Greve: Consequências da greve dos motoristas de ônibus

A situação econômica em Natal é dramática. Agravada com a greve do Sintro-RN desta segunda-feira no setor de ônibus, apesar dos apelos das empresas através do Seturn para não ter greve neste momento.

Depende do ônibus o deslocamento de pessoas na cidade e o perfeito funcionamento de hospitais, clínicas médicas, postos de combustível, supermercados, farmácias, entre outras atividades consideradas essenciais neste momento emergencial.

Parece até tolerância do Governo do RN e do MPT para provocar o LOCKDOWN. Lembrando que o MPT e MPRN na reunião com as federações não quiseram liberar o comércio. Mas ficam tolerando essa greve absurda.