Macaíba: Bastidores da Política em… “Alta Tensão” - Informativo Atitude

Macaíba: Bastidores da Política em… “Alta Tensão”

ALTA TENSÃO

As coisas estão pegando fogo em Macaíba. Alguns candidatos já começam a alinhar seus discursos para evitar que um mal maior aconteça ou prevaleça, pois, a tensão está alta na cidade, a ponto de ninguém se sentir mais seguro.

REUNIÃO

Pela primeira vez em meses, a cúpula do Alto Comando se reuniu, preocupada com os rumos que as coisas estão tomando e com os vídeos e fotos de um candidato ao lado de traficantes. A cúpula relembrou uma caminhada em Mangabeira, onde um jovem foi brutamente espancado por estar em uma caminhada do 15. O assunto não ganhou publicidade porque a vítima teve medo de retaliações, pois naquele momento havia sido informada que um dos agressores era de uma facção.

PREOCUPADOS

Todos os candidatos estão preocupados com a situação que está instalada em Macaíba. O Delegado Normando já afirmou que não tem acordo com bandidos e subiu a Morada da Fé com um contingente de policiais. Bolinha disse que não vai recuar e que vai até o fim com sua candidatura. Marília também não compactua com as cosias que estão acontecendo. Janssen permanece firme e extremamente preocupado com o quadro que está se desenhado no município.

NÃO DESCARTOU

O delegado não descartou nenhuma possibilidade dos últimos acontecimentos terem realmente alguma ligação com políticos locais.  O caso ainda permanece sob investigação.

TODO MUNDO ESTÁ DE OLHO NA COBRA

Não existe ninguém mais queimada do que a vereadora cobra. Conhecida por todos por ter uma das línguas mais venenosas que Macaíba já viu, a danada chamou atenção na última caminhada. A rainha da contradição que tinha dito antes que não teria muitos votos, pois estava isolada devido ao coronavírus, estava no último evento promovido pelos “Meninos” despejando sorrisos. Segundo nossas fontes, estava todo mundo de olho na cobra mais famosa de Macaíba.

SALTO PARA O ESQUECIMENTO

O PT de Macaíba está se preparando para dar seu último salto para o esquecimento na política local. Com uma estratégia suicida, o partido que lançou apenas 08 nomes para vereador dá sinais claros de sua decadência política, esperando apenas a sua morte ser anunciada nas eleições do dia 15 de novembro.

O DESAFIO AINDA ESTÁ DE PÉ

O professor João Marques age como uma criança malcriada, com textos provocantes, porém, pouco criativo. Só lembrando ao nobre professor que o desafio está de pé. Podemos marca um dia e iniciarmos um duelo de texto. Não é senhor que diz que não sou eu quem escreve o Bastidores? Então porque não aceita o desafio até para melhorar suas narrativas e apreender a desenvolver textos mais interessantes. Seria medo de não está à altura do desafio ou medo de ver que quem está escrevendo realmente sou eu?