fevereiro 25, 2024

 

As medidas econômicas anunciadas pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad, às vésperas da virada do ano, são positivas como estratégia para aumentar a receita do governo, mas geram incertezas para as empresas afetadas. Para economistas, as três propostas da equipe econômica para elevar a arrecadação e garantir o déficit zero também não garantem o cumprimento da meta fiscal em 2024.

O pacote anunciado nesta quinta-feira será enviado ao Congresso por meio de uma medida provisória (MP) ainda este ano, segundo Haddad. Como irão ao legislativo via MP, elas entram em vigor assim que forem publicadas, com prazo de 120 dias para serem votadas pelos parlamentares.

A economista Juliana Inhasz, professora da Insper, destaca que as medidas são positivas para reduzir distorções econômicas, mas lembra que o anúncio, no penúltimo dia útil do ano, aumenta o nível de incerteza do setor privado para o próximo ano, e pode gerar efeitos colaterais para os setores afetados, como redução dos investimentos e queda na empregabilidade:

O Globo

About The Author

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *