Macaíba: Bastidores da Política em… Despedida, Legado e Nova Eleição na Câmara

DESPEDIDA

Na manhã desde sábado (06/06), todos nós fomos pegos de surpresa com a morte inesperada do vereador Gelson Lima, “Gerson”. O presidente da Câmara Municipal de Macaíba faleceu em decorrência de um infarto fulminante.

COMOVENTE

Uma das cenas mais comoventes e tristes foi a reação de um cachorro que Gerson tinha tirado das ruas, o animal ficou ao lado do dono, na verdade, em cima dele na cama, não permitindo que ninguém se aproximasse. Quem viu, garante que foi uma cena de partir o coração.

Tiveram que chamar o veterinário Eugênio, que fez a remoção do cão de forma segura, não provocando nenhum ferimento no animal, que estava visualmente angustiado com a partida prematura do seu dono.

COMOÇÃO

A morte de Gerson foi o assunto mais comentado nas redes sociais, nunca se viu até hoje uma morte gerar tanta comoção como aconteceu com a de Gerson.

FILHOS DE CORAÇÃO

Apesar de ter um jeito meio que invocado, o presidente da Câmara era dono de um coração que não tinha tamanho. Embora não tivesse nenhum filho de sangue, Gerson deixou muitos órfãos, pois tinha centenas de filhos do coração.

CORTEJO 

Mais de 300 carros saíram em cortejo para o cemitério de Macaíba. No caminho, pessoas choravam e davam seu último adeus ao vereador. Muitas pessoas queriam participar do enterro, mas infelizmente as novas medidas de distanciamento não permitiam. Mas não resta dúvida que, pelo tamanho da comoção que a morte de Gerson causou, este seria o maior cortejo que Macaíba já teria de pessoas a pé, pois foi o maior cortejo de carros que a cidade já viu.

LEGADO

Gerson deixa um legado de várias obras, e de vários amigos que sentirão sua falta, falta do vereador bairrista que brigava como ninguém pelo seu município e que deixou um legado que jamais será esquecido.

ASSUMINDO A VAGA

Quem deve assumir a vaga deixada por Gerson e o primeiro suplente, Jefferson Stanley, pelo menos se formos seguir a lógica das coisas.

PODE HAVER MUDANÇAS

Segundo alguns comentários, pode haver algumas mudanças na convocação de Jefferson Stanley, é isso mesmo que você está lendo. Tudo isso pode se basear em uma leitura errada, pois, como todos nós sabemos, todos os vereadores e suplentes mudaram de partido e existe uma lei em que o mandado pertence ao partido, e não mais ao candidato. Neste caso, Jefferson, que é o primeiro da lista, foi para o MDB de Marília Dias; e o segundo suplente, Ivanildo, junto com o Pai Santo, que é o terceiro na linha de sucessão, foram para o PSDB de Edi do Posto da Maré.     

CAINDO NO COLO 

Neste caso, seguindo a regra, o mandato cairia no colo de Gilvan do Campo das Mangueiras. Pois foi o único que permaneceu na legenda como quinto ou sexto suplente.

JANELA PARTIDÁRIA

De acordo com a lei eleitoral, todos que saíram na janela partidária, no caso: Jefferson Stanley, Ivanildo de Cajazeiras e Pai Santo estariam com seus direitos políticos garantidos, pois todos saíram na janela partidária e a lei eleitoral a assegura seus diretos à suplência. Neste caso, por lei, o mandato é de Jefferson Stanley.

NOVA ELEIÇÃO NA CÂMARA

Alguns vereadores estariam articulados para uma nova eleição na câmara, pois não estariam satisfeitos com o novo presidente. Só que, para isso, tem que haver uma votação, onde 10 dos 15 vereadores sejam contrários à posse do vice-presidente.

NOVA ELEIÇÃO NA CÂMARA II

Desde ontem, alguns vereadores estariam contrários à posse de Antônio França e estariam articulando essa nova eleição na Casa do Povo.

NÃO É FÁCIL

Fazer uma nova eleição não é uma tarefa fácil, pois o novo presidente é um homem extremamente preparado, além, de gozar da simpatia de boa parte dos seus pares. O vereador Antônio França é um homem educado, articulado e conhecedor do regimento interno da casa. Acho muito difícil que existam 10 vereadores que votem contra a sua permanência como presidente.

CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS

A novela da Câmara pode ter novos capítulos com os mais diversos desdobramentos, pois ainda é muito cedo para fazermos uma análise clara do que vai realmente acontecer na Casa do Povo. Então, vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos.

DESCANSE EM PAZ, AMIGO!

Macaíba perdeu um grande líder político, e apesar de ter um jeitão meio durão, Gerson tinha um grande coração. No ano passado, sempre conversamos, embora sempre divergíssemos em alguns pontos na política, nunca deixei de admirar o ser humano que Gerson era.

Além de ajudar muitas pessoas, o vereador era um amante da causa animal. Lembro-me que ele me contou uma história de um resgate que ele fez de uma cadela que tinha ficado em uma casa após seus donos se mudarem. Gerson contou que invadiu a casa onde a cadela tinha sido deixada para morrer e resgatou o animal, que ganhou o nome de Madonna e vive até hoje em sua granja.

Ainda houve várias outras histórias que sempre conversamos, mas, mais cedo ou mais tarde vou lançar em meu livro “Bastidores da Política” a história que ninguém contou. Tenho certeza que, de onde você estiver, vai dar boas risadas quando ele for lançado. Descanse em paz amigo, seu legado sempre será lembrado!

Lindoarte Lima, Diretor Presidente do Informativo Atitude.