CINEMA: Confusões de ‘Tom & Jerry’ ganham brilho com filme em live-action

Chloë Grace Moretz é uma das estrelas do filme

© Reprodução

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Pouca gente sabe, mas a famosa duplinha Tom & Jerry não nasceu na TV, mas no cinema. Foi em uma animação curta chamada “Um Bichano em Maus Lençóis”, criada por William Hanna e Joseph Barbera em 1940 para ser exibida antes de um filme, como era comum naquele período. Na época o nome deles ainda era Jasper e Jinx.
Eles fizeram tanto sucesso que ganharam vários outros curtas e venceram sete Oscars.

Ao migrarem para a TV, logo integraram o catálogo da produtora Hanna-Barbera, que criaram alguns dos desenhos favoritos dos seus pais ou dos seus avós: ‘Scooby-Doo’, ‘Os Flintstones’, ‘Os Jetsons’, ‘Zé Colmeia’, ‘Corrida Maluca’ etc.

Mas voltemos a Tom & Jerry. É meio fácil resumir qualquer história da dupla. Funciona mais ou menos assim: Tom tenta capturar Jerry. E geralmente não consegue.

Ou porque o rato é muito esperto, ou porque o próprio gato se atrapalha em seus planos mirabolantes. E, entre uma tentativa e outra, eles quebram tudo no caminho.
O que acontece em “Tom & Jerry: O Filme” (2021), que estreia nesta semana nos cinemas? Exatamente isso.

Tom tenta de tudo para capturar Jerry, e eles causam o caos enquanto um corre atrás do outro. Desta vez, a perseguição acontece em um luxuoso hotel de Nova York durante os preparativos para um casamento de celebridades.

E não confundir este com “Tom & Jerry: O Filme”, de 1992. Aqui há uma grande diferença: atores de verdade contracenam com a dupla, no chamado live-action, como em ‘Zé Colmeia – O Filme’ (2010) e ‘Sonic: O Filme’ (2020).

Aqui a parte animada se estende aos demais bichos que aparecem em cena: gatos, ratos, cachorro, cavalo, pombo e até elefante. Sim, tem até elefante. E todos eles falam, com exceção de Tom e Jerry.

Assim, temos a atriz Chloë Grace Moretz no papel da esperta Kayla, que consegue um emprego temporário no hotel para ajudar nos preparativos do casamento-evento, mas acaba com a função de expulsar um ratinho (Jerry) que começa a causar confusões.

E o que ela faz? Contrata Tom. Pronto, a confusão está formada.
Tom e Jerry provocam verdadeiros furacões da bagunça enquanto correm pelo hotel, para desespero de Kayla.

A interação de Chloë com os heróis animados funciona bem. Para ajudar os atores, os produtores chegaram a contratar titereiros (pessoas que manipulam marionetes), que ficavam em cena com bonecos de Tom e Jerry.

Apesar de já estrelar longas mais adultos, Chloë mantém ligação com filmes infantis. Ela empresta sua voz, por exemplo, para Wednesday, aqui conhecida como Wandinha, a filha sombria da “Família Addams” (2019).

E repete a dose dublando a personagem principal de “Sapatinho Vermelho e os Sete Anões”, que estava em cartaz há pouco tempo.

Mas não será dessa vez que você vai reconhecer a voz dela, já que “Sapatinho” e “Tom & Jerry” chegaram ao Brasil somente em cópias dubladas.

Fonte: Noticias ao Minuto