Dias melhores

Certa tarde me deparei com um pôr do sol meio diferente. Era como se fosse uma comunicação divina, uma beleza tão fascinante que não resisti e parei para fotografar.
Vi as luminárias como se fossem pássaros recolhendo-se para a noite, e vi naquele crepúsculo um sinal de que teremos dias melhores. Louvado seja Deus.
Até breve!

Texto e Foto Marcelo Augusto