Devido à pandemia da Covid-19, muitos contribuintes natalenses foram prejudicados com o desemprego, fechamento de empresas e outros tipos de problemas financeiros. Consequentemente, as pessoas tiveram dificuldades, principalmente, para pagar impostos municipais como o IPTU e ISS. Para evitar o ajuizamento dessas cobranças, a Câmara Municipal de Natal, aprovou durante a Sessão Ordinária Virtual desta quinta-feira (13), em regime de urgência, uma matéria que suspende o ajuizamento da execução fiscal de créditos tributários e não tributários no exercício de 2020.

O PL 262/2020, é de autoria da vereadora Nina Souza (PDT). De acordo com a vereadora, a lei vai garantir que os contribuintes sejam menos impactados, sobretudo nesse momento de crise. “Há mais de um mês diversos cidadãos de Natal procuraram o nosso mandato apresentando informações no tocante de que estão sem renda e desempregadas, estão devendo IPTU, multas da SEMURB, entre outros. E no caso do IPTU, o problema ainda pode ser maior, porque o processo de execução, já pode trazer a perda do seu imóvel. Por isso, procuramos a Secretaria de Tributação no objetivo de buscar uma solução para que os contribuintes não sejam prejudicados nesse momento de pandemia”, destacou Nina.

Fonte: Portal Grande Ponto

Depois de ter mantido a aprovação de quase um terço dos eleitores enquanto menosprezava a pandemia e confrontava os outros Poderes, o presidente Jair Bolsonaro obtém agora sua melhor avaliação desde que assumiu o posto, na série de pesquisas do Datafolha.

Levantamento dos dias 11 e 12 deste mês mostra que 37% dos entrevistados consideram o governo ótimo ou bom, uma evolução considerável ante os 32% que externavam a mesma opinião em junho.

A mudança é fortalecida pelo fato de se ter verificado queda ainda mais acentuada na rejeição, que voltou a patamares do início do mandato. Os que classificam o desempenho do governo como ruim ou péssimo encolheram de 44% para 34%, e a gestão passou a ser vista como regular por 27%, fatia acima dos 23% da pesquisa anterior.

Em que pese o avanço ainda acelerado da Covid-19, que já resultou em mais de 100 mil mortes no país, a imagem do governo melhorou em todas as faixas de renda. Entre os mais pobres, com renda até dois salários mínimos, a aprovação agora supera a rejeição (35% a 31%).

A reprovação é mais elevada entre os mais ricos e escolarizados, mas caiu da faixa de 52% e 53% em junho para 47% agora.

Alguns fatores podem, em tese, ter contribuído para a mudança de humores, como a reabertura gradual das atividades, a incipiente reação da economia e o auxílio emergencial fornecido pelo governo.

Além disso, houve a transfiguração do comportamento público do presidente, que abandonou a escalada autoritária de atritos com o Congresso e o Supremo Tribunal Federal para apresentar-se, o quanto possível, como um governante inclinado ao entendimento.

Essa repaginação de imagem coincidiu com o avanço das investigações em torno das atividades suspeitas do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e de seu ex-assessor Fabrício Queiroz, que trouxeram à luz evidências de ligações com a família presidencial.

Ao mesmo tempo, fechou-se o cerco à atuação de bolsonaristas na difusão de fake news e em manifestações golpistas. Sentindo-se ameaçado e contido pela reação robusta das instituições democráticas, o presidente modulou o tom e passou a aproximar-se da política tradicional que antes rejeitava.

A melhora na avaliação do governo pode revelar-se transitória, mas sem dúvida constitui um sinal de que Bolsonaro permanece longe de perder sua base de apoio e mantém a possibilidade de voltar a ampliá-la —seja na busca pela reeleição em 2022, seja para preservar seu mandato até lá. Que sirva de estímulo para o abandono definitivo dos arroubos autoritários.

EDITORIAL FOLHA SP

Foto: reprodução

O ministro Félix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), revogou uma decisão liminar e determinou que Fabrício Queiroz volte para a prisão em regime fechado na investigação do caso das “rachadinhas”. Queiroz estava em prisão domiciliar por decisão do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha.

Fischer é o relator do caso no STJ e revisou a decisão tomada por Noronha durante o recesso do Poder Judiciário. Policial militar reformado, Fabrício Queiroz é ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e suspeito de ter feito a gestão desse suposto esquema de “rachadinha” no gabinete deste enquanto deputado estadual do Rio de Janeiro.

Mais informações em instantes

CNN Brasil

Mediante um pedido do prefeito Fernando Cunha em conjunto o deputado estadual Zé Dias, o atual ministro do Desenvolvimento Regional do governo Jair Bolsonaro, o potiguar Rogério Marinho garantiu a liberação, dentro do Programa de Desenvolvimento Urbano de seu ministério, e o envio nos próximos meses de recursos que totalizam aproximadamente 10 milhões de reais para serem aplicados em novas obras de pavimentação em diversas localidades do município.

De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, serão 22 logradouros/vias contemplados (as): Rua Nair Teixeira de Souza; Rua Cícero Lino Marques; Rua Maria Inês de Araújo Bezerra; Rua Francisco Horácio da Silva; Rua José Paulo Ferreira; Rua Francisco da França Clementino; Rua Pastor Jesuir Lisboa Barreto; Rua João Lopes Soares; Rua José Albino de Souza; Rua Severino Gomes de Melo; Rua São José; Rua Alfredo Mesquita; Rua Fabrício Gomes Pedroza; Rua Irmã Otília; Rua José Segundo de Moura; Rua Maciel Andrade; Avenida Venera Dantas; Rua Manoel Samuel de Araújo; Rua José Salustiano da Silva; Rua Bom Jesus; Rua Madalena Rodrigues (continuação); e Avenida Porto Brasil.

Essas vias estão localizadas em loteamento Portal de Mangabeira, conjunto Bosque Brasil, loteamento Guarapes, bairro Ferreiro Torto e distrito de Mangabeira. Será mais uma fase da “Caravana das Obras”, maior operação de pavimentação de ruas já realizada em Macaíba, que abrangeu cerca de 250 ruas em todas as regiões da cidade.

Foto: Arquivo/PMM

Assecom-PMM

Radimila Fernanda caminhava na companhia do marido, quando os dois foram atingidos. O motorista fugiu sem prestar socorro, mas foi preso pela PRF.

Um casal foi atropelado na tarde desta quarta (12) enquanto caminhava às margens da BR-101, em São José de Mipibú, na Grande Natal. Radimila Fernanda Araújo, de 29 anos, morreu no local. O marido foi socorrido com vida. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, o motorista que atropelou o casal estava embriagado e fugiu do local do acidente.

O casal morava na comunidade Areia Branca e costumavam caminhar todas as tardes no acostamento da rodovia. O atropelamento aconteceu a cerca de 500 metros do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Outras três pessoas que acompanhavam o casal não foram atingidas. Os policiais viram o acidente e perseguiram o motorista, que dirigia uma pick-up vermelha. Ele foi preso em Parnamirirm.

A pick-up foi apreendida pela PRF e o condutor levado a delegacia de plantão em Natal, onde foi ouvido. A PRF realizou o teste de alcoolemia duas vezes. No primeiro, foi registrado o índice de 0,84 mg/l (miligramas de álcool por litro de ar expelido) e o segundo, 0,77 mg/l. Em ambos, a quantidade de álcool está acima do permitido que é 0,33 mg/l, e já é considerado pela legislação crime de trânsito.

“Ele vai responder por homicídio culposo, associado a alcoolemia, que é um agravante. A pena é de 5 a 8 anos de reclusão e o crime é inafiançável. Além disso, ele se evadiu do local sem prestar socorro e também causou lesões graves na outra vítima”, explica a Cíntia Azevedo, agente da PRF.

O marido de Radimila foi socorrido ao pronto-socorro do Hospital Clóvis Sarinho com uma fratura no fêmur.

Por Sérgio Henrique Santos, Inter TV Cabugi

Os investigados por suspeita de integrarem uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas, homicídios e roubos, atuante nas regiões do Ouro Negro, Malvinas e Sumaré, presos durante a Operação Resistência deflagrada em maio passado pela Polícia Civil em Mossoró, estão voltando pra prisão.

!6 dos 32 presos na Operação, que estavam custodiados na Cadeia Pública, foram soltos, no dia 17 de junho por determinação da justiça, alegando que não houve tempo hábil para pronunciamento do Ministério Pública em relação aos inquéritos. No início desta semana o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, expediu novos mandados de prisão contra os que foram liberados.

Nesta quarta feira 12 de agosto, três investigados, instruídos pelos seus advogados se apresentaram na Delegacia de Narcóticos. Adailton Alves Cosme da Silva, José David Rodrigues de Morais e Ícaro Ramon Souza de Oliveira foram encaminhados ao ITEP onde passaram por exames de corpo de delito e depois conduzidos ao sistema prisional onde ficarão a disposição da justiça.

Segundo o Dr. Alex Wagner, delegado da Denarc e que coordenou a Operação Resistência, os outros mandados de prisão serão cumpridos de forma paulatina. Para isso é preciso programar operações tendo em vista que são muitos que estão com mandados judiciais.

Policiais Civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR) deflagraram, nesta quarta-feira (12), a segunda fase da Operação “Mãos Malditas”, com o objetivo de cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão em desfavor de investigados pela prática dos crimes de furto qualificado, roubos, tráfico de drogas e adulteração de veículos que ocorreram nas cidades de Goianinha, Santo Antônio do Salto da Onça, Extremoz e Natal.

Durante a realização das diligências, os policiais civis cumpriram cinco mandados de prisões. Foram presos Erinaldo Medeiros dos Santos, conhecido como “Xuxa”, 55 anos, Janailton Dionisio da Silva, conhecido como”Jota”, 35 anos, e Edilson Claudino Silva Júnior, conhecido como “Negão”, 42 anos, ele era foragido da Justiça e estava com um mandado de prisão em aberto desde 2011. Gustavo Fernandes da Cruz, conhecido como “Guga”, 27 anos, e Dam William Grawe, conhecido como “Nitin”, 26 anos, foram detidos na realização da 1ª fase da Operação.

Segundo as investigações, eles são suspeitos de integrarem uma organização criminosa de atuação interestadual que seria responsável pela prática de mais de oito furtos qualificados, em caixas 24h. Foi constatado também que o grupo estaria ligado a roubos em bancos e relacionados com o tráfico de drogas.

No total, foram oito ações criminosas, sendo quatro delas consumadas. As prisões aconteceram nas cidades de Extremoz, Natal e Parnamirim. Durante o cumprimento de um dos mandados busca e apreensão em uma residência na praia da Redinha, localizada na Zona Norte de Natal, Erinaldo Medeiros e Edilson Claudino foram flagrados adulterando um veículo Honda HR-V, ano 2016, que possuía registro de roubo.

Na residência de Erinaldo Medeiros, foi encontrado um laboratório para adulteração de veículos, onde foram achados vários documentos dos automotores, adesivos para vidros, computadores, impressoras e uma quantia em dinheiro. Foi constatado que ele estava usando uma tornozeleira eletrônica e que era condenado pelos crimes de furto qualificado, receptação, adulteração de sinal e identificador de veículo.

Os suspeitos foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça. A Polícia Civil solicita que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181 ou Disque DEICOR, no número: (84) 3232-2862 ou, por meio do aplicativo WhatsApp, no número: (84) 98135-6796.

Fonte: Portal Grande Ponto

Uma pesquisa divulgada pela Universidade Ruhr-Bochum, da Alemanha, indicou que algumas fórmulas de enxaguante bucal são capazes de inativar o novo coronavírus. Publicado no The Journal of Infectious Diseases, o artigo leva em consideração que as glândulas salivares são os principais locais de replicação e transmissão do vírus.

“A antissepsia nasal e oral tem sido sugerida para diminuir o número de partículas de vírus aerossolizadas ativas das passagens nasais e da cavidade oral e consequentemente, reduzir o risco de transmissão de Sars-CoV-2”, diz o estudo.

Foram testados oito tipos de enxaguantes bucais, com diferentes compostos ativos. Eles eram misturados com partículas virais durante 30 segundos para simular o efeito do gargarejo. Então, os pesquisadores aplicaram a mistura às células do tipo Vero E6, que são receptivas ao novo coronavírus.

Três dos produtos escolhidos para a pesquisa “reduziram significativamente a infecciosidade viral em até três ordens de magnitude.”

Fonte: Portal Grande Ponto

Rodrigo Maia afirmou há pouco que a reforma tributária deve ser aprovada ainda este ano na Câmara.

“Nós vamos ter condição de aprovar a reforma em uma das Casas neste ano, pelo menos na Câmara. O ideal é que a gente pudesse avançar nas duas, mas não é um tema simples para se votar nas duas Casas em um prazo curto.”

Em coletiva, Maia defendeu que a proposta seja a mais ampla possível, para garantir competitividade ao setor privado.

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu na madrugada desta quarta-feira (12), no Km 236 da BR 304, em Riachuelo/RN, aproximadamente de 200 mil maços de cigarros de origem estrangeira, avaliados em um milhão de reais.

Em mais uma fiscalização de combate à criminalidade, por volta das 00h50, uma equipe PRF encontrava-se em patrulhamento tático na BR 304, quando visualizou uma carreta de cor branca, transitando em atitude suspeita.

Ao perceber a aproximação da viatura, o condutor adentrou com o veículo em um posto de combustíveis localizado às margens da rodovia, estacionou o veículo de maneira brusca e empreendeu fuga a pé. Os policiais tentaram localizá-lo, mas não lograram êxito.

Durante vistoria à carga transportada, verificou-se que se tratava de aproximadamente 200 mil maços de cigarros de origem estrangeira, totalizando um prejuízo de cerca de um milhão de reais ao crime organizado.

O veículo com a carga e um celular, encontrado no interior do veículo, foram encaminhados à Polícia Federal em Natal/RN, contudo a contagem definitiva da carga deverá ser realizada na próxima segunda-feira (17) pela Receita Federal.

Foto: Cedida/PRF