Blog Arquivo

Em 1999, Bill Gates escreveu um livro intitulado “Business @ the Speed of Thought”. No Brasil, ele foi publicado pela Companhia das Letras com o título “A empresa na velocidade do pensamento”.

No livro, Gates fez 15 previsões tão ousadas para a época que poderiam ser consideradas ultrajantes. Veja, a seguir, quais foram as previsões feitas há 20 anos — e o quão perto elas chegaram da realidade.

Confira a lista

1. Sites de comparação de preços

Previsão: “Serviços de comparação automática de preços serão desenvolvidos. Com eles, será possível ver os preços em vários sites, o que vai tornar mais fácil encontrar os melhores preços em todo tipo de indústria.”

O que existe hoje: é possível pesquisar produtos em diversos sites para obter os melhores preços. Endereços como Kayak e Expedia ajudam a encontrar voos mais baratos, enquanto o Google Shopping e o Bing Shopping permitem ver pechinchas de produtos. No Brasil, destaques importantes são os comparadores de preços Buscapé e Zoom.

2. Dispositivos móveis

Previsão: “As pessoas irão usar pequenos dispositivos para se manterem constantemente em contato e fazerem negócios eletronicamente, de onde quer que estiverem. Elas poderão, ainda, ler notícias, ver voos reservados, obter informações sobre mercados financeiros e fazer praticamente tudo nesses dispositivos.”

O que existe hoje: smartphones, smartwatches, alto-falantes como o Amazon Echo e até óculos de realidade aumentada, como o HoloLens, que oferecem aos usuários uma maneira de ter informações à mão em todos os momentos.

3. Pagamentos instantâneos, financiamento on-line e melhores cuidados de saúde pela web

Previsão: “Será possível pagar contas, cuidar das finanças e se comunicar com os profissionais de saúde pela internet.”

O que existe hoje: a tecnologia ainda não mudou os serviços de saúde da mesma forma como o fez com o transporte (por meio do Uber), mas muitos sites de convênios e serviços médicos buscam facilitar a localização de um profissional e fazer o agendamento. Startups têm tentado mudar (com relativo sucesso) o conceito de consultório médico com assinaturas mensais para assistência médica on-line e com base em dados. Além disso, também é possível fazer pagamentos facilmente por meio de sites e aplicativos como o PayPal e serviços como o Nubank, por exemplo.

4. Assistentes pessoais e internet das coisas

Previsão: “Assistentes pessoais serão desenvolvidos. Eles conectarão e sincronizarão todos os dispositivos do usuário de maneira inteligente, seja em casa, seja no escritório, e permitirão a troca de dados. O dispositivo verificará o e-mail e, em seguida, apresentará automaticamente as informações importantes. Quando for ao supermercado, será possível dizer quais receitas quer preparar para que o sistema crie uma lista dos ingredientes necessários. Além disso, ele irá informar todos os dispositivos do usuário sobre as compras e a agenda, para que eles se ajustem automaticamente.”

O que existe hoje: assistentes de voz virtual, como o Google Assistant e o Amazon Alexa, já se movem nessa direção e oferecem uma maneira personalizada de obter informações apenas perguntando em voz alta. Enquanto isso, dispositivos inteligentes (como o termostato principal da Nest) coletam dados de rotinas diárias e ajustam automaticamente a temperatura da casa.

5. Monitoramento residencial on-line

Previsão: “O constante fluxo de vídeo de uma casa se tornará comum e até avisará o usuário remotamente quando alguém o visitar e ele não estiver em casa.”

O que existe hoje: isso é cada vez mais comum — empresas como a Canary, a Amazon’s Ring, a Netgear e Nest, que é prima do Google, têm câmeras que pode visualizar o feed do telefone e enviam alertas quando há alguém na frente da câmera da porta da casa.

6. Mídias sociais

Previsão: “Sites privados para amigos e familiares serão comuns e permitirão que os participantes conversem, interajam e planejem eventos.”

O que existe hoje: ‘Sites privados’ não aconteceram, mas o Facebook, o WhatsApp, o Instagram, o Snapchat, o Line, o Slack e muitos outros aplicativos oferecem uma maneira fácil de manter contato com grupos grandes e pequenos.

7. Ofertas promocionais automatizadas

Previsão: “Haverá softwares que sabem quando o usuário reservou uma viagem e usam essa informação para recomendar atividades no destino. Eles vão sugerir descontos, ofertas e preços mais baixos para tudo aquilo que o viajante deseja fazer.”

O que existe hoje: sites de viagens, como Expedia, Kayak, Trivago e outros indicam ofertas com base em dados de compra anteriores do usuário. O Google e o Facebook apresentam anúncios promocionais com base na localização e nos interesses do usuário. O Airbnb, que permite hospedagem em residências em vez de hotéis, oferece passeios especializadas no destino para que o visitante viva como um morador local.

8. Sites de discussão de esportes ao vivo

Previsão: “Enquanto o espectador assiste a uma competição esportiva na televisão, os serviços permitirão que ele discuta a partida ao vivo e participe de concursos para votar em quem acha que vai ganhar.”

O que existe hoje: o Facebook e o Twitter permitem que os fãs de esportes discutam as partidas. As duas redes sociais já até se interessaram em transmitir esportes: o Facebook exibiu jogos da MLB, enquanto o Twitter transmitia partidas selecionadas da NFL e da MLS.

9. Publicidade inteligente

Previsão: “Os dispositivos terão publicidade inteligente: eles conhecerão as tendências de compra do consumidor e exibirão anúncios personalizados de acordo com suas preferências.”

O que existe hoje: basta olhar os anúncios no Facebook, no Instagram ou no Google para perceber que a publicidade on-line depende da capacidade desses serviços de segmentar anúncios e, assim, torná-lo personalizados para interesses e demografias específicos.

10. Links para sites em transmissões ao vivo na TV

Previsão: “A transmissão televisiva incluirá links para websites e conteúdos relevantes que complementam o que a audiência está assistindo.”

O que existe hoje: quase todos os comerciais hoje têm texto que pede que o espectador vá a um site, acompanhe a empresa no Twitter ou digitalize um código QR. É raro ver uma transmissão sem um site vinculado. Nas smart TVs, essa função é acessada pelos botões coloridos.

11. Fóruns de discussão on-line

Previsão: “Residentes de uma cidade ou país poderão ter discussões na internet sobre questões que os afetam, como política local, planejamento urbano ou segurança.”

O que existe hoje: além do que o Facebook e o Twitter oferecem em termos de discussão política, vários aplicativos têm o objetivo de ajudar os moradores a se conectarem uns com os outros e discutirem questões locais. No Brasil, por exemplo, existe o Cidadera, plataforma que permite que qualquer pessoa aponte problemas — como buracos nas ruas, entulho e falta de iluminação.

12. Sites on-line baseados em interesses

Previsão: “As comunidades on-line não serão influenciadas por sua localização, mas sim por seu interesse.”

O que existe hoje: os tipos de sites de notícias e as comunidades on-line se concentram em tópicos únicos. Muitos se expandiram para incluir verticais separados e oferecer cobertura mais detalhada sobre determinados tópicos. O Reddit é um ótimo exemplo de site dividido em subgrupos — os “subreddits” —, que se concentram em interesses e não em quem se conhece ou onde se está.

13. Software de gerenciamento de projetos

Previsão: “Os gerentes de projeto que quiserem montar uma equipe poderão, on-line, descrever o projeto para receber recomendações de profissionais disponíveis que atendam às suas necessidades.”

O que existe hoje: toneladas de software de fluxo de trabalho no espaço corporativo, como Slack, Asana e Trello, já revolucionam a forma como as pessoas recrutam, formam equipes e atribuem trabalho a outros. Enquanto isso, empresas como Fiverr e Gigster ajudam a conectar especialistas e pequenas empresas com o talento criativo de que precisam para um projeto.

14. Recrutamento on-line

Previsão: “Quem estiver à procura de trabalho, poderá encontrar oportunidades on-line ao declarar seus interesses, suas necessidades e suas habilidades especializadas.”

O que existe hoje: sites como o LinkedIn — agora, uma subsidiária da Microsoft — permitem que os usuários enviem seus currículos e encontrem empregos com base em interesses e necessidades. Além disso, os recrutadores podem pesquisar com base em habilidades específicas.

15. Software para comunidades de negócios

Previsão: “As empresas poderão encontrar trabalho on-line — um projeto de construção, uma produção cinematográfica ou uma campanha publicitária. Isso será possível tanto para grandes organizações que querem terceirizar trabalhos, como para aquelas que procuram novos clientes e as que não têm um fornecedor para determinado serviço.”

O que existe hoje: não há um espaço único para empresas encontrarem trabalho. No entanto, muitos serviços, chamados de “economia gig”, como Upwork e Fiverr, permitem que freelancers e pequenas empresas encontrem clientes. Enquanto isso, no Brasil, o GetNinjas é um dos locais favoritos para pequenas empresas se conectarem umas com as outras e encontrarem projetos.

Olhar Digital

Presidente da Colômbia, Iván Duque

Logo depois de o ditador Nicolás Maduro ter anunciado rompimento das relações com a Colômbia, o governo colombiano informou que não reconhece a legitimidade de Maduro.

“A Colômbia não reconhece a legitimidade do usurpador Maduro, a Colômbia reconhece o presidente Juan Guaidó, a quem agradece o convite feito para que os funcionários diplomáticos e consulares colombianos permaneçam em território venezuelano”, diz o perfil da presidência colombiana no Twitter.

Os dois caminhões com a ajuda humanitária que estavam na fronteira com a Venezuela foram trazidos de volta ao Brasil, informa a agência Efe.

Yuretzi Idrogo, deputada venezuelana exilada no Brasil, afirmou à agência que a decisão foi uma “precaução para evitar possíveis conflitos”.

Durante a tarde deste sábado, um pequeno grupo de manifestantes começou a lançar pedras contra os militares venezuelanos.

Antagonista

A Polícia Militar registrou um crime de roubo a mão armada nas primeiras horas desse sábado na cidade de Caicó.

Um empresário do ramo de hamburguerias foi surpreendido por dois homens armados, que roubaram 4 mil reais.

À polícia, a vítima contou que chegou em casa por volta da meia noite e pouco e aguardava que o portão fosse aberto.

No mesmo depoimento, o empresário disse que a dupla estava em um carro branco. Cartões também foram roubados.

O veículo dos bandidos era um Corsa branco. Vítima, que reside no bairro Penedo, não conseguiu anotar as placas.

Jair Sampaio

Brasília – O presidente licenciado do PSDB, senador Aécio Neves, em seu gabinete após anunciar que o senador Tasso Jereissati permanecerá na presidência interina do PSDB ( Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A Justiça determinou o bloqueio de R$ 11,5 milhões em bens do atual deputado e ex-governador de Minas Aécio Neves (PSDB) por suspeita de uso, sem comprovação de interesse público, de aeronaves oficiais do estado para 1.337 voos às cidades do Rio de Janeiro, Cláudio (MG) e outros municípios.

A decisão liminar (provisória) foi publicada nesta quinta-feira (21) pelo juiz Rogério Santos Araújo Abreu, da 5ª Vara da Fazenda Pública de Belo Horizonte. Nela, o magistrado também aceita a ação civil pública do Ministério Público e transforma o ex-governador em réu.

Ele deu prazo de cinco dias para que Aécio apresente bens no valor citado à Justiça. A defesa de Aécio diz que irá recorrer.

De acordo a Promotoria, enquanto governava o estado Aécio realizou 1.424 deslocamentos aéreos de janeiro de 2003 a março de 2010, quando deixou o cargo para concorrer ao Senado. Destes, apenas 87 tiveram justificativa. Os demais foram feitos para transporte de passageiros que não foram identificados no momento dos voos, afirma a acusação.

“No presente caso, das provas juntadas aos autos, extrai-se que o réu, sr. Aécio Neves da Cunha, se utilizou da máquina pública, quando na função de governador de estado, para fins escusos, realizando mais de 1.000 viagens em aeronaves oficiais sem justificar a finalidade. Dessa forma, o requerido ignorou o princípio da publicidade e da probidade da administração pública, utilizando-se de dinheiro público em benefício próprio”, diz o juiz em sua decisão.

“Ainda, salta aos olhos o número de viagens realizadas à cidade de Cláudio (MG), que é de conhecimento geral ter o ex-governador ligação extraoficial com a cidade. Ora, não me parece razoável que 116 viagens para uma cidade do porte da cidade de Cláudio, para um governador de estado, seria justificável e atenderia à supremacia do interesse público, princípio basilar da administração pública.”

Cláudio, a 150 km de Belo Horizonte, é um dos redutos da família de Aécio e onde o governo de Minas gastou quase R$ 14 milhões para construir um aeroporto dentro de uma fazenda do tio do ex-governador. O caso foi revelado pela Folha em 2014.

Na ação, o Ministério Público questiona 116 voos a Cláudio.

Em 2015, a Folha também revelou que registros do gabinete militar de Minas mostravam que, durante o governo de Aécio, aeronaves do estado foram cedidas para deslocamentos de políticos, celebridades, empresários e outras pessoas de fora da administração pública a pedido do então governador mineiro.

As viagens não têm amparo explícito na legislação do estado, que desde 2005 regula o uso das aeronaves oficiais, em decreto e resolução assinados pelo próprio Aécio.

Entre as celebridades que usaram aeronaves do estado estão o apresentador Luciano Huck e a dupla Sandy e Júnior.

O ex-governador ainda fez 124 viagens ao Rio de Janeiro durante a sua gestão, tanto à capital quanto a outras cidades fluminenses, como Búzios e Angra dos Reis.

A maioria das viagens foi entre quinta e domingo. Além disso, há em 2008 e 2009 seis passagens para Florianópolis, onde morava a namorada e hoje mulher do tucano, a ex-modelo Letícia Weber.

Procurada, a assessoria de Aécio informou, em nota, que sua defesa “recebe com enorme surpresa a decisão tomada apenas 24 horas após a apresentação de um amplo conjunto de esclarecimentos feitos à Justiça”

“A defesa vai recorrer, demonstrando, mais uma vez, que todos os voos realizados no período de seus quase oito anos de mandato como governador estão respaldados em decreto do Gabinete Militar. O decreto em vigor até hoje regula a utilização de aeronaves do governo em eventos oficiais, ou em outros deslocamentos, por razões de segurança, e foi considerado regular pelo Conselho Superior do MP”, diz a nota.

“Passados 15 anos da sua edição, o MP apresenta ação sem sequer indicar as irregularidades que teriam ocorrido. Ao final, restará provada a legalidade de todos os procedimentos”, prossegue,

Sobre os voos que foram utilizados por celebridades, a defesa de Aécio afirma que eles foram justificados e considerados regulares pelo Ministério Público. “O translado de helicóptero de Luciano Huck foi feito para gravação de programas de divulgação do roteiro turístico de Minas ‘Estrada Real’ em apoio à produção da TV Globo, em ação semelhante às realizadas por diversos estados e municípios.”.

Folhapress

Um confronto entre militares venezuelanos e indígenas deixou pelo menos duas pessoas mortas na cidade de Kumarakapay, na Venezuela.  O conflito, que ocorreu nesta sexta-feira (22), aconteceu depois que civis tentaram manter aberta uma passagem na região da fronteira entre a Venezuela e o Brasil.

A divisa entre os dois países foi bloqueada na noite desta quinta-feira (21) por determinação de Nicolás Maduro. O chavista ordenou o fechamento da fronteira para impedir a entrada de ajuda humanitária na Venezuela.

Entre os mortos no confronto estão Zorayda Rodriguez, de 42 anos; e “Rolando García, que chegou a ser levado ao hospital de Pacaraima, mas não resistiu aos ferimentos. Autoridades de Gran Sabana afirmam que outras 15 pessoas ficaram feridas, quatro delas em estado grave.

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Roraima, cinco pacientes venezuelanos recebem atendimento no Hospital Geral de Roraima, em Boa Vista. Todos foram feridos por arma de fogo.

Juan Guaidó, opositor de Maduro que se autoproclamou presidente interino da Venezuela, marcou para este sábado (23) a passagem de ajuda humanitária doada por outros países, incluindo o Brasil.

De acordo com a agência de notícias Reuters, alguns indígenas haviam expressado apoio aos planos de Guaidó de permitir a entrada de ajuda humanitária na Venezuela.

Jair Bolsonaro dividiu com chefes dos outros dois Poderes a deliberação sobre o envio de ajuda humanitária à Venezuela. Ele chamou reunião dizendo que queria apresentar o quadro no país vizinho aos presidentes do Senado, Davi Alcolumbre, da Câmara, Rodrigo Maia, e do STF, Dias Toffoli, ao lado de um grupo seleto de ministros. Durante a conversa, pediu que cada um se posicionasse. Não houve consenso. Maia e militares do Planalto foram contra. Os demais endossaram a iniciativa.

A reunião antecedeu o anúncio da decisão do governo de enviar mantimentos e remédios aos venezuelanos em meio à ofensiva da oposição –com apoio dos americanos– para derrubar o ditador Nicolás Maduro.

Os generais Santos Cruz (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (GSI) teriam ponderado que o Brasil poderia emitir sinais equivocados ao se envolver na crise na Venezuela num momento em que a disputa política lá chega perto do auge.

Eles ainda alertaram que o país poderia estar sendo usado como isca para fomentar conflito e dar margem a uma intervenção militar dos EUA.

Bolsonaro, então, teria garantido aos presentes que não autorizaria o ingresso de tropas americanas na Venezuela por meio do território brasileiro. Opinaram pela ajuda humanitária os ministros da Defesa e das Relações Exteriores, além de Toffoli e Alcolumbre (DEM-AP).

Coluna Painel/Folha de S.Paulo

Ampliação da oferta de vagas e reformas nas escolas foram alguns dos temas abordados em reunião com secretário estadual de Educação, Getúlio Marques.

O prefeito Dr. Fernando Cunha esteve reunido com o secretário estadual de Educação, Getúlio Marques para tratar de parcerias que proporcionem melhorias para o ensino médio de Macaíba, nesta sexta-feira (22), no Centro Administrativo do Governo do Estado do Rio Grande do Norte.

Na audiência foram discutidas a ampliação da oferta de vagas para estudantes do ensino médio no município, reforma da Escola Estadual Auta de Souza e a reforma do CAIC (Centro de Atenção Integrada à Criança). Na oportunidade, o prefeito também disponibilizou a Vila Olímpica, o maior complexo poliesportivo do estado, para que as escolas estaduais possam usar o espaço.

A Prefeitura de Macaíba, na administração do prefeito Dr. Fernando Cunha, trabalha para a melhoria da Educação no município em parceria com o Governo do Estado. Entre as ações realizadas estão a cessão dos terrenos para a construção do Centro de Educação Profissional Tecnológica de Mangabeira e da Escola Estadual do distrito de Traíras. A parceria também conta com a cessão das sedes das escolas de As Marias e do CERU em Traíras para que o governo estadual ofereça a modalidade de ensino médio aos estudantes município.

A reunião contou com a presença da secretária adjunta de Educação do Governo do Estado, Márcia Gurgel; a coordenadora do CORE, Magnólia Margarida dos Santos; o secretário municipal de Educação de Macaíba, Domingos Sávio; o secretário municipal de Esportes e Lazer, Flaubert Benício e o secretário municipal de Integração da Região Metropolitana, Sérgio Cunha.

Centro de Educação de Mangabeira e Escola de Traíras

O Centro de Educação de Mangabeira terá 12 salas de aula, auditório para 200 pessoas, seis laboratórios, ginásio com vestiários e arquibancada, biblioteca, um teatro de arena, pavilhão administrativo com sala para professores e corpo diretor, banheiros, cozinha, cantina, refeitório, área de convivência, estacionamento e guarita. A unidade de ensino é uma reivindicação do prefeito juntamente com o presidente da Câmara Municipal, Gelson Lima.

Traíras também receberá uma nova escola de Ensino Médio, levando educação pública de qualidade aos estudantes da região. A unidade terá um projeto sustentável e focado no desenvolvimento econômico, com recursos como energia fotovoltaica (a partir do Sol) e reutilização de águas de chuva para limpeza dos ambientes.

Assecom-PMM

Paulo Guedes discursa durante posse de presidentes de bancos públicos – Foto: Alan Santos/PR

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira, 22, que está otimista com a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência no Congresso Nacional. Segundo ele, a aprovação do projeto deve vir ainda no primeiro semestre.

“Sim, temos otimismo com a tramitação”, afirmou Guedes, em rápida entrevista, ao deixar a cerimônia de posse da presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Susana Cordeiro Guerra.

Questionado se seria possível aprovar a PEC ainda no primeiro semestre, Guedes respondeu apenas: “Claro, no primeiro semestre. As conversas têm sido muito boas”.

O ministro já havia demonstrado confiança com a articulação política durante o discurso de 27 minutos na cerimônia de posse. “Do meu lado, particularmente, tenho experimentado Brasília sentindo ventos de otimismo”, afirmou.

Segundo Guedes, os três poderes independentes da República “querem trabalhar juntos”. O ministro destacou que tanto o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quanto o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), têm demonstrado apoio às reformas. “O Judiciário reconhece a necessidade de reformas”, acrescentou.

Ataque aos gastos públicos
“A reforma da Previdência é o primeiro ataque robusto aos gastos públicos”, afirmou o ministro em sua fala no IBGE, citando argumentos sempre presentes em seus discursos, como a defesa de que a eleição de Bolsonaro significa que o Brasil é uma “democracia vibrante”, com “poderes independentes”, e a avaliação de que todos os governos após a redemocratização foram “sociais-democratas”, e que agora é hora de um governo liberal.

Ao citar a história da economia brasileira, Guedes classificou como “truncada” a transição de uma política econômica focada em investimentos em infraestrutura e indústria da base, durante os governos da ditadura militar, para uma política de aumento de gastos nas áreas sociais, como saúde e educação, a partir dos governos civis.

Segundo Guedes, essa transição deixou de lado o controle dos gastos públicos, levando a hiperinflação. Mesmo após a estabilização, o problema do aumento crescente dos gastos dos governos não foi atacado.

“Um programa virtuoso de estabilização leva um ano e meio. Levar dez anos é sinal de que não está atacando gastos fiscais”, afirmou Guedes, numa referência ao Plano Real.

O ministro chegou a dizer que “só agora começamos a atacar” os gastos públicos, embora tenha dito que queria “dar o crédito” a iniciativas anteriores, como a Lei de Responsabilidade Fiscal, de 2000, e o teto dos gastos públicos, criado no governo Michel Temer. “Tudo isso veio, mas não adianta botar teto se não tem paredes. Hoje o teto está solto”, afirmou Guedes.

O ministro alertou que o problema do gasto público excessivo ainda precisa ser atacado por causa do elevado endividamento público. Segundo ele, a dívida pública é composta por “ativos ruins”, com juros altos, e cresce como uma “bola de neve”.

“Aparentemente está tudo calmo porque a inflação está baixa, mas a dívida está chegando a R$ 4 trilhões”, disse o ministro.

Censo demográfico
Guedes afirmou que o IBGE deve vender seus prédios, principalmente onde o presidente do órgão público “tem vista para o mar”, para poder executar um bom censo demográfico no País. Ele sugeriu ainda que a pesquisa seja simplificada, “porque quem pergunta muito acaba descobrindo demais”, brincou.

“Vamos tentar simplificar, o censo de países desenvolvidos tem 10 perguntas, aqui tem 150”, criticou durante discurso no evento.

Ele ressaltou a importância do IBGE na vida do brasileiro, mas lembrou que a nova gestora terá muitos desafios, principalmente pela situação financeira pela qual passa o órgão.

“Esse emagrecimento que aconteceu é avassalador, as aposentadorias, mas vamos tentar ajudar. Se vender os prédios talvez a gente consiga. Façam um autosacrifício sim, vendam seus prédios”, insistiu o ministro, afirmando que “a primeira coisa é acabar com a vista pro mar do presidente”.

O IBGE possui seis prédios na cidade, segundo o ministro.

Guedes destacou as qualidades de Guerra, explicando que tentou levar a executiva para Brasília, como assessora “do que ela quisesse”. Mas, segundo o ministro, a economista preferiu o desafio do IBGE. “Acompanhei a carreira da Susana há muitos anos, tem uma excelente formação, participou de grandes organizações internacionais”, elogiou.

Em seu discurso de posse, Guerra disse que estava há 20 anos fora do Brasil se preparando para voltar e ajudar o País, e que o “brilho nos olhos” dos funcionários do IBGE mostraram que ela tomou a decisão acertada. Assim como Guedes, o desafio de realizar o censo demográfico também foi apontado pela executiva como prioridade.

“Não vai ter bala de prata para transformar o IBGE no que ele deve ser, mas vamos. São 213 milhões de pessoas, 240 mil contratados temporários, é um desafio implementar o censo na situação do IBGE, vai ser um desafio monumental”, afirmou Guerra em seu discurso de posse.

Foto: Arquivo-PMM

A Prefeitura de Macaíba, através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, vai ofertar uma série de novas oficinas culturais neste ano de 2019. O objetivo é permitir a iniciação e a capacitação artística nas mais diversas áreas. As atividades são voltadas prioritariamente para jovens e adolescentes da rede pública de ensino.

As inscrições são totalmente gratuitas e podem ser realizadas no Centro de Cultura, localizado na Rua Dr. Pedro Matos s/n, mais conhecida como Rua da Aliança, no horário das 8 às 17 horas. É necessário apresentar documentos originais (RG ou CPF). O período para se inscrever é entre 25 e 28 de fevereiro. Menores de idade devem ir acompanhados pelo responsável.

As oficinas a serem ofertadas são: desenho e pintura, teatro, dança, fotografia e gastronomia. A metodologia do trabalho dessas oficinas vai atrelar aos conceitos artísticos outros conceitos importantes para o desenvolvimento pessoal, como a reflexão, criação e a interpretação de linguagens artísticas, procurando descobrir novos talentos artísticos entre os jovens do município.

Assecom-PMM

Foto: Governo do RN/Divulgação (Facebook)

A governadora Fátima Bezerra assinou hoje, 22, a renovação de quatro contratos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte – PROADI. Outras duas indústrias passam, a partir de agora, a contar com os incentivos. As novas empresas que passam a receber o incentivo são a Nina Refrigerantes, localizada em Extremoz, que gera 35 empregos diretos e 105 indiretos e a Delícias Potiguar, que produz goma de mandioca e derivados no município de Serra Caiada, e gera 25 empregos diretos e 1.400 indiretos (através de 250 fornecedores e produtores).

As quatro indústrias que tiveram renovados os contratos do PROADI são a Refrigerantes Dore, instalada em Parnamirim; Megafral, fabricante de fraldas infantis e geriátricas no município de Monte Alegre e que atende o mercado das regiões Nordeste e Norte; Pipoca Bokus, instalada no Distrito Industrial de Macaíba e a Sterbom Polpa de Frutas, também em Macaíba.

“Estamos aqui apoiando, concedendo incentivos fiscais a seis indústrias que juntas empregam 3.500 norte-rio-grandenses e representam investimentos de R$ 20 milhões. Estas empresas vão investir para ampliar a produção e gerar mais emprego e trabalho, movimentando a nossa economia e fazendo o Estado crescer”, afirmou Fátima Bezerra no ato de assinatura dos contratos na sede da Federação das Indústrias do RN – FIERN.

Fátima destacou a importância do governo estadual incentivar o desenvolvimento industrial e a repercussão disso junto à sociedade. “Atravessamos uma crise fiscal gigantesca, mas temos propostas e ações para enfrentá-la. Nosso governo é do diálogo, da transparência e da união com todos os segmentos da sociedade. Este ato aqui, na sede da FIERN quando os industriais realizam a assembleia de abertura dos trabalhos para o ano de 2019, é uma demonstração disso”, enfatizou a chefe do Executivo estadual.

Ainda na FIERN a governadora informou que a administração estadual está trabalhando para aprimorar o PROADI e criar uma linha para atender as pequenas e micro indústrias. “Criar empregos, oportunidades de trabalho e produção é o que o nosso estado mais precisa. E nossa orientação à frente da administração é fomentar o crescimento econômico e o desenvolvimento social. Para isso contamos com o entendimento e parcerias com a indústria e com o conjunto dos setores produtivos do RN”, declarou.

Fátima Bezerra concluiu seu discurso na FIERN informando que o governo está criando câmaras setoriais que irão funcionar como fórum permanente de diálogo com a indústria e com os setores do comércio e serviços. “Já iniciamos e vamos fortalecer o diálogo com os setores produtivos, inclusive com a criação de uma câmara setorial para tratar da ciência, tecnologia e inovação”.

ASSECOM/RN

Foto: DNIT / Divulgação

O túnel sob a BR-101 que dá acesso à avenida das Alagoas, em Neópolis, na zona Sul de Natal, será reaberto ao tráfego neste sábado, 23, a partir das 14h30. Fechado há quase três meses para obras, o equipamento foi restaurado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Em nota, o DNIT informou que foi concluído o serviço de prolongamento da estrutura, que compõe o pacote de obras de readequação da BR-101 no trecho entre Natal e Parnamirim. Com o fim dos serviços, as alças de acesso que já existiam antes da obra também voltarão a receber os motoristas. Além disso, as paradas de ônibus municipais e intermunicipais localizadas próximas ao túnel voltarão a operar normalmente.

A obra de prolongamento do túnel – que inclui, também, a ampliação da via marginal – tinha previsão de ser concluída em quatro meses, mas o serviço acabou antecipado. O equipamento estava interditado desde 1° de dezembro de 2018.

Agora RN

No intuito de que os medicamentos vencidos e sem uso não sejam descartados de forma inadequada, podendo causar danos ao meio ambiente, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (SEMURB) de Macaíba acaba de implantar um ponto de coleta para descarte adequado desses produtos.

O ponto de coleta está localizado na sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), próximo à recepção. Vale lembrar que o descarte inadequado de medicamentos vencidos pode também ocasionar sérias contaminações em pessoas ou animais, não somente ao ambiente em si. Se seu medicamento venceu, não jogue no vaso sanitário, no lixo ou tampouco em terrenos baldios!

Conheça mais sobre o tema aqui ao conferir o que diz a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS): http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12305.htm

Assecom-PMM

O Conselho Municipal de Saúde de Macaíba promove uma série de pré-conferências de Saúde nos distritos Cajazeiras, Mangabeira, Cana Brava e Traíras, nos meses de fevereiro e março deste ano. O primeiro encontro será na próxima terça-feira (26), no distrito Cajazeiras, às 13h, no Salão Paroquial que fica atrás da Capela local.

O objetivo é escolher participantes para 9ª Conferência Municipal de Saúde, que será realizada no próximo dia 28 de março, no Arco-íris Recepções. O tema desta edição da Conferência é “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS”. A Conferência Municipal de Saúde é o fórum de debate, entre todos os segmentos da sociedade representada por intermédio de instituições de governo, entidades de trabalhadores de saúde e usuários do SUS.

O objetivo da Conferência é avaliar a situação de saúde do Município, propor novas diretrizes da política de saúde, fortalecer o Controle Social no SUS, definir e priorizar propostas para aprimorar os serviços de saúde, proporcionando à população melhor qualidade de vida.

Todos os participantes da Conferência de Saúde podem se candidatar a delegado e, se eleito, representará o seu segmento na etapa subsequente da Conferência. A eleição de delegados segue o critério da Paridade, ou seja, 50% dos delegados eleitos devem ser do segmento dos usuários, 25% de trabalhadores de saúde e 25% do segmento gestor/prestador de serviço.

Uma vez eleitos na etapa municipal, os delegados participam da etapa estadual, e nesta outra etapa, serão eleitos os delegados para a etapa nacional, seguindo o mesmo critério de paridade.

Confira as datas das pré-conferências e da Conferência:

* Dia 26/02/2019 – Cajazeiras (13h) – Cajazeiras – Salão Paroquial (por trás da Capela);

* Dia 12/03/2019 – Mangabeira (13h) – Educandário Venera Dantas;

* Dia 19/03/2019 – Traíras (13h) – CERU;

* Dia 26/03/2019 – Canabrava (13h) – CEMEI Damiana França;

* Dia 28/03/2019 – 9ª Conferencia Municipal de Saúde (8h) – Arco-íris Recepções.

Informações da Assecom-PMM

 

O Abrigo Deus e Caridade completa 63 anos de existência nesta sexta-feira (22). Mais de seis décadas prestando assistência aos idosos de Macaíba e de municípios vizinhos.

A Prefeitura de Macaíba parabeniza toda a equipe que compõe esta instituição de extrema importância para o nosso povo. Parabéns!

Prefeitura de Macaíba (Instagram)

O governo publicou as regras para a declaração do Imposto de Renda 2019, exercício 2018, no Diário Oficial, nesta sexta-feira (22).

Os contribuintes terão entre 7 de março e 30 de abril para entregar a declaração pela internet. Quem perder o prazo estará sujeito a multa de 1% sobre o total do imposto devido, sendo mínimo de R$ 165,74 e máximo corresponde a 20% do imposto devido.

Todos que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 são obrigados a declarar.

Segundo o portal da Receita Federal, o programado utilizado para a declaração do IR deve estar disponível até a próxima quinta-feira (28).

Uma jovem por nome Marcela Andrade, 27 anos de idade, residia no conjunto Cristovam Dantas, na cidade de Assu, morreu no início da tarde de hoje, 21/02, em um dos leitos do Hospital Regional Tarcísio Maia e Mossoró.

As informações que recebemos de uma prima dela, dão conta de que, Marcela estava em casa dormindo, quando o alarme do carro teria disparado, com isso Marcela teria se levantado já sentido fortes tonturas e foi levada para o hospital em Assu, em seguida foi socorrida para o HRTM, onde faleceu vítima de infarto no início na tarde.

Marcela Andrade, era casada com André Matias e deixou um filho de apenas 11 meses de vida. Nossos Sentimentos a toda a família enlutada.

Um assaltante foi baleado durante a noite desta quinta-feira (21) em Macaíba. Segundo informações da ConnectTV, dois homens em uma moto tentaram realizar um assalto no churrasquinho na rua Maranhão, localizada no loteamento Esperança. No dado momento da ação, uma pessoa não identificada ao presenciar a ação da dupla, efetuou um disparo de arma de fogo alvejando um dos assaltantes que caiu sobre o solo. Já o seu comparsa fugiu em uma moto Bros.

O assaltante que reside na cidade de Parnamirim, foi socorrido por uma equipe do SAMU até uma unidade hospitalar.

Associações de servidores públicos que ganham altos salários ameaçam ir à Justiça contra o aumento para até 22% da contribuição previdenciária, previsto na reforma do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

As entidades alegam que a alíquota é ilegal. Argumentam ainda que a carga tributária imposta para quem ganha acima de R$ 39 mil é equivalente a um confisco.

A PEC (Proposta de Emenda à Constituição) da reforma da Previdência, com regras mais duras para trabalhadores da iniciativa privada e do setor público, foi apresentada na quarta-feira (20).

Nesta quinta (21), lobbies já começaram no Congresso Nacional, com visitas de representantes de servidores aos parlamentares. Associações de de juízes, procuradores e auditores fiscais consideram as taxas abusivas.

Se elas não forem alteradas no Congresso, as entidades dizem que irão recorrer aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), cujos salários são o teto do funcionalismo público (R$ 39,3 mil).

“Se essas alíquotas se mantiverem nesses termos, fatalmente isso será questionado por nós no Supremo [Tribunal Federal]”, afirmou o presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Guilherme Feliciano.

O termo confisco foi usado em 1999, quando o STF derrubou atos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) para cobrar alíquotas maiores de servidores.

A ideia de confisco se refere ao peso da contribuição à Previdência e do IR (Imposto de Renda), que chega a 27,5%. Juntos, esses tributos podem se aproximar da metade dos salários dos servidores com alta remuneração.

No julgamento daquele ano, os ministros, por maioria, entenderam que a carga tributária não poderia ser tão alta e reverteram um dos pilares do programa de ajuste fiscal do tucano.

Na reforma de Bolsonaro, no entanto, apenas os mais ricos pagarão alíquotas mais altas (veja quadro ao lado). Além disso, em muitos casos, servidores como magistrados e procuradores recebem auxílios e benefícios que não são incorporados aos rendimentos tributáveis.

Os servidores com salários mais altos do que o teto do INSS (R$ 5.839,45) e que têm direito a receber aposentadorias superiores a esse patamar pagarão mais. Hoje, eles contribuem com porcentual único de 11%. Com a reforma, incidirão alíquotas de 11,68% a 22%.

Nesta quinta, o presidente do Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado), Rudinei Marques, esteve no Congresso e apresentou a deputados as críticas à reforma.

Para ele, incluir essas alíquotas na Constituição representa ainda “uma perda brutal”, pois as faixas salariais não seriam reajustadas de acordo com a inflação.
A entidade reúne 31 sindicatos e associações, de auditores fiscais a delegados da Polícia Federal, e representa cerca de 200 mil servidores.

Com uma reforma da Previdência dura com servidores, as entidades ligadas a esses trabalhadores se manifestaram contra a proposta, afirmando, por exemplo, que a medida veio para demonizar os funcionários públicos.

“É necessária uma reforma previdenciária no país. Mas, como aconteceu com a reforma anterior, por uma questão de mera propaganda, querem demonizar o funcionário público”, afirmou José Robalinho Cavalcanti, presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República).

Para Kleber Cabral, presidente do Sindifisco (Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal), há confusões de tributação na proposta.

“É um problema conceitual grave. Uma coisa é considerar capacidade contributiva para fins de Imposto de Renda. Para fins de previdência, isso não faz sentido.”

O secretário-adjunto de Previdência do Ministério da Economia, Leonardo Rolim, refutou os argumentos.
Ele afirmou que o STF “nunca definiu qual alíquota que era confisco”.

“Qualquer assunto constitucional está sujeito à análise do Supremo. Quem achar que há o descumprimento de uma cláusula pétrea, é recorrer ao Supremo. E cabe ao Supremo julgar”, disse Rolim.

Folha de São Paulo