fevereiro 25, 2024

A estudante de medicina Laura Zaffari foi roubada no Paraná, e os ladrões decidiram divulgar na internet, nesta terça-feira (12), o que encontraram no celular: fotos dela com marcas pelo corpo, bem como o nome do suposto agressor, Kelvin Machulek, namorado da jovem.

A exposição foi feita na rede social da própria Laura, já que o login e a senha estavam salvos no celular.

Os suspeitos do roubo publicaram uma foto de Kelvin no Stories do Instagram e escreveram na legenda que ele é “um lixo que bate em mulher”.

Lucimar Zaffari, mãe de Laura, por sua vez, publicou nas redes sociais que os prints postados pelos ladrões são imagens editadas. “Estamos tomando as providências. Qualquer mensagem vinda dela, ignorem, por favor”, escreveu.

Posteriormente, os suspeitos que expuseram as situações de agressão publicaram prints das mensagens que mandaram para a mãe de Laura. “Tu está mentindo. Estamos salvando ela, só queremos que esse Kelvin agressor não cometa um feminicídio em Pato Branco [cidade onde a família mora]”, relatou o grupo a Lucimar.

Os suspeitos do roubo dizem que não são ladrões, mas, sim, hackers. Eles criaram uma página no Instagram chamada Unlocker Justice, onde afirmam que não toleram nenhum tipo de agressão e divulgam mais casos do tipo.

R7

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *