Continua desparecida a jovem Yasmim Beatriz, ja fez três semanas a mãe da jovem divulgou na manha de hoje que a jovem ainda continua desaparecida.

Bom dia, continua desaparecida peço a quem poder ajudar a publicar nas redes sociais e aqueles que não quer ajudar não atrapalhe isso e um assunto muito sério e delicado pra mim principalmente como mãe e para toda a familia agradeço de coração as orações de cada um e a colaboração pra gente e muito importante estamos na busca não vamos desistir de vc filha (Yasmim Beatriz Oliveira Rodrigues)”

Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil

Na última terça-feira (22), a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e os sindicatos filiados a entidade anunciaram que entrarão em greve a partir de sábado (26). A decisão foi homologada em assembleia pelos petroleiros após a Petrobras não negociar os pontos apresentados pelos trabalhadores para a preservação do atual Acordo Coletivo de Trabalho (ACT).

O ACT também foi enviado para o Tribunal Superior do Trabalho (TST) no dia 26 de setembro. De acordo com a FUP, a gestão da Petrobras retirou diversas cláusulas do Acordo Coletivo, acabando com direitos e garantias conquistados pela categoria ao longo das últimas décadas, propôs reajuste salarial de 70% da inflação e quer aumentar a assistência médica dos petroleiros em mais de 17%.

Segundo Tezeu Bezerra, coordenador do Sindipetro do Norte Fluminense, a mediação do Tribunal tem sido importante neste momento, mas áreas chaves para os trabalhadores acabaram não andando.

“Não conseguimos avançar em pontos que são importantes para os direitos dos petroleiros, como o acordo de dois anos, a assinatura de acordo para todas as subsidiárias do sistema Petrobras, não só a empresa Petrobras em si, mas a Transpetro, Nitrogenada Araucária e outras empresas do sistema Petrobras. E aproveitamos o momento para denunciar as privatizações, os assédios, o corte de direitos dos trabalhadores terceirizados,  a exemplo do plano de saúde, vários terceirizados estão tendo seus salários rebaixados e também estão ficando sem plano de saúde”, explica.

Nesta quarta-feira (23) a FUP e seus sindicatos estarão reunidos em Conselho Deliberativo no Rio de Janeiro para discutir estratégias da greve.

Brasil de Fato

Foto: ASSECOM/SEDEC

A nova política de desenvolvimento econômico e a aproximação do Governo do Estado com a China já rendem frutos. Após anos de negociações, o setor de fruticultura conseguiu fechar um acordo para abertura do mercado chinês à produção de melão potiguar. O aumento no potencial de exportação deve reforçar ainda mais a posição de liderança do Rio Grande do Norte no segmento, gerando mais empregos e renda.

O acordo para a exportação foi assinado no país asiático na madrugada desta quarta-feira (23). A expectativa do setor é de que o potencial do mercado resulte na geração de 10 mil novos empregos diretos no Rio Grande do Norte nos próximos três anos.

A notícia foi celebrada pela governadora Fátima Bezerra em encontro com o assessor institucional da Agrícola Famosa, Fred Escóssia. A Famosa é uma das 16 empresas que integram o Comitê Executivo de Fruticultura do RN (Coex-RN). “O incentivo e a segurança jurídica dados pelo Governo, dentro da política de desenvolvimento que estamos aplicando, já estão dando resultado. A abertura do mercado chinês é uma janela de grandes oportunidades para a fruticultura do nosso estado, por isso temos que comemorar a assinatura do acordo”, disse a governadora.

Informações da ASSECOM/RN

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação (SME), promove a 6ª edição da Semana Literária de Macaíba (SLIM), com o tema “O universo circense na educação: cultura, arte e literatura aliadas por uma escola melhor”, nos próximos dias 24 e 25 de outubro.

Uma mesa-redonda será feita na abertura do evento, ministrada pelo escritor Heverton Fernandes Duarte e mediada por Francisco Sales da Costa, na quinta-feira (24), às 19h, no Arco-íris Recepções. Na data também será realizado o lançamento do livro “Sophia Lyra: entre a história e a literatura”, da professora da UFRN Maria Arisnete Câmara de Morais, membra da Academia macaibense de Letras.

No dia 25 de outubro, sexta-feira, a Praça Paulo Holanda Paz (Pista Nova) terá uma vasta programação a partir das 8h até às 16h. Gincana literária, apresentação do grupo de Carimbó, duelos de mágicos, apresentação das escolas municipais de Macaíba, exposição fotográfica sobre pessoas ilustres do município, espetáculo com os palhaços Bisteca e Bochechinha entre outras ações.

A temática circense da SLIM integra o projeto pedagógico realizado durante todo o ano letivo de 2019 nas 43 escolas municipais, com o objetivo de propiciar às atividades nas escolas um diálogo com a arte do circo como lugar de valores culturais, sociais, estéticos, políticos e econômicos, auxiliando no processo de aprendizagem diário de cada estudante.

Assecom-PMM

No mês dedicado a campanha contra o câncer de mama, a Prefeitura de Macaíba está intensificando as ações de saúde realizadas no decorrer do ano no município voltadas para o público feminino. Todos os postos de saúde estão transmitindo orientações sobre saúde da mulher e promovendo rodas de conversa com temas alusivos ao câncer de mama. Também estão sendo realizados testes rápidos para HIV, sífilis, preventivos e orientações sobre os cânceres de útero e ovário.

Nesse sentido, na tarde desta quarta-feira (23), a Prefeitura, mediante a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) promoveu uma grande ação denominada “Outubro Rosa, a favor da vida”, tendo como cenário a Praça Paulo Holanda Paz, com a presença de uma equipe multiprofissional composta por enfermeiras, nutricionistas, fisioterapeutas e educadores físicos.

Foram disponibilizados testes rápidos de glicemia, aferição de pressão arterial, orientações aeróbicas e nutricionais, de saúde bucal e de prevenção ao câncer, sessões de auriculoterapia, serviços de manicure, além de um momento de atividades físicas e danças com o público participante. Aproximadamente 300 mulheres participaram do evento, somando-se os momentos de atendimento e de lazer nas 2 horas de realização.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

A Prefeitura de Macaíba promoveu a solenidade de encerramento da Semana do Bebê 2019, na tarde desta quarta-feira (23), no centro de convivência Pax Club. O prefeito Fernando Cunha prestigiou o evento ao lado das secretárias municipais de Trabalho e Assistência Social, Andrea Carla Ferreira e de Saúde, Gysleine Karla; da coordenadora do Selo UNICEF em Macaíba, Glória Bezerra e Renata Dutra Simplício, coordenadora do NASF.

Na oportunidade foram entregues 50 kits de gestantes para mães macaibenses, com vários itens, banheira, toalha, bolsa, colônia, sabonete entre outros. Também foi realizada a escolha do “Bebê Prefeito” da campanha.  Os critérios para a escolha foram a realização do pré-natal com no mínimo sete consultas, a amamentação contínua do bebê e os fatos dele ter nascido em Macaíba, de parto normal e ter sido registrado no cartório dias após o nascimento.

O vencedor foi Iago Soares Passos, que nasceu na última segunda-feira (21). Maria das Vitórias Soares, 25 anos, moradora de Mangabeira e mãe de Iago aprovou a iniciativa da Prefeitura e destacou o atendimento que recebeu das equipes da administração municipal durante a gestação. “Gostei muito, o atendimento foi ótimo. É muito emocionante para as mães de Macaíba, de Mangabeira”, declarou.

O título “Bebê Prefeito” simboliza o compromisso com a garantia dos direitos das crianças do município e incentiva as mães a realizarem o pré-natal. o aleitamento materno e o registro civil. O objetivo da Semana do Bebê é enfatizar os cuidados necessários para garantir a saúde e o bem estar das crianças até os seis anos de idade, permitindo o seu desenvolvimento integral.

Uma série de atividades foram promovidas para as gestantes durante a Semana como ensaio fotográfico, capacitação sobre primeiros socorros para mães, ministrada pela equipe do SAMU, oficina sobre aleitamento materno, introdução alimentar saudável e treinamento com fonoaudióloga.

As Estratégias de Saúde da Família de Macaíba realizaram ações relativas à ação, tanto na zona urbana como na zona rural do município. O trabalho da Prefeitura na Semana é resultado das discussões e desenvolvimento de ações da Comissão do Selo UNICEF 2017-2020, atitude integrada entre as várias secretarias municipais.

Macaíba conquistou a última edição do Selo UNICEF Município Aprovado 2013-2016 devido às ações para a melhoria dos índices de qualidade de vida das crianças e dos adolescentes desenvolvidas pela Prefeitura. O município também recebeu o Selo na edição de 2008, na segunda administração do prefeito Fernando Cunha.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

A Mega-Sena sorteia nesta quinta-feira (24) prêmio acumulado de R$ 24 milhões. As seis dezenas serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público.

O concurso 2.201 é o segundo da Mega Semana da Sorte, que teve sorteio na última terça-feira (22) e fará mais um no próximo sábado (26).

Para o concurso de hoje, as apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em todas as casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 3,50.

AGÊNCIA BRASIL

Pesquisadores da Universidade Federal da Bahia (UFBA) estão tentando minimizar os efeitos negativos do óleo recolhido nas praias do litoral do Nordeste.

Eles criaram uma técnica que transforma o óleo em um tipo de carvão granulado, que pode ser usado como mistura para asfalto e blocos de construção, como explica a professora Zenis Novais.

Segundo a professora, o projeto de compostagem adiciona álcool, etanol e acetona no óleo achado nas praias e que, para fazer a mistura, é usada uma betoneira.

O governador da Bahia, Rui Costa, informou que todo o material que for recolhido nas praias do estado será processado e reciclado por uma empresa especializada.

Origem desconhecida

Já foram recolhidas mais de 900 toneladas de petróleo cru em todo o litoral nordestino. Mais de 2 mil quilômetros de costa foram poluídos com o material, que também atingiu mangues e corais.

Os primeiros registros de manchas de óleo nas praias da Região Nordeste são do dia 30 de agosto deste ano. Ainda não há certeza sobre a origem do vazamento.

Atualmente, mais de 200 localidades litorâneas registram presença de óleo cru. De acordo com o governo da Bahia, novas manchas apareceram nesta terça-feira (22) no litoral sul do estado.

AGÊNCIA BRASIL

O grupo de trabalho na Câmara dos Deputados que analisa o pacote anticrime do ministro Sergio Moro (Justiça) propôs nesta quarta-feira (23) triplicar a pena para crimes de injúria, calúnia e difamação cometidos ou divulgados pelas redes sociais.

Os deputados acrescentaram um parágrafo ao artigo 141 do Código Penal, dentro do capítulo de crimes contra a honra, como injúria, calúnia, exceção da verdade e difamação. Conforme o texto proposto, se o crime for cometido ou divulgado pelas redes sociais, a pena será aplicada em triplo.

O projeto de lei anticrime é uma das principais bandeiras de Moro à frente do Ministério da Justiça no governo Jair Bolsonaro. O ex-juiz já sofreu várias derrotas em relação à proposta original.

O documento final que sairá do grupo de trabalho será submetido ao plenário da Câmara dos Deputados.

Pela legislação atual, o crime de calúnia (imputar falsamente a alguém fato definido como crime) é punido com detenção de seis meses a dois anos e multa. A difamação (imputar fato ofensivo à reputação) tem pena de detenção de três meses a um ano, além de multa. A injúria (ofender a dignidade ou decoro) tem como punição detenção de um a seis meses, ou multa –se houver agravantes, como uso da violência ou envolver raça, religião ou etnia, a pena aumenta.

Em todos os casos, as penas são elevadas em um terço se os crimes forem cometidos contra o presidente ou chefe de governo estrangeiro, contra funcionário público em razão de suas funções ou na presença de pessoas ou com meios que facilitem sua divulgação.

No que pode ter sido a penúltima reunião do grupo, os deputados também incluíram nesta quarta dispositivos em artigo do Código de Processo Penal que trata do auto de prisão em flagrante.

O juiz terá 24 horas após a prisão em flagrante para realizar a audiência de custódia. Se isso não ocorrer, o preso deverá ser libertado em até 48 horas, e a autoridade poderá responder administrativa, civil ou penalmente pela omissão, caso não apresente motivação idônea.

Em caso de reincidência ou pessoa que integre organização criminosa armada ou milícia, por exemplo, a liberdade provisória poderá ser negada.

O grupo também incluiu dispositivos na lei de organizações criminosas para regulamentar a atuação de policiais infiltrados virtuais. Será preciso demonstrar a necessidade da ação e o alcance das tarefas, além de nomes e apelidos dos investigados.

A infiltração na internet poderá ser permitida, segundo o texto, caso as provas não possam ser obtidas de outra forma. Os deputados determinaram também prazo de até seis meses para a operação, e um máximo de 720 dias, se for provada a necessidade. O dispositivo também anula a pena obtida de forma a infringir a lei.

O texto também protege policial que oculta a identidade durante a infiltração, afirmando que o agente não comete crime se o objetivo for colher indícios de crimes.

O grupo definiu ainda a venda de bens apreendidos, e suprimiu um artigo que trata de resistência à ordem legal de funcionário público, por estar sendo tratado por outra comissão.

Folhapress

Após assumir a liderança de um PSL rachado na Câmara, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP) afirmou à Folha que sua missão agora é pacificar a sigla, mas reconhece que o futuro partidário dele e de sua família ainda é incerto.

O deputado, que é filho do presidente Jair Bolsonaro, disse que desistiu de ser embaixador do Brasil em Washington depois de ouvir seu eleitorado, negou que não tivesse votos necessários no Senado para aprovação de seu nome e admitiu que uma parte de sua base de apoio era contrária à sua indicação.

Com o partido dividido, no entanto, o deputado disse que vai conversar com todo mundo e que política não deve ser feita com o fígado.

Qual vai ser o objetivo do senhor como líder do PSL? Qual vai ser sua missão? É preciso que o PSL retorne a ser um partido onde você coloque adiante as pautas que nos elegeram, e não um partido em que, lamentavelmente, como na semana passada, oriente contra o governo. A minha missão como líder é retornar ao status quo, ao status que acontecia antes dessa conturbada semana para o PSL. Os deputados que estavam na comissão xis seguem na comissão xis.

Não tem retaliação? Não, nenhuma retaliação.

Como o senhor vê a ideia de o PSL querer destituir o diretório de SP, no qual o senhor está na presidência? Olha, até agora, eu não recebi nenhuma notificação, nenhuma oficialização disso daí. Se vier a ser feita, aí eu passo a discutir. Mas tem muita coisa também que é melhor a gente discutir internamente. Falar muito sobre tudo o que acontece de maneira pública dá margem para desgaste, dá margem para interpretações outras. Então eu me resguardo para tratar disso aí apenas internamente.

Como foi a decisão de desistir da embaixada dos EUA? Ela foi tomada só pelo senhor, o senhor conversou com o seu pai, com outras pessoas? O presidente sempre me deixou muito à vontade. Ele nunca fez disso uma obrigação, ele nunca interferiu nessa minha decisão. Tomei essa decisão falando com eleitores, uma parte a favor, uma parte contra, mas bem dividido. Ouvindo pessoas próximas. Críticas construtivas, de boa-fé. E uma avaliação onde seria mais importante minha atuação. Nesse momento, eu acredito que o melhor é ficar aqui no Brasil, ajudar na construção desse movimento conservador. Como você vê, existem várias discussões, mesmo entre nós, na internet. Então a gente traçar quais são as nossas metas, qual a nossa identidade. Para isso também que serviu o CPAC, o maior evento conservador do mundo, que trouxe para o Brasil, no mês passado, em São Paulo. Então a pegada é mais ou menos essa daí.

Então não foi por falta de votos no Senado? Não, não. Inclusive um dos senadores, foi até engraçado. Antes de eu vir fazer o discurso, eu falei com alguns senadores que estavam me ajudando no Senado. Falei com eles pessoalmente antes de vir aqui fazer o discurso, para que eles não soubessem pela imprensa. E um deles chegou para mim e se virou ‘ué, mas por que você vai desistir? Está tudo encaminhado, a articulação está toda feita, seu nome vai passar aqui’. Porque, na cabeça dele, eu estava desistindo por conta talvez de não ter os votos. Então, na verdade, é bem tranquilo, eu acho que eu teria os votos sim, mas é só uma questão de análise, onde seria melhor minha posição, como meu eleitorado enxerga isso, porque eu confesso, era bem dividido. E isso aqui que foi me dando esse norte.

Há críticas fortes de quadros do PSL ao senhor e a seus irmãos, dizendo que os filhos atrapalham o presidente. Tem espaço para a família Bolsonaro no PSL? Vocês vão sair do partido? Como está esse impasse? A gente está esperando o presidente retornar da viagem à Ásia, está tudo em aberto. Pretendo também conversar com o Rueda [Antonio Rueda, vice-presidente do PSL]. Eu vivo um dia após o outro. A minha missão agora é pacificar o PSL. Tenho escutado muita coisa, muita coisa infundada, e eu prefiro nem citar nome de parlamentar ou de quem esteja fazendo esse tipo de crítica para evitar elevar os ânimos novamente.

Vai conversar com a outra ala? Tem conversa com Luciano Bivar (presidente do PSL)? Eu conversaria com ele, estou conversando com todo mundo. A nossa profissão aqui, político, a gente engole muito sapo. A gente não precisa morrer de amores um com outro, tudo que for preciso para colocar adiante as pautas que interessam aos brasileiros vai contar comigo, com minha atenção, com minha paciência. E ontem (terça) mesmo eu iniciei um trabalho de ir conversando com os deputados que assinaram a lista do Waldir. Falei com o coronel Tadeu, falei com o Francischini, com o delegado Pablo, delegado Freitas, enfim, Charlles Evangelista. Não dá para a gente ficar aqui, como eu falei, fazendo política com o fígado. Tem que ter um clima bom de trabalho.

Futuro é no PSL ou futuro da família Bolsonaro é em outro partido? Não sei, vai depender do decorrer dos dias.

Como senhor vê o documento em que Bivar diz que o senhor e seu irmão não têm condições de comandar diretórios? Prefiro alguns assuntos tratar internamente para não dar margem à elevação da temperatura novamente. Se ele falou isso ele vai ter as fundamentações dele e eu vou certamente responder no foro adequado.

Qual a marca do PSL na sua gestão? A marca da paz.

Folhapress