Educação Arquivo

O professor Júlio César Neto, diretor da Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foi uma das três pessoas escolhidas pela Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (Faern) para receber a Medalha do Mérito Rural Senador Moacyr Duarte deste ano.

A premiação é concedida anualmente pela Faern a pessoas que, reconhecidamente, tenham prestado relevantes serviços e ações em prol do engrandecimento da atividade rural norteriograndense no âmbito do desenvolvimento científico, tecnológico ou de ensino.

O professor Júlio César Neto está na EAJ há 40 anos e desenvolve pesquisas na área de Ciências Agrárias, participando, também, de projetos de extensão na UFRN em colaboração com outras instituições do Brasil, além de ser colaborador de vários trabalhos científicos nacionais e internacionais.

Ele revela que está “muito feliz e honrado com a homenagem porque é o reconhecimento de um trabalho de equipe realizado por pessoas comprometidas com a educação pública e de qualidade”. O professor acredita também que o reconhecimento veio graças à expansão da EAJ nos últimos anos, notabilizado pela quantidade de cursos que agora são oferecidos na Instituição.

A premiação da Medalha do Mérito Rural Senador Moacyr Duarte acontece no dia 4 de dezembro, no Boulevard Recepções.

Agecom/UFRN

O trabalho continuado e criativo no âmbito da educação para o trânsito encampado nos últimos três anos pelo Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) ganha reconhecimento nacional no XVI Prêmio Denatran de Educação de Trânsito. A campanha publicitária #CurtoDirigirBem, produzida pela Executiva Propaganda para o Detran/Governo do Estado, é considerada a melhor do Brasil em 2017 na categoria “Comunicação I”, que envolveu agências de publicidade, profissionais de mídia e estudantes da área de comunicação de todo o país.

As peças com foco na educação para o trânsito veiculadas na mídia pelo Detran foram avaliadas por uma comissão julgadora formada por técnicos do Denatran que observou os critérios de Adequação ao Tema, Criatividade, Adequação a Legislação (Resolução nº 314/2009), Uso adequado da Língua Portuguesa, Importância do projeto para a sociedade, e a Qualidade Técnica e Gráfica das peças publicitárias. O tema proposto pelo Denatran para este ano foi o “Minha Escolha faz a Diferença no Trânsito”.

O diretor-geral do Detran, Júlio César Câmara, parabenizou toda a equipe responsável pelas ações de educação de trânsito produzidas e desenvolvidas pelo Detran em todo o Rio Grande do Norte e ressaltou que o reconhecimento do Denatran motiva e fortalece a certeza de que o Governo do Estado tem compromisso com a formação de um trânsito mais seguro e humano. “É um prêmio que mostra o empenho do Estado em conscientizar condutores e pedestres procurando sobretudo preservar vidas no trânsito”, comentou.

A campanha publicitária #CurtoDirigirBem foi lançada pelo Detran em junho deste ano, com diversas atividades que aconteceram em um shopping da capital. A peça “Zona de Perigo”, que faz parte da campanha #CurtoDirigirBem, também foi destaque no meio do ano no maior portal de propaganda do mundo, o ADS of the Words.

O principal intuito da campanha #CurtoDirigirBem é despertar a reflexão em cada um sobre o que se diz e o que se faz na posição de motorista no trânsito. As peças publicitárias retratam a realidade que também é mostrada por meio da reprodução fiel de acidentes fatais com motocicletas e automóveis. A campanha aponta as várias situações em que vidas foram perdidas e que poderiam ter sido preservadas pelo simples fato do condutor respeitar a legislação de trânsito.

DETRAN/RN

Desde a última sexta-feira (10), os pais de alunos da Rede Estadual de Educação podem acompanhar o desenvolvimento escolar dos estudantes através de aplicativo. O SIGEduc Familiar, desenvolvido pela equipe do Grupo de Processamento de Dados da Secretaria Estadual de Educação e Cultura do RN,  disponibiliza para os pais dados como notas, frequências e disciplinas ministradas em sala de aula durante o ano letivo nas escolas.

O SIGEduc é uma ferramenta de acesso dos alunos, e agora, dos pais. Cada estudante, assim como os pais, receberam um usuário e senha para acessar o canal de informação. Todos os estudantes da rede já possuem acesso ao programa, implantado no ano de 2014, por meio do Sistema Integrado de Gestão da Educação, da Secretaria Estadual de Educação e Cultura.

O aplicativo permite a informatização cada vez mais avançada do sistema de educação e pretende expandir o benefício da ferramenta nos próximos anos. “Essa é uma iniciativa de grande importância para os pais, alunos e também para a secretaria. Antes essa tecnologia só era presente em escolas particulares, hoje, os nossos estudantes e seus familiares também podem contar com esse serviço”, destacou Ana Paula Oliveira, coordenadora do Grupo de Processamento de Dados, da SEEC.

Para Claúdia Lima, mãe de Iara que cursa o primeiro no do ensino médio,o aplicativo contribui para a aproximação dos pais com a escola.  “Agora vou conseguir acompanhar mais de perto as atividades da escola como o  o boletim e poder ajuda-la a recuperar alguma nota se for preciso. Consigo também acompanhar se ela está em sala de aula e isso me dá mais segurança”, declarou.

O aplicativo encontra-se disponível na Google Play e pode ser baixado por todos os pais de alunos da Rede Pública. Para instalar, basta conectar o celular à internet e baixar o aplicativo. A partir daí o usuário já terá acesso as informações disponibilizadas pela ferramenta.

ASSECOM/RN

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou há pouco o gabarito oficial das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, realizadas nos dias 5 e 12 de novembro.

Com o gabarito, os candidatos podem saber quantas questões acertaram.

Correção das provas

A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes.  O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

Agência Brasil

PF mirou em duas quadrilhas que atuavam em todo Brasil

As fraudes no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) detectadas pela Polícia Federal em operações realizadas neste domingo (12) e no passado (5) resultaram em cinco prisões, segundo relatório da PF.

Além disso, foram cumpridos 59 mandados de busca e apreensão e 42 mandados de conduções coercitivas. Segundo o delegado da Polícia Federal, Franco Perazzoni, as operações dos dois domingos miraram grupos diferentes.

O primeiro grupo, procurado no primeiro dia do Enem, atuava no Ceará, na Paraíba e em Pernambuco. A quadrilha era investigada desde o início do ano, e não fraudava apenas provas do Enem, mas também concursos públicos.

Já o segundo grupo atuava em 13 Estados. A quadrilha utilizava pontos eletrônicos e candidatos “pilotos”, que resolviam as provas e passavam as respostas aos clientes, para fraudar as provas.

Para evitar fraudes este ano, o MEC (Ministério da Educação) determinou a utilização de detectores de pontos eletrônicos a cada 100 candidatos, a maior proporção de uso do aparelho desde que o recurso começou a ser usado.

Midiamax

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) lança novo concurso público de provas e títulos para preenchimento de 76 vagas para o cargo de professor do magistério superior nas classes Adjunto A, Assistente A e Auxiliar para atuação em atividades de ensino, pesquisa, extensão e atividades administrativas.

As inscrições iniciam no dia 1º de dezembro e seguem até o dia 29 do mesmo mês, via Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos (SIGRH). As provas serão aplicadas de 19 de março a 12 de maio de 2018. As datas são divididas por Centros Acadêmicos e Unidades Acadêmicas Especializadas dos campi de Natal, Macaíba, Santa Cruz, Caicó e Currais Novos conforme quadro disposto no edital.

São parte do processo seletivo a Prova escrita (caráter eliminatório e classificatório); a Prova Didática (fase eliminatória e classificatória); a Defesa de Memorial e Projeto de Atuação Profissional (fase eliminatória e classificatória); e a Prova de Títulos (fase classificatória).

A remuneração varia de R$ 2.654,37 à 10.043,67 de acordo com o cargo e titulação dos aprovados: Especialização, Mestrado e Doutorado. Mais informações sobre o concurso público da UFRN, como áreas de conhecimento, unidades de lotação e outros detalhes constam no edital elaborado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progesp).

AGECOM/UFRN

O documento que estabelece as diretrizes para os currículos das escolas de ensino médio será enviado pelo Ministério da Educação ao Conselho Nacional de Educação (CNE) só no início do ano que vem. A previsão inicial do governo era que a Base Nacional Comum Curricular do ensino médio fosse concluída até o fim deste ano.

Segundo o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares, o adiamento aconteceu porque ainda está sendo finalizada a análise da Base Nacional Comum Curricular para a educação infantil e o ensino fundamental.

“Agora vamos concentrar todas as nossas energias aqui, mas em paralelo estamos ouvindo muitas pessoas sobre a base do ensino médio para que ela reflita tanto a reforma do ensino médio quanto outros pontos que precisam ser aperfeiçoados”, disse Rossieli.

O presidente do CNE, Eduardo Deschamps, informou que o conselho também realizará consultas sobre a base para o ensino médio, assim como fez com o documento que trata da educação infantil e do ensino fundamental. Segundo ele, por causa da reforma do ensino médio, o CNE também vai elaborar a revisão das diretrizes curriculares nacional do ensino médio.

O CNE deverá votar a proposta da base para a educação infantil e o ensino fundamental na primeira semana de dezembro. Após a aprovação, o documento ainda deverá ser homologado pelo ministro da Educação.

EBC

O Telecentro de Inclusão Digital de Macaíba agora disponibiliza para os seus frequentadores uma biblioteca com mais de 500 livros, sendo que a grande maioria diz respeito à área de Direito. Constituição Federal, Código Civil, Vade Mecum, revistas de tribunais federais e manuais de redação são alguns dos exemplos do que pode ser encontrado no novo espaço.

O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h. O Telecentro está localizado na Rua Doutor Pedro Velho (Rua do Banco do Brasil), nº 215, Centro.

No local, os estudantes também podem acessar a internet e fazer suas pesquisas escolares. O tempo mínimo de acesso é de 15 minutos e máximo é 60 minutos. Cabe destacar que o acesso é somente para a realização de pesquisas e estudos.

Cursos online

Outro serviço relevante oferecido pelo Telecentro ao alunado macaibense é a oportunidade de poder realizar gratuitamente vários cursos à distância. Cursos nas áreas de administração, gestão, logística, dentre outros, estão à disposição dos estudantes que se interessarem em fazê-los. A inscrição é feita mediante a apresentação de RG. Ao final, os concluintes recebem os seus devidos certificados.

Currículos

Quem está buscando oportunidade de ingressar no mercado de trabalho da região, também pode deixar seu currículo no Telecentro, que frequentemente recebe contatos de empresas locais à procura de pessoas para serem contratadas. O telefone para contato é 3271-6504.

Assecom-PMM

Marcha pela Ciência de Natal acontece neste sábado, 11, às 16h, iniciando o trajeto no Shopping Midway Mall, localizado em frente ao Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), no bairro do Tirol. A caminhada vai ocorrer simultaneamente em várias cidades do Brasil.

Com a participação de associações científicas e a organização da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), a marcha terá o apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O objetivo é alertar a população sobre como os cortes de orçamento na ciência e na tecnologia e o fim do ministério dedicado exclusivamente às áreas prejudicam o desenvolvimento do Brasil, afetando a soberania nacional.

O intuito é também sensibilizar a classe política para que o governo perceba que a verba para pesquisa não é gasto, mas, investimento.

Ascom Reitoria/UFRN

Grupo criminoso operava no Ceará, Paraíba e Piauí

A Polícia Federal e o MPF (Ministério Público Federal) está em busca de pessoas que teriam fraudado as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) nos Estados do Ceará, Paraíba e Piauí. Os suspeitos teriam recebido até R$ 90 mil pela venda de gabaritos.

A Operação, batizada de Adinamia, foi deflagrada nesta quarta-feira (8). Em nota, a Polícia Federal afirmou que as fraudes ocorreram em 2016 e 2017, mas não informam se houveram provas fraudadas no último exame deste domingo (5).

Ao todo, 36 mandados judiciais estão sendo cumpridos pelos policiais. Quatro pessoas são alvo de mandados de prisão preventiva, onze de condução coercitiva e há ainda mais 21 mandados de busca e apreensão.

Além da venda de gabaritos, o grupo criminoso também teria atuado disponibilizando pontos eletrônicos, usados para passar respostas durante as provas, e “candidatos pilotos”, que fariam a prova e sairiam da sala de aplicação para passar respostas aos outros.

A maioria dos que contratavam os serviços dos criminosos buscavam por cursos de medicina, segundo a PF, o que custava mais caro. O grupo criminoso também atuava vendendo gabaritos de outros concursos públicos.

“Esse tipo de fraude tem uma repercussão social de longo alcance, para além da questão criminal, por frustrar o esforço de candidatos honestos que estudam e buscam legitimamente o acesso aos cursos de nível superior”, diz a PF em nota.

Midiamax

Nada melhor do que aprender história presenciando um dos mais belos espaços históricos do Rio Grande do Norte! Pensando nisso, a Escola Café Filho, da cidade de Lagoa Salgada/RN realizou no último sábado (04/11) uma visita ao museu Solar Ferreiro Torto, de Macaíba.

O passeio foi coordenado pela direção, coordenação e professores de história da escola. A ideia era fazer com que os alunos aliassem o conteúdo vivenciado em sala de aula com a prática.

Ontem, terça-feira (07/11), foi a vez de uma caravana escolar da cidade de Assu/RN, que trouxe 60 alunos para conhecer o belo local.

Essas duas caravanas se somam às mais de 5 mil visitas que já passaram pelo Solar somente neste ano de 2017. Para agendar sua visita, ligue para o 3271-6562.

A Escola Agrícola de Jundiaí, Unidade Acadêmica de Ciências Agrárias da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está com edital aberto para contratação temporária de professores e auxiliares administrativos. São oferecidas 52 vagas, sendo 48 destinadas a professores, e quatro vagas para auxiliares administrativos. As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas online.

Os interessados em participar da seleção devem realizar suas inscrições preenchendo o formulário eletrônico disponível em http://www.pronateceajufrn.com.br/ até o dia 16 de novembro. É preciso inserir documentações comprobatórias da formação acadêmica e experiências profissionais. Cada candidato pode se inscrever em até duas vagas.

Os profissionais selecionados atuarão nos cursos de formação inicial e continuada (FIC) ofertados através do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA), nos municípios de Canguaretama, Luís Gomes, Major Sales, Natal, Parelhas, Pau dos Ferros, Rafael Fernandes, Riacho de Santana, Santana do Seridó, Serra de São Bento, Serra Negra do Norte, Serrinha, Serrinha dos Pintos, Umarizal e Vera Cruz.

Portal EAJ

Inscrições estão abertas até a próxima sexta (10). Eleições serão realizadas em dezembro deste ano.

A Prefeitura de Macaíba abriu as inscrições para o processo de escolha de diretores e vice-diretores das escolas da rede pública municipal de ensino. As eleições serão realizadas nos dias 12 e 13 de dezembro deste ano, das 8h às 17h. Para as escolas que funcionam no turno noturno, o horário será até às 21h. Os locais da votação serão as sedes das escolas onde ocorrerão as eleições.

Os (as) postulantes às vagas podem realizar suas inscrições por meio da Comissão Eleitoral, até a próxima sexta-feira (10 de novembro de 2017), na sede da Secretaria Municipal de Educação, que fica na Avenida Mônica Dantas, número 27, das 8h às 15h.

As escolas onde haverá eleições são: Auta de Souza; Alfredo Lira; Anita Alves Maciel; Câmara Cascudo; Dayse Hall; Profª Marliete Freire; Fabrício Gomes Pedroza; Elviro Xavier; Luiz Gabriel da Costa; José Mesquita; Luiz Cúrcio Marinho; Marliete Freire; Santa Luzia (Capoeiras); Manoel Simplício; Manoel Luiz de Araújo; Maria do Carmo; Padre João Maria; Profº João Faustino; Rodolfo Helinsk e Santa Luzia (Cajazeiras).

Confira o edital completo com os requisitos para a eleição no Boletim Oficial do Município https://goo.gl/mei3yK

Assecom-PMM

Pontos que geram dúvidas, como despesas médicas e bolsas de pesquisa, foram esclarecidos em instrução publicada pelo Fisco

A Receita Federal consolidou, nesta segunda-feira (6), as normas de tributação do Imposto sobre a Renda das Pessoas Físicas (IRPF). As alterações estão em instrução normativa publicada no Diário Oficial da União e têm como objetivo “unificar a legislação sobre o imposto e orientar o contribuinte com relação à interpretação que vem sendo adotada pelo Fisco”.

Na instrução, a Receita explica, entre outros pontos, que o contribuinte não pode lançar na declaração despesas médicas que não fazem parte do ano-calendário anterior. Ou seja, na declaração de 2018, nenhuma despesa médica anterior a 2017 poderá ser lançada. Sobre os gastos com fertilização in vitro, a norma determina que eles serão dedutíveis apenas na declaração do paciente que recebeu o tratamento médico.

A norma também esclarece que só há isenção do imposto sobre a renda em relação aos rendimentos decorrentes de auxílio-doença, que possui natureza previdenciária, não havendo isenção para os rendimentos decorrentes de licença para tratamento de saúde, por ter natureza salarial.

Em relação às bolsas concedidas pelas Instituições Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT) para realização de atividades de pesquisa, a Receita explica que elas são como doação e não configuram vínculo empregatício e, por isso, estão isentas do imposto sobre a renda.

Já a situação de guarda compartilhada, que gera dúvidas entre os contribuintes na hora de fazer a declaração, cada filho pode ser considerado como dependente de apenas um dos pais.

Outros benefícios

Em relação a alguns benefícios fiscais que tiveram seus prazos prorrogados, ficou estabelecido o tempo para a dedução do imposto: valores despendidos a título de patrocínio ou de doação no apoio direto a projetos desportivos e paradesportivos – até o ano-calendário de 2022; valores correspondentes a doações e aos patrocínios diretamente em prol de ações e serviços no âmbito do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon) e do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD) – até o ano-calendário de 2020; quantias referentes a investimentos e a patrocínios feitos na produção de obras audiovisuais cinematográficas aprovadas pela Agência Nacional do Cinema (Ancine), bem como na aquisição de cotas dos Fundos de Financiamento da Indústria Cinematográfica Nacional (Funcines) – até o ano-calendário de 2017.

Portal Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, decidiu neste sábado (4) manter a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região que determinou a suspensão da regra prevista no edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) que diz que quem desrespeitar os direitos humanos na prova de redação pode receber nota zero.

A decisão que suspendeu a norma do edital do Enem, no último dia 26, foi do Tribunal Regional Federal da 1ª Região e atendeu a um pedido da Associação Escola Sem Partido, que alega que a regra era contrária à liberdade de expressão. O Inep só foi notificado da decisão judicial na quarta-feira (1), e aguardava o inteiro teor do acórdão.

Cármem Lúcia justificou a decisão sob o argumento de que “o cumprimento da Constituição da República, impõe, em sua base mesma, pleno respeito aos direitos humanos, contrariados pelo racismo, pelo preconceito, pela intolerância, dentre outras praticas inaceitáveis numa democracia e firmemente adversas ao sistema jurídico vigente. Mas não se combate a intolerância social com maior intolerância estatal. Sensibiliza-se para os direitos humanos com maior solidariedade até com erros humanos e não com mordaça. O que se aposta é o eco dos direitos humanos garantidos, não o silencio de direitos emudecidos”.

O tema chegou ao Supremo em recursos da Advocacia-Geral da União (AGU) e da Procuradoria-Geral da República (PGR), que nesses casos, queriam manter a nota zero para as redações do Enem com teor ofensivo aos direitos humanos.

Ao rejeitar os pedidos da AGU e da PGR, Cármen Lúcia manteve, na prática, a decisão da Quinta Turma do TRF-1, motivada por ação movida pela Associação Escola sem Partido. Ainda no ano passado, a entidade argumentou que o critério de correção do Enem ofende o direito à livre manifestação do pensamento, a liberdade de consciência e de crença e os princípios do pluralismo de ideias, impessoalidade e neutralidade política, ideológica e religiosa do Estado. “Ninguém pode ser obrigado a dizer o que não pensa para poder entrar numa universidade”, argumenta a associação.

O exame começa amanhã (5) com as provas de redação, português, literatura, língua estrangeira, história, geografia, filosofia e sociologia. Mais de 6,7 milhões de candidatos estão inscritos.

EBC

Os estudantes que vão fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) devem ficar atentos ao material que precisam levar no dia da prova e ao que não é permitido durante a aplicação do exame. No dia da prova, é obrigatório apresentar um documento oficial de identificação com foto.

O documento pode ser a carteira de identidade, carteira de motorista, carteira de trabalho, carteira de reservista ou passaporte. A carteira de estudante não será aceita como documento oficial. Também não serão aceitas cópias, nem mesmo as autenticadas.

Se o candidato perdeu ou teve o documento roubado, deverá apresentar um boletim de ocorrência expedido por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro domingo de aplicação do Enem – dia 5 de novembro.

Para fazer as provas, a redação e preencher o cartão de respostas o candidato terá de usar caneta esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente. Outra cor de tinta impossibilita a leitura óptica do cartão de respostas.

O cartão de comprovação de inscrição, que deve ser impresso na página do Enem, não é obrigatório, mas é recomendável levar para ter acesso mais fácil a dados como o local e a sala da prova. Quem precisar comprovar sua presença na prova, para apresentar no trabalho, por exemplo, deve levar a declaração de comparecimento impressa e colher a assinatura do coordenador no dia da prova. O formulário está disponível na Página do Participante.

Lanches são permitidos, mas os alimentos industrializados, como biscoitos, salgadinhos e iogurte precisam estar com as embalagens lacradas. Todos serão vistoriados antes do ingresso na sala.

Itens proibidos

Não é autorizado o uso de celular ou de qualquer aparelho eletrônico durante as provas. Os aparelhos terão de ser colocados em um porta-objetos com lacre, que deverá ficar embaixo da cadeira até o final das provas.

O candidato também não poderá usar lápis, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações, óculos escuros, boné, chapéu, gorro e similares e portar armas de qualquer espécie, mesmo com documento de porte. Se estiver com um desses objetos, eles deverão ser colocados no porta-objetos.

Atenção

Neste ano, pela primeira vez será usada a prova personalizada, com os cadernos de questões e o caderno de respostas identificados com nome e número de inscrição do participante. Ao receber a prova, o candidato deverá verificar se o caderno de questões e o cartão de respostas têm a mesma quantidade de itens, se o nome está correto e se não há defeito gráfico.

O aluno poderá deixar o local duas horas depois do início da prova. Só é possível sair com o caderno de questões nos últimos 30 minutos antes do fim das provas.

Segurança

Neste ano, serão usados 67 mil detectores de metal durante o Enem, um para cada 100 participantes. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), esse número garante a vistoria dos participantes na entrada e na saída de todos os banheiros das 13.632 coordenações de local de aplicação. Neste ano também serão usados detectores de ponto eletrônico.

Itens Proibidos no dia da prova:

    Lápis

    Chaves

    Livros

    Manuais

    Borracha

    Anotações

    Boné, chapéu, viseira, gorro ou similares

    Fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens

    Impressos

    Lapiseira

    Óculos escuros

    Caneta de material não transparente

    Dispositivos eletrônicos (calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, pen drives, mp3 ou similares, gravadores, relógios, alarmes)

Agência Brasil

A exposição fotográfica que celebra os 140 anos de emancipação política de Macaíba que estava prevista para terminar na data de amanhã no feriado do Dia de Finados, foi prorrogada até o próximo domingo (05/11).

Em menos de uma semana, cerca de 700 pessoas já visitaram a exposição que está localizada na rede Favorito Supermercados, no centro da cidade, com acesso gratuito. O espaço foi gentilmente cedido pelo empresário macaibense Venício Gama.

Essa exposição é organizada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SMCT) e traz as imagens de 140 pessoas que contribuíram com seu trabalho para a história do município. O horário para visitação é das 7h às 22h.

Via Assecom-PMM