Moraes nega inclusão de Lula em investigação sobre presentes oficiais da Presidência da República - Informativo Atitude

Moraes nega inclusão de Lula em investigação sobre presentes oficiais da Presidência da República

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou um pedido feito pelo deputado Rodrigo Valadares (União-SE) para que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) fosse incluído no inquérito sobre a venda de presentes recebidos pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em viagens oficiais. Em pedido ao STF, o parlamentar citou que o ex-presidente recebeu um relógio avaliado em R$ 80 mil e que não teria informado ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Na decisão, Moraes afirmou que não há indícios mínimos da ocorrência de “ilícito criminal” que justifiquem a instauração de inquérito ou de qualquer investigação.

No requerimento, o parlamentar afirmava que o fato de o presidente não ter informado ao TCU sobre o relógio fazia com que o caso fosse semelhante ao de Bolsonaro, o que justificaria a inclusão de Lula nas investigações.

Em julho deste ano, Lula disse, durante a live semanal Conversa com o Presidente, que o relógio foi um presente do ex-presidente da França Jacques Chirac.

About The Author