Modelo cívico-militar implantado em escola pública do Distrito Federal – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Estados e municípios têm até sexta-feira (27) para manifestar interesse em aderir ao modelo de cívico-militar proposto pelo governo federal. A gestão híbrida compartilhada com civis e militares será implementada, em 2020, em 54 escolas.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), as escolas devem manifestar interesse junto à secretaria estadual de Educação. Serão selecionadas duas instituições de cada estado e do Distrito Federal.

Nos estados em que não houver interesse pelo programa, municípios voluntários podem pedir participação por meio de ofício enviado ao MEC, com os nomes das instituições da unidade da federação que pretendem aderir ao programa.

Para participar da seleção, os colégios devem ter de 500 a 1 mil alunos do 6º ao 9º ano do ensino fundamental ou do ensino médio.

Segundo a pasta, uma das condições é que estados e municípios apliquem consulta pública sobre a mudança, uma vez que a adesão ao programa é voluntária. A aceitação pode ocorrer por meio de audiência pública ou  votação. O MEC disponibilizou o passo a passo para a realização da consulta à comunidade. A orientação está disponível na internet.

Terão preferência na seleção as instituições de ensino com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) e em situação de vulnerabilidade social. A comparação é feita com outras escolas do mesmo estado. Ao todo, o governo pretende implementar 216 escolas cívico-militares até 2023.

Informações e foto da Agência Brasil

Policiais da Delegacia da Polícia Federal em Mossoró, no Oeste potiguar, prenderam na manhã desta terça-feira (24/9), em Fortaleza (CE), dois homens suspeitos de pertenceram a uma organização criminosa especializada em assaltos a carros-fortes. As prisões foram em decorrência da expedição de ordens judiciais expedidas pela 10ª Vara Justiça Federal em Mossoró.

A PF explicou que a investigação ficou com o Rio Grande do Norte em razão da proximidade do local do crime, e porque as primeiras ações de combate aos assaltantes foram feitas por policiais potiguares, além do ato de o juiz federal de Mossoró ter sido o primeiro a tomar conhecimento dos fetos.

Os presos são apontados como participantes do roubo a dois carros-fortes, ação criminosa que aconteceu em junho de 2018 na divisa do Ceará com o Rio Grande do Norte, mais precisamente entre os municípios de Aracati e Mossoró.

Na ocasião, os criminosos efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra os veículos que trafegavam na rodovia, bem como na direção de policiais potiguares que atuaram na ocorrência.

“Muito embora o bando tenha utilizado explosivos para acessar o interior do veículo, o crime não se consumou em virtude da atuação dos policiais que prontamente reprimiram a ação delituosa”, ressaltou a PF.

Os presos foram encaminhados ao Instituto Presídio Olavo Oliveira (IPPO II), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, onde permanecerão à disposição da Justiça.

G1

O projeto de pesquisa Encontros literários: a formação do leitor e escritor jovem, coordenado pelos professores Julianne Pereira dos Santos e Rafael Borges, da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN), tem como objetivo a formação do leitor e escritor jovem. A atividade foi idealizada no ano de 2017 e colocada em prática a partir de 2018. Os docentes, na tentativa de estimular a leitura e torná-la mais reflexiva e produtiva, pensaram em realizar reuniões semanais.

Inicialmente, os encontros foram pensados sob a perspectiva de os estudantes lerem, discutirem e debaterem textos de autores consagrados, dos quais gostavam e se identificavam. Segundo Julianne, a proposta inicial apresentada foi alterada ao longo dos encontros. “No começo foi assim, mas depois eles começaram a mandar textos através do e-mail do grupo de leitura, uns de forma anônima e também sob pseudônimos”, comenta.

Os estudantes também passaram a inserir os textos de própria autoria. A docente fala que a iniciativa dos alunos foi algo inesperado. “Para a gente foi maravilhoso porque era uma demanda que não estávamos esperando e foi muito crescente, então além do encontro de leitura, tornou-se também um encontro de escrita”, afirma.

O ambiente é caracterizado como um lugar de acolhimento, onde os discentes se sentem à vontade para compartilhar as próprias escritas. Outra característica é que não existe um método avaliativo ou crítico, ou seja, o objetivo é estar ali para debater acerca das leituras e fazer reflexões a partir delas. O debate sobre sociedade, temas existenciais, vida, amor e adolescência são pautas abordadas no encontro, a partir das leituras realizadas.

No ano passado foi feito um livro com os trabalhos de autoria dos próprios alunos e também textos dos idealizadores do projeto. Junto ao lançamento do livro, foi realizado um colóquio com alunos e professores, onde alguns desses docentes falaram sobre a importância da leitura e a formação do jovem leitor.

A evolução dos alunos quanto à leitura e escrita também é algo perceptível. Alguns deles participam desde o ano passado e é evidente um maior envolvimento com a leitura e maior afinidade com a escrita, o que os torna cada vez mais reflexivos e críticos quanto a determinados temas.

A coordenadora do projeto diz ainda que outra motivação para o surgimento dos encontros foi o fato de sempre estar ligada à literatura. “Acho que, enquanto professora, não tem como fugir da importância da leitura. Tanto eu quanto Rafael tínhamos esse interesse do estímulo à leitura, e na sala de aula não tem como trabalhar tanto esse aspecto quanto gostaríamos, por isso idealizamos a atividade”.

Os coordenadores têm a perspectiva de seguir com o projeto e esperam que ele dure por muito tempo. Pretendem também realizar atividades semelhantes ao lançamento do livro do ano passado. Outro objetivo é de que o projeto cresça ainda mais, fazendo com que a comunidade acadêmica tenha interesse, participe e se envolva com as ações do grupo.

Os encontros literários acontecem às quintas feiras ao meio dia, no prédio do Ensino Médio da EAJ.

Informações e foto da Ascom EAJ

Em sequência às ações que vêm sendo desenvolvidas ao longo deste mês em alusão à campanha Setembro Amarelo, a Prefeitura de Macaíba, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), promoveu um grande evento no Pax Club nesta segunda-feira (23/09), ocasião em que os profissionais do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II) ministraram palestras, realizaram dinâmicas de grupo e encenações teatrais tendo como público-alvo estudantes da rede pública municipal.

O tema do evento foi “Momento de conscientização à valorização da vida e prevenção do suicídio”. A intenção foi de chamar a atenção desse grupo etário (alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental) que também passa por dilemas que muitas vezes não são expressos, ou mesmo percebidos por quem com ele convive diariamente.

II Fórum Municipal de Prevenção ao Suicídio e Valorização da Vida

Amanhã, quarta-feira (25/09), também no Pax Club, será realizado o II Fórum Municipal de Prevenção ao Suicídio e Valorização da Vida, com a presença de funcionários da área de saúde, principalmente do setor de saúde mental, e usuários dos Centros de Atenção Psicossocial CAPS-AD e CAPS II, com início previsto para as 8h30.

No período da tarde, haverá no mesmo local uma nova ação relativa ao Setembro Amarelo, com diversas dinâmicas e discussões relacionadas.

É importante lembrar que uma série de ações referentes ao Setembro Amarelo também estão sendo realizadas nos postos de saúde até o final desse mês.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Quem tem a rua da sua casa pavimentada sabe os inúmeros benefícios que esta obra traz para o dia a dia. Valorização dos imóveis, trânsito facilitado de automóveis e pessoas, diminuição da poeira e da lama que causam doenças respiratórias são alguns dos benefícios que os moradores podem usufruir.

Em Canabrava, a população do distrito comemora a conquista desta nova benfeitoria, principalmente quem reside na Rua da Paz, conhecida popularmente como “Rua da Palha”. Uma delas é Luciana da Silva, moradora há 11 anos na localidade e que tem parentes em Lamarão. “Muito bonito aqui! Vocês estão fazendo boas coisas, calçando as ruas. O trabalho está aprovado. Eu tenho fé em Deus que vão calçar lá também (em Lamarão), passar a máquina, ajeitar”, declarou. A obra na Rua da Paz foi inaugurada no dia 18 de setembro de 2019 pelo prefeito Fernando Cunha,

Mais de 12 mil metros quadrados de pavimentação foram investidos em uma das maiores vias do distrito, com recursos financeiros próprios da Prefeitura. Uma obra aguardada há tempos por moradores como a senhora Inês de Sales, moradora há 70 anos da Rua. “O povo desanimou e eu disse que não. O trabalho está aprovado, eu gostei. Toda a comunidade está feliz porque aqui estava uma lama e hoje nós estamos no calçamento”, disse.

Dagoberto Adonias da Silva é borracheiro e mora em Canabrava desde que nasceu, há 37 anos. Presente na inauguração da obra, ele destacou as impressões sobre os trabalhos feitos pela Prefeitura e a nova realidade do local. “A obra tá boa toda. Ficou de primeira pra gente porque a buraqueira aqui era imoral. Tinha uns que quebrava carro, moto. Tempo de chuva o maior atoleiro. Você ia sair arrumado e quando chegava lá embaixo era todo sujo, sapato todo sujo. E agora tá uma beleza. Melhorou muito”, afirmou o borracheiro.

Texto: Tadeu de Oliveira

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Várias escolas municipais de Macaíba e de outras cidades do RN visitaram o solar Ferreiro Torto na última semana. A visita fez parte das ações alusivas ao Dia da Árvore, comemorado no último sábado (21). Acompanhados dos instrutores do local, crianças, jovens e adultos participaram de várias ações como: plantação de árvores nativas, peças teatrais, dinâmicas, dentre outras ações.

De acordo com a direção do museu, aproximadamente mil pessoas passaram pelo solar na semana em que se comemorou o Dia da Árvore. Considerado um dos mais belos espaços públicos do RN, às margens do Rio Jundiaí, o local, que abrigou o segundo engenho da capitania do Rio Grande do Norte, também conta uma rica diversidade de espécies da fauna e flora como aves, crustáceos, palmeiras-imperiais, coité, entre outros.

O Solar está aberto para visitação das 8h às 16h, de terça a sexta e sábado e domingo, das 8h às 15h. Para agendar uma visita ao local, basta ligar para o número 3271-6524 ou para a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo pelo número 3271-6562.

Prefeitura de Macaíba (Via Facebook)

Se você recebe benefício da Previdência Social já deve saber que todo ano precisa provar que está vivo. Se isso não for feito, o pagamento pode ser suspenso. A novidade é que, ainda este ano, a prova de vida pode ser feita pelo telefone celular, se o beneficiário tiver um aparelho mais moderno.

Basta abrir o aplicativo “Meu INSS” e usar a impressão digital ou o reconhecimento facial, da mesma forma que usa para desbloquear a tela do celular. O sistema de reconhecimento biométrico do INSS foi desenvolvido pela Dataprev.

O diretor de Relacionamento e Negócio da Dataprev, André Côrte, destaca que usar a biometria para fazer a prova de vida é mais confortável e seguro.

O diretor da Dataprev destaca, ainda, que o uso da digital e do reconhecimento facial reduz a chance de fraude na prova de vida.

O sistema foi testado por 700 pessoas, em 15 cidades, durante os meses de agosto e setembro. Nesse período, apresentou alguns problemas para reconhecer a biometria.

ROBSON PIRES

Um boato sobre um leão solto nas ruas de Mossoró movimentou as redes sociais na noite desta segunda-feira (23). Alguns áudios espalhados pelo Whatsapp foram suficientes para assustar principalmente os moradores do bairro Bom Jesus, onde estaria o leão.

Nos áudios, os possíveis moradores do bairro relatam a movimentação de policiais a procura do leão que havia fugido de um circo. Rapidamente a polícia desmentiu toda a estória.
 
Além dos áudios, fotos do possível leão também foram compartilhada por várias pessoas. Em rápida busca da imagem (acima) no banco de imagens do Google, descobrimos que a foto foi tirada em 2013 na Serra Catarinense. O animal da foto é um leão-baio. 
MOSSORÓ NOTICIAS

Um suspeito de roubar um carro foi baleado no início da noite desta segunda-feira (23) após uma perseguição policial que teve troca de tiros e terminou com o criminoso batendo em uma mureta no bairro Cidade Nova, na Zona Oeste de Natal.

De acordo com as informações da Polícia Militar, uma dupla em uma moto assaltou duas pessoas no bairro Candelária, na Zona Sul, e levou o carro, do tipo Gol, que estava com as vítimas e era alugado. Um deles fugiu no carro e outro na moto.

Policiais do 9º Batalhão da Polícia Militar viram o veículo no bairro Cidade Nova e deram sinal de parada, mas o criminoso que estava dentro não cumpriu a ordem e disparou contra os policiais, que também atiraram. O suspeito foi atingido e bateu com o veículo em uma mureta.

Ele foi levado para o Pronto-socorro Clóvis Sarinho para atendimento. Uma arma calibre 38 foi apreendida pela PM.

O outro bandido abandonou a moto no meio da perseguição e seguiu a fuga a pé. Os policias fazem buscas para encontrar o criminoso.

G1

Uma pesquisa realizada pelo partido Novo, aponta que, mesmo após o fim do pagamento generalizado do auxílio-moradia, 65% dos magistrados no país ainda recebem acima do teto em 2019. Ainda, em 13 de setembro deste ano, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou mais um “penduricalho” para aumentar salários dos servidores e magistrados.

Com o auxílio-saúde, juízes no Brasil ficarão muito próximos de ganhar o teto, que é de R$ 39,3 mil mensais, mais do que o salário do presidente da República, de R$ 30.900,00. O dinheiro poderá ser usado para pagar médicos, hospitais, planos de saúde, dentista, psicólogo e até os remédios comprados na farmácia.

O levantamento do Novo analisou mais de 200 mil contracheques, inclusive de juízes estaduais. A pesquisa exclui os meses de janeiro e julho deste ano para evitar resultados inflado por quem “furou” o teto com o terço de férias. Em relação aos juízes estaduais, 77% ultrapassam o teto de R$ 35,5 mil.

O porcentual da pesquisa já considera uma margem de R$ 1 mil, para excluir aqueles que passam do limite por auxílios menores, como o de alimentação. Na advocacia pública, que inclui advogados da União e procuradores federais, o percentual é bem menor, de 15%.

O Estado de S. Paulo