Censura do Judiciário chegou ao Judiciário: Juiz é intimado por falar de Lula nos autos - Informativo Atitude

Censura do Judiciário chegou ao Judiciário: Juiz é intimado por falar de Lula nos autos

A situação de censura e ditadura que muitos denunciam que vivemos atualmente no Brasil, atingiu agora o próprio Judiciário. O Conselho Nacional de Justiça intimou o juiz José Gilberto Alves Braga Júnior da comarca de Jales, no interior paulista, por citar em uma decisão de audiência de custódia que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) relativiza o furto.

O ministro e corregedor Luis Felipe Salomão atendeu a uma representação da AGU (Advocacia Geral da União) e deu 15 dias para que José Gilberto se manifestasse. Salomão classificou a fala como “inoportuna, fundamentada em notícia falsa e absolutamente desconexa do fato ocorrido (…) com propósito de angariar repercussão midiática” .

Em uma decisão de prisão preventiva, revelada pela revista Conjur , o juiz Gilberto afirmou que Lula colaborou para o aumento de furto de celulares. Além disso, mencionou artigo publicado por um promotor de Justiça sobre os 10 mandamentos (regras judaicas e cristãs) para justificar a decisão.

“De mais a mais, deixei aqui ressaltado que não importa se o furto foi de um celular ou outro objeto de maior valor. Acresça-se que talvez o furto de um celular tenha se tornado prática corriqueira na capital, até porque relativizada essa conduta por quem exerce o cargo atual de presidente da República, mas para quem vive nesta comarca, crime é crime, e não se pode considerar como normal e aceitável a conduta de alguém que subtrai o que pertence a outrem ”, diz o trecho da decisão.

Luís Felipe Salomão é cotado para vaga no STF.

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros

About The Author