Bastidores: Últimos Atos de Alexandre de Morais eleva a temperatura para o 07 de Setembro - Informativo Atitude

Bastidores: Últimos Atos de Alexandre de Morais eleva a temperatura para o 07 de Setembro

REFORÇOU

Alexandre de Morais reforça o sete de setembro com duas prisões que ainda não estão explicadas, foram elas: a do jornalista bolsonarista, Wellington Macedo, e o caminhoneiro Zé Trovão. Os atos promovidos por Morais estão engrossando o caldo das manifestações que vão ocorrer nesta terça-feira dia 07.  Zé Trovão afirmou que não vai se entregar, se quiserem prendê-lo basta ir para Brasília no dia 07 de setembro.

RESPEITO A CONSTITUIÇÃO

O Ministro Luiz Fox, cobrou respeito a constituição nas manifestações, mas se esqueceu de ver que quem está rasgando a constituição é o próprio Supremo, pois até agora ninguém explicou os motivos do Canal “Te Atualizei” ter sido desmonetizado. A falta de respeito e freio de STF em prejudicar uma pessoa como Bárbara e beneficiar alguém como Lula é algo que além de chamar atenção, tem ganhado notoriedade em nosso país.

FORÇA MONSTRUOSA

Uma coisa que é inegável é que o Supremo tem uma força monstruosa, começando por julgar grandes processos de grandes corporações, além, lógico, de ter vários políticos nas mãos, como é o caso do Senador Renan, que é o relator da covid-19, e que tem muitos processos parados esperado um julgamento que nunca sai por parte do Supremo.

SENTIDO NA PELE

O Supremo tem sentido na pele os efeitos devastadores das suas últimas decisões encabeçadas pelo ministro Alexandre de Morais. A corte acumula hoje uma rejeição jamais vista em toda a história desse país. E como um rei louco iniciou perseguições e prisões a todos aqueles que ousassem a questionar a ditadura da Torga.

ADESÃO MACIÇA

Impulsionadas pelas últimas decisões do Supremo, as adesões estão sedo maciças e prometem ser a maior manifestação da história brasileira. Nunca se falou tanto em liberdade e em democracia nas redes sociais.

MEDO

O grito das ruas está tão forte que vários ministros estão assustados, não pelo fato de haver quebradeira, mas pelo fato deles estarem sendo julgados pelos seus atos. O presidente do senado, Rodrigo Pacheco, ver com preocupação as movimentações, mas deixou claro que esses movimentos são democráticos. O presidente da Câmara, Arthur Lira, disse que não se fala em outra coisa no Brasil a não ser em 07 de setembro.  Uma coisa é certa: o Supremo tem que descer do pedestal e ouvir a voz do povo.

O SISTEMA É FORTE

O sistema engoliu Bolsonaro, mas ficou entalado e agora experimenta uma angustia desesperadora, pois o presidente está sufocando o sistema. Bolsonaro não faz o jogo da grande mídia do Supremo e muito menos da velha política. Ninguém tenha dúvidas, teremos um dia 07 de setembro que ficará marcado na história.