Marinha brasileira afunda navio ‘fantasma’ que estava à deriva há meses - Informativo Atitude

Marinha brasileira afunda navio ‘fantasma’ que estava à deriva há meses

O afundamento pela Marinha, na sexta-feira (3), do antigo porta-aviões São Paulo – depois de passar meses vagando no mar por ser proibido de atracar no Brasil e no exterior – deixa algumas questões ainda sem resposta.

A embarcação começou a operar na década de 1960 na Marinha francesa, sendo comprada no ano 2000 pela Marinha brasileira.

O ex-porta-aviões foi para o fundo do oceano, após um longo impasse que durou vários meses e começou quando o Ministério do Meio Ambiente da Turquia se recusou a receber a carcaça do navio e devolveu a embarcação para o Brasil.

No entanto, o navio foi barrado no país por conter, entre outros poluentes, amianto, substância com potencial tóxico e cancerígeno. A Marinha decidiu afundar o porta-aviões, medida que foi alvo de questionamentos do Ministério Público Federal e do Ibama.

About The Author