Carlos diz que deixará as redes de Bolsonaro: “Difícil ser tratado como rato” - Informativo Atitude

Carlos diz que deixará as redes de Bolsonaro: “Difícil ser tratado como rato”

O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (Republicanos) anunciou hoje, no Twitter e no Instagram, que não cuidará mais das redes sociais do pai, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O que aconteceu

  • Carlos disse que “muito em breve chegará o fim deste ciclo de vida”. O “filho 02” de Bolsonaro se referia ao comando das redes do pai.
  • “Difícil ficar sozinho [por] anos e ser tratado de modo que nem um rato mereceria.” Sem citar nomes, o vereador demonstrou mágoa na postagem.
  • “Pessoas ruins se dizem as tais e ganham muito com o suor dos outros que trabalham de verdade e isso não é excessão (sic) aqui”, escreveu o político, também sem citar nomes.

Como é o trabalho de Carlos nas redes

  • Carlos Bolsonaro é tido como figura central na articulação do ex-presidente nas redes sociais.
  • Ele também foi apontado como um dos chefes do “gabinete do ódio”. Assim ficou conhecido o órgão extraoficial do governo Bolsonaro que foi alvo das investigações da CPI da Covid.
  • Também foi responsabilidade do vereador do Rio acompanhar Bolsonaro e prepará-lo para os debates da eleição presidencial do ano passado.
  • Reportagem do Estadão com dados da agência de dados Fiquem Sabendo mostrou que o vereador esteve pelo menos 141 horas no gabinete pessoal do pai entre outubro de 2019 e junho de 2021.
  • Carlos Bolsonaro é alvo de investigação do Ministério Público do Rio por movimentações financeiras suspeitas de funcionários de seu gabinete que não compareciam ao trabalho.

Com informações do UOL

 

About The Author