Bolsonaro nomeia Deficiente visual como Novo Secretario Nacional de Justiça

O presidente Jair Bolsonaro deu posse hoje (8) ao advogado Claudio de Castro Panoeiro, o cargo de Secretário Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Deficiente visual e com doutorado em Direito realizado em uma das universidades mais prestigiadas do mundo, na Espanha, Claudio Panoeiro ficou emocionado por várias vezes e também emocionou a primeira-dama, Michelle Bolsonaro, assim como outros participantes da reunião de posse.

“O nosso governo, ao qual a vossa senhoria integra nesse momento, se sente muito honrado pelo seu passado, pela sua experiência e por aquilo que o senhor pode contribuir para com o nosso Brasil”, disse Bolsonaro na cerimônia feita no Palácio do Planalto.

Panoeiro, por sua vez, destacou a importância da determinação no enfrentamento das dificuldades, a fim de que a superação e não a desistência se torne um marco na vida de cada um. Ele próprio, neste caso, é um exemplo disso.

“O sucesso de qualquer pessoa, deficiente ou não, depende, fundamentalmente, de dois elementos. O primeiro que ela tenha vontade de chegar a algum lugar e segundo que tenha oportunidade de alcançar seus objetivos”, disse ele.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, também falou na cerimônia, elogiando a trajetória de superação de Panoeiro, destacando também o trabalho que já foi desempenhado por ele durante a coordenação do grupo de combate à corrupção de Advocacia-Geral da União (AGU) no Rio de Janeiro.

“Sua memória e inteligência chamaram atenção de todos na instituição. O convidei para ficar um período em Brasília e a admiração aumentou, por sua capacidade de vencer os obstáculos e as dificuldades”, disse Mendonça.

Panoeiro é doutor em direito pela Universidade de Salamanca, na Espanha e foi a primeira pessoa cega a fazer uma sustentação oral em um tribunal superior, em 2010 no Superior Tribunal de Justiça, segundo informações da Istoé.

Panoeiro é uma lição de vida

A trajetória de Claudio Panoeiro é uma lição de vida para o Brasil e a nomeação para o cargo de Secretário Nacional de Justiça também, visto que demonstra o olhar de inclusão do atual governo, especialmente no tocante às pessoas com algum tipo de deficiência física.

Esse olhar, certamente muito influenciado pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que há anos se dedica a trabalhos voluntários na área assistencial, favorece a inclusão de pessoas portadoras de algumas limitações, mas que possuem plena competência para o exercício de funções de grande importância no setor público e privado. Assista: