Habitat Marte: Interior do Rio Grande do Norte tem instalação que simula ambiente marciano - Informativo Atitude

Habitat Marte: Interior do Rio Grande do Norte tem instalação que simula ambiente marciano

O sertão do Rio Grande do Norte, localizado no Brasil, abriga uma instalação única que atrai viajantes de todo o mundo: o Habitat Marte. Criado em 2017 pelo professor Julio Rezende, docente de engenharia industrial da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e coordenador da estação, o projeto tem como objetivo simular missões marcianas.

Localizado na pequena cidade de Caiçara do Rio do Vento, que possui uma população de 3.268 habitantes, de acordo com o mais recente Censo do IBGE, o Habitat Marte foi inspirado nas atividades da Mars Society, uma ONG americana que há décadas promove a exploração do planeta vermelho e realiza missões análogas em sua Estação de Pesquisa Desértica de Marte (MDRS), localizada em Utah, nos Estados Unidos.

Desde dezembro de 2017, o Habitat Marte já concluiu 112 missões simuladas, com a participação de mais de 600 pessoas de 39 países diferentes. A instalação conta com painéis solares, tratamento de esgoto e produção de alimentos, o que a torna um ambiente autossustentável. Além disso, os conhecimentos adquiridos no local têm aplicação prática para comunidades na Terra, bem como para aqueles interessados em tecnologias sociais, combate à fome e à pobreza.

Recentemente, o centro teve um projeto aprovado em um edital do programa federal Centelha, que visa promover o empreendedorismo inovador. Além disso, recebe recursos da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), do Sebrae-RN (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico)

About The Author