Mossoró vive o horror de cinco assassinatos em menos de 24 horas

Cinco pessoas foram assassinadas na cidade de Mossoró, Região Oeste do Rio Grande do Norte, em menos de 24 horas. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai investigar os crimes que aconteceram na terça-feira (29) e na madrugada desta quarta-feira (30).

Por volta das 11h30 da terça-feira, um homicídio foi registrado em bar e restaurante no bairro Mon Jardim. Marcílio Ferreira Bento, 34 anos, foi morto quando almoçava no estabelecimento. A vítima ainda tentou correr para dentro do restaurante, mas foi executada com vários disparos de arma de fogo.

Marcílio trabalhava como motorista de transporte alternativo e fazia a linha Mossoró/Maisa. De acordo com a Polícia Civil, ele foi atingido por tiros na cabeça e nas costas. Segundo familiares do motorista, ele não tinha envolvimento com práticas ilícitas.

Já no início da tarde, dois homens conversavam e bebiam dentro de um prédio abandonado quando foram assassinados a tiros. De acordo com testemunhas, Samuel César de Araújo Bernardo, 19 anos, e Saulo Guilherme Martins da Silva, 17 anos, estavam no local onde antigamente funcionava a Escola Estadual Margarida Maria de Souza, no Conjunto Abolição III, quando foram atacados por atiradores. O sargento da PM, Madson Cabral, informou que um dos rapazes era conhecido no bairro por ter passagem pela polícia.

O quarto assassinato registrado na terça-feira foi em um ponto de venda de açaí localizado na Rua Manoel Adelino, no bairro Planalto 13 de Maio. O proprietário do local, Valmir Alves Segundo, de 24 anos, foi assassinado por homens que chegaram em um veículo não identificado. Os atiradores não deram nenhuma chance de reação à vítima, que tinha passagens pelo sistema prisional e condenação judicial. .

A sequência de violência continuou pela madrugada desta quarta-feira (30). Um adolescente de 16 anos teve a casa invadida no conjunto Santa Helena, bairro Santo Antônio. O crime aconteceu por volta das 2h na Rua Tabelião Aoem Menescal, Loteamento Santa Helena, Zona Norte de Mossoró.

José Eduardo de Melo, 16 anos, foi atingido por vários tiros. Ele dormia em uma rede quando foi executado.

AGORA RN