem necessidade. Mas uma súmula do STF colocou a regra em vigor.

O garotinho Enzo Gabriel, de apenas 1 ano e 6 meses de idade, morreu afogado em um tanque na casa da bisavó, na cidade de Carnaúba dos Dantas. Enzo era o primeiro filho da jovem, Fernanda, neta do conhecido podador de arvores, “Chico de Barba”.

Segundo informações, a criança estava passeando na casa da bisavó, quando na tarde desta segunda-feira, (02), a mesma caiu em um tanque de armazenar água, e quando foi encontrada não havia mais nada à ser feito para salvá-la.

Notícias no Face/Blog Paulinho Barra Pesada

Por volta das 16:30h do dia 03/09/2019, policiais militares da ROCAM, em patrulhamento no condomínio Village de Prata, bairro Guarapes, efetuaram a captura de Carlos André Silva Alexandre, 21 anos.

O mesmo ao visualizar equipe da Rocam tentou se homiziar na Comunidade adentrando um apartamento mais foi alcançado e durante abordagem constatado que o mesmo teria Mandado de Prisão em seu Desfavor. O acusado possuía em seu desfavor um mandado de prisão em aberto por crime de roubo.

Notícias no Face

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba prenderam, na tarde desta terça-feira (3), Manoel Batista dos Santos, conhecido como “Mané”, 19 anos. A prisão em flagrante ocorreu na comunidade Capoeiras, na zona rural de Macaíba, pela prática do crime de tráfico de drogas.

Após o recebimento de denúncias anônimas, os policiais conseguiram prender, inicialmente, Paulo César dos Santos Filho, considerado um criminoso perigoso que, em razão de dificuldades de locomoção, passou a contar com ajuda de alguns adolescentes para praticar o tráfico de drogas na região. Na mesma ação, um adolescente foi apreendido por tráfico de drogas. 

A partir da prisão de “Paulinho”, os policiais chegaram à residência de Manoel Batista. Ao perceber a presença da polícia, ele tentou fugir, saltando pela janela da casa, mas foi capturado. Com ele, foram encontrados porções de maconha, diversos sacos plásticos usados para embalagem de droga e dinheiro. 

De acordo com as investigações, Manoel Batista trafica drogas para “Paulinho”. Após ser autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, ele foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. 

A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima, através do Disque Denúncia da Polícia Civil 181 ou do Disque Denúncia/Whatsapp da Delegacia Municipal de Macaíba, por meio do número: (84) 98114-4042.

Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

A nossa Vila Olímpica de Macaíba sediou as atividades de ginástica artística dos Jogos Escolares do Rio Grande do Norte (Jerninhos), no último sábado (31).

No evento, um festival de iniciação ao esporte foi realizado para as crianças de 7 a 8 anos de idade e uma competição para os estudantes de 9 a 10 anos, nas categorias feminina e masculina.

Macaíba contou com 105 atletas em cinco modalidades nos Jogos, sendo elas atletismo, jiu-jitsu, ginástica artística, futebol society e xadrez. Todos os estudantes que participaram são das escolinhas da Vila e representaram diversas escolas.

Fotos: Márcio Lucas

Prefeitura de Macaíba (Via Facebook)

Uma operação montada pela Secretaria Estadual de Tributação (SET-RN), ontem (2), apreendeu R$ 180 mil em mercadorias que estavam sendo transportadas sem notas fiscais na BR-101, já divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba. A operação foi deflagrada no início da tarde da segunda-feira em parceria com a Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar e só finalizou à noite. O balanço foi divulgado no final da manhã de hoje. A SET-RN vem intensificando operações como essa ao longo do ano e com apoio de diversos órgãos.

Foram apreendidos pelos auditores fiscais diversos tipos de mercadorias, mas os produtos com maior incidência de irregularidade fiscal foram as confecções, que estavam entrando no Rio Grande do Norte sem documentos que comprovassem o recolhimento de tributos. Se o material tivesse ultrapassado a barreira e chegasse ao comércio, o estado deixaria de arrecadar algo em torno de R$ 52 mil.

Todas as mercadorias apreendidas e que não foram regularizadas por falta das notas fiscais foram encaminhadas para o depósito da Secretaria de Estado da Tributação. Se tratando de produtos perecíveis, o proprietário da carga tem até 24 horas para regularizar a situação. Após esse prazo, a mercadoria é doada para instituições filantrópicas. Se não for perecível, o material, após um período, vai a leilão.

Essa foi mais uma operação conjunta de combate à sonegação fiscal realizada em 2019 pela SET-RN e visa minimizar o trânsito de produtos sem notas. Somente nos oito primeiros meses do ano, os auditores autuaram e apreenderam cerca de R$ 33 milhões em mercadorias irregulares, sendo lançados montantes de aproximadamente R$ 15 milhões em impostos e multas em função da autuação e retenção desse material.

ROBSON PIRES

O ex-policial militar Francisco Dantas Cardoso de Veras foi alvo de uma operação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) na manhã desta terça-feira (3). Os agentes cumpriram um mandado de busca e apreensão domiciliar na casa do investigado na cidade de Mossoró, Oeste potiguar.

Segundo o MP, o ex-PM é acusado de ameaçar autoridades para conseguir resultados que o beneficiasse. Com o passar do tempo, buscando vingança por não ter alcançado o veredito desejado, ele passou a ameaçar um juiz com a divulgação de vídeos em redes sociais.

Com a ação, que recebeu o nome de “Moinhos de Vento”, o ex-PM passa a ser monitorado por tornozeleira eletrônica e irá cumprir outras medidas cautelares. Ele deverá manter distância mínima de 500 metros da residência do juiz, do local de trabalho e da própria vítima ou familiar dela.

A decisão proferida pelo 2º Juizado Cível, Criminal e da Fazenda Pública da comarca de Mossoró atendeu a um pedido do MPRN e também determinou quebra do sigilo telefônico e telemático. Isto significa que as investigações terão acesso a qualquer aplicativo de comunicação eletrônica, seja rede social ou serviço de hospedagem em nuvem.

Ainda segundo o Ministério Público, o homem teria criado um grupo no WhatsApp e publicado vídeos com ameaças ao juiz. Sob o pseudônimo de “Cabo Cardoso Veras”, ele assinava textos com ameaças expressas ao magistrado. Francisco Dantas Cardoso de Veras foi expulso da Polícia Militar em 1989.

OP9