fevereiro 21, 2024

Mais um sindicato se posiciona favorável ao que chama de “resistência” promovida pelo grupo terrorista Hamas, referindo-se aos ataques do último sábado (7). Em um editorial divulgado nas redes sociais, o Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte descreve a ofensiva que resultou na morte de mais de mil civis israelenses, incluindo crianças decapitadas, como uma “tentativa de luta pela sobrevivência contra uma operação nacional e imperialista”.

No editoral, o sindicato alega que a ação, denominada “Operação Tempestade de Al Aqsa”, tinha como objetivo atingir a superpotência militar financiada pelos Estados Unidos.

O editorial conclui com críticas ao governo de Lula, que demonstrou solidariedade com Israel no confronto com o Hamas, e reforçou apoio incondicional em “sua luta legítima contra ações de uma superpotência”.

Com informações do Blog do Ismael Sousa

Fonte: Portal Grande Ponto

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *