Bolsonaro diz que agressão a jornalistas na Bahia é “cascata” - Informativo Atitude

Bolsonaro diz que agressão a jornalistas na Bahia é “cascata”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) minimizou nesta 3ª feira (14.dez.2021) o episódio em que uma equipe de reportagem da TV Bahia, afiliada da Globo, foi agredida por seguranças da Presidência durante a visita do chefe do Executivo ao sul do Estado no domingo (12.dez).

Disse que o caso era uma “cascata” e questionou se a repórter que disse ter sido agredida fez exame de corpo de delito. Imagens registradas por profissionais da imprensa mostraram um integrante da equipe de Bolsonaro reagindo de forma agressiva à aproximação de jornalistas.

“A imprensa agora está acusando que o meu pessoal ofendeu os jornalistas lá na Bahia. Quem ofendeu? Mostra as imagens. A mulher da Globo deu uma pancada num colega meu da segurança lá, mas isso não é nada. Agora, cadê, fez corpo de delito? Não fez nada, pô, só cascata”, disse o presidente em conversa com apoiadores nesta noite.

A TV Globo repudiou em nota a atitude da equipe de Bolsonaro. No texto, relatou que a repórter Camila Marinho e o cinegrafista Cleriston Santana foram agredidos ao tentar se aproximar para entrevistar Bolsonaro após o presidente chegar no Estádio Municipal Juarez Barbosa, em Itamaraju (BA).

A emissora afirmou que é “escandalosa” a atitude da Presidência “em deixar jornalistas à própria sorte” em meio a “apoiadores fanáticos”. O governador da Bahia, Rui Costa (PT) prestou solidariedade aos repórteres agredidos e afirmou que “a liberdade de imprensa é pilar fundamental da democracia e qualquer ataque ao jornalismo merece repúdio”.

Em outubro, na Itália, jornalistas que cobriam a viagem do presidente também foram alvo de ataques. Por causa desse episódio, o governo federal responde a uma ação movida pela Rede Sustentabilidade no STF (Supremo Tribunal Federal) sobre agressões a jornalistas.

O partido pede que a Presidência seja obrigada a adotar “por todos os meios necessários” o livre exercício da imprensa e a integridade física dos jornalistas que atuam na cobertura do presidente.

Eleições
Na conversa com apoiadores, Bolsonaro também afirmou que os eleitores de Alagoas precisam tomar “cuidado” com as eleições do Estado para o Senado.

“Olha o Senado em Alagoas hein, cuidado lá, tá? O cara quer botar o filho dele lá, tá de brincadeira né”, disse em possível referência ao senador Renan Calheiros (MDB) e seu filho atual governador do Estado, Renan Filho (MDB).

Em Alagoas, o presidente apoio a candidatura de Fernando Collor (Pros).

Poder 360

Fonte: Blog do Gustavo Negreiros