Descrição do autor

Administrador

Com humildade e focado no mandato que se inicia em fevereiro, Benes Leocádio, eleito deputado federal mais votado, agradeceu a Deus e ao povo do Rio Grande do Norte pelos 125.841 votos, pela votação em 166 municípios e explicou que o eleitor está cada veza mais exigente, ou seja, “a partir de agora quem não der resultado, estará fora da disputa política”.

Ex-prefeito do município de Lajes, localizado na região central do Estado, Benes Leocádio também é vítima da violência – seu filho mais novo foi assassinado em uma perseguição policial após um ter sofrido um sequestro – e por isso ele sabe que o povo quer segurança. No entanto, da maneira que a segurança pública é tratada hoje, pouca coisa vai mudar.

Diante deste quadro, Benes Leocádio pretende unir uma bancada municipalista com a finalidade de elaborar projetos de lei que beneficiem os municípios diretamente. “É preciso entender que tudo acontece na cidade. Sendo assim, os municípios precisam de mais recursos”, disse. Para ele, o imposto ao usar o cartão de crédito ou débito deveria ficar no município. “Isso é algo que dá para fazer”, acrescenta.

Quando questionado sobre em que votará no segundo turno para presidente e governador durante o programa Cidade Agora, apresentado pelo jornalista Alex Viana, na 94FM, Benns Leocádio saiu pela tangente e disse que o partido ainda não decidiu, mas deve optar pela independência. Ele destacou que o PTC não atingiu a cláusula de barreira e deve se fundir a outro partido.

Para Benes Leocádio, uma profunda mudança no pacto federativo precisa ser feita no país, para que haja mais políticas definidas, ao invés de apenas de transferência de responsabilidade para os municípios, que estão sobrecarregados e, muitas vezes, despreparados para as atribuições até mesmo por falta de recursos.

Atração principal da Feira faz convite ao povo macaibense. Confira o vídeo!

A #biabedran convida você para a nossa Semana Literária. Contamos com a sua presença! #Slim #macaíba #livros #literatura 📚

Posted by Prefeitura de Macaíba on Thursday, October 18, 2018

 

Mais uma vez a Prefeitura de Macaíba é exemplo e larga na frente trazendo às terras da poetisa Auta de Souza um dos maiores nomes da literatura infantil brasileira: Bia Bedran. A renomada Musicoterapia, cantora, compositora, atriz e escritora será a atração principal da 5ª edição da Semana Literária de Macaíba – SLIM. No palco principal, montado na Praça Paulo Holanda Paz, Bia faz sua apresentação às 16h. A participação dessa professora-artista reconhecida mundialmente pelo trabalho pedagógico voltado ao púbico infantil contribuirá para o enriquecimento dos presentes, em especial aos professores macaibenses e, consecutivamente à área educacional do município.

Bia é mais um entre tantos outros grandes nomes da literatura do Brasil que já passaram por Macaíba desde a primeira edição da SLIM, no ano de 2014, na terceira gestão do prefeito Fernando Cunha. Com isso, a terra de Henrique Castriciano entra no rol dos poucos municípios do RN a investir no campo literário. Vale lembrar que a SLIM também abriu mais um leque para que artistas da própria Macaíba mostrassem sua arte para o mundo. Nesta edição não será diferente, ao logo de toda a programação desta sexta artistas e produtores culturais locais vão expor seu trabalho nas tendas da 5ª Semana Literária.

Na Praça Paulo Holanda também terá gincana literária, contação de histórias, tenda para educação infantil, tenda de artesanato, tenda de livros, casa do autor, barraca de culinária, teatro popular, artesanato, arte sacra, grafitagem e jogos digitais. Vale muito a pena conferir!

Um pouco de Bia Bedran

Nasceu em Niterói, RJ, em 1955. É mestre pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em Estudos Contemporâneos das Artes, professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), graduada em Musicoterapia e Educação Artística, cantora, compositora, atriz e escritora. Integrou o Quintal Teatro Infantil, realizou trabalhos para a televisão, entre os quais os programas Canta-Conto, Baleia Verde e Lá vem História, na TV Cultura de São Paulo e na TV Educativa do Rio de Janeiro, hoje TV Brasil.

Ao longo de uma carreira dedicada às crianças e à arte, é autora de 14 livros infantis e gravou e produziu 10 CDs e 2 DVDs, sempre mesclando o canto e a narrativa. Como pesquisadora, lançou o livro A Arte de Cantar e Contar Histórias: Narrativas Orais e Processos Criativos.Bia Bedran viaja há mais de 20 anos por todo o Brasil para ministrar sua oficina de música e de formação de contadores de histórias para jovens e adultos, intitulada “A Arte de Cantar e Contar Histórias”. Recebeu diversos prêmios ligados à música e ao teatro ao longo de toda sua vida.

Na manhã desta quinta-feira (18), foram entregues novos kits para gestantes em Macaíba que frequentam o grupo Sementinha do Amor, vinculado ao programa Criança Feliz, coordenado em nível local pela Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social.

O Criança Feliz foi lançado em 2016 pelo Governo Federal e é destinado a todas as famílias cadastradas no Bolsa Família que tenham pelo menos uma criança de até três anos de idade entre seus membros. Para participar do programa, é preciso manter os dados no Cadastro Único atualizados.

A solenidade de entrega foi realizada no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Fabrício Pedroza, conjunto IPE. Ao todo, 19 gestantes foram contempladas nesta entrega de hoje. Outras dezenas de kits foram distribuídos ao longo do corrente ano, contemplando tanto mulheres da zona urbana quanto da zona rural.

Os kits que as gestantes recebem contêm vários itens úteis para auxiliar na saúde e na higiene do bebê como banheira, toalha, bolsa, colônia, sabonete, explicou a técnica do CRAS, Marianna Barreto.

A jovem gestante Nadja Rayane, residente na comunidade rural de Tapará, foi uma das contempladas pelo programa e declarou: “Eu acho maravilhoso porque nem todas as mulheres têm condições de comprar esses produtos, também tem o acompanhamento para cuidar do bebê, as terapias para diminuir nossas dores. Muito bom mesmo“.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Crianças, jovens, adultos, estudantes, professores, pais e toda a família não podem perder a bela oportunidade de mergulhar profundamente no mundo literário proporcionado pela gestão municipal de Macaíba, por meio da 5ª edição da Semana Literária da cidade. A culminância será nesta sexta (19), na Praça Paulo Holanda Paz e contará com uma vasta programação que levará os presentes a uma verdadeira imersão no planeta das letras, artes e cultura. Renomados artistas locais e nacionais vão estar presente. Participe! Confira abaixo a programação que começa às 8h da manhã.

Um homem de 28 anos foi preso na cidade de Parnamirim, na região metropolitana de Natal, suspeito de extorquir mulheres com fotos íntimas delas. De acordo com as investigações, o golpista enganava as vítimas com perfis falsos nas redes sociais e, após conseguir a confiança, pedia imagens delas nuas. Com as fotos em mãos, para não divulgar as imagens, o homem exigia dinheiro ou até mesmo relações sexuais. Até agora quatro vítimas foram identificadas pela Polícia Civil.

Segundo a Polícia Civil, através de investigações da 1ª Delegacia de Polícia de Parnamirim que duraram cerca de um ano e meio, o homem cobrava entre R$ 200 e R$ 500 para não divulgar as fotos e chegou até a pedir para ter relação sexual com algumas das mulheres para não espalhar as fotos. Morador de Currais Novos, o acusado foi preso em Parnamirim após marcar um encontro com uma dessas vítimas. Mesmo com o flagrante, também havia um mandato de prisão e de busca e apreensão aberto contra ele.

A Polícia conta que o acusado criava contas falsas sempre usando como primeiro nome “Gustavo”, e em algumas ocasiões se passava por estudante de Medicina e, em outras, por aluno de Odontologia. Para reforçar a sua “farsa”, mandava fotos as vítimas até com jalecos.

O acusado deverá responder por tentativa de estupro, extorsão, ameaça e uso de documento falso.

Vitória (ES) – Supermercados lotados e com filas nos caixas e na entrada funcionam em horário reduzido. (Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou inflação de 1,43% em outubro, taxa acima do 1,20% de setembro e do 0,49% de outubro do ano passado.

O indicador acumula 9,44% no ano e 10,69% em 12 meses.

O aumento foi causado por avanços da inflação nos três subíndices que compõem o IGP-10.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, passou de 1,76% em setembro para 1,92% em outubro.

O Índice de Preços ao Consumidor, que analisa o varejo, passou de 0,08% para 0,52% no período. Já o Índice Nacional de Custo da Construção cresceu de 0,16% para 0,31%.

O IGP-10 é calculado com base em preços coletados entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Informações da Agência Brasil

Foto: Arquivo/Tânia Rêgo/Agência Brasil

DILMA NO DIVÃ

Cláudio Humberto diz que “amigos da ex-presidente cassada Dilma Rousseff andam preocupados com sua, digamos, mudança de comportamento desde a humilhante derrota do dia 7. Acham que o juízo que lhe restava pode ter evaporado”.

CORTES

Onyx Lorenzoni, ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro, prometeu extinguir 20 mil cargos comissionados “no primeiro dia” do mandato.

Foi o que ele disse para O Globo.

A APOSTA DO PRESIDIÁRIO

“Mesmo já projetando a derrota de Haddad”, diz a Folha de S. Paulo, “parte da esquerda avalia que o PT se manterá como o principal partido desse campo e que, agora, a legenda ainda vai despontar como a beneficiária do eventual fiasco de um governo Bolsonaro”.

É a linha de Lula, que preferiu perder com Fernando Haddad, a tentar ganhar com um candidato de outro partido.

A FÉ PELO PODER

Católicos praticantes estão injuriados com a cena eleitoral de Haddad (PT) e Manuela (PCdoB) fingindo devoção, durante uma missa. E se queixam de sacrilégio do candidato comungando sem se confessar.

LEGADO ELEITORAL

Levantamento da Secretaria-Geral da Mesa da Câmara dos Deputados mostra que o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) não apenas foi o mais votado do País. Ele somou 2.142% a mais de votos que em 2014.

QUEDA ELEITORAL

O mesmo levantamento da Câmara mostra quem mais perdeu votos: Clarissa Garotinho (Pros-RJ), 89% a menos. Jean Wyllys (Psol-RJ) é o segundo que mais perdeu votos entre 2014 e 2018: teve 83% a menos.

Um fuzileiro naval aposentado foi morto a tiros após ter sua casa invadida por bandidos na noite desta quarta-feira (17) em Ceará-Mirim, município da Grande Natal. Ninguém foi preso.

Segundo a Polícia Militar, os bandidos usaram um veículo do modelo Gol na ação. José Honorato Filho, de 70 anos, morava só e estava na parte de fora da casa, que fica em uma granja no distrito de Lagoa do Cosme, quando os criminosos chegaram.

Os bandidos roubaram o carro, duas armas e tentaram arrombar um cofre da casa do militar aposentado. Os criminosos fugiram.

Os vizinhos ouviram os disparos e quando chegaram, Honorato já estava morto. A PM fez buscas pela região, mas nenhum suspeito foi encontrado.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) abriu investigação, mas vai repassar o caso para a Delegacia de Polícia Civil de Ceará-Mirim.

Uma ossada humana que foi encontrada na tarde desta quarta-feira (17) em Apodi, na região Oeste potiguar, pode ser da menina Maria Carla da Silva, de 12 anos, desaparecida há quase um mês no município. Um cunhado dela foi preso e confessou o crime, segundo o delegado Rafael Câmara, responsável pelas investigações.

Assassino

“Pedimos a prisão cautelar dele e estamos aguardando”, informou o delegado, após confirmar que o suspeito confessou o crime. Rafael também preferiu não adiantar qual seria a motivação da morte.

Familiares contaram que a menina está sumida desde o dia 18 de setembro. Ela recebeu uma ligação telefônica e saiu de casa para ir à casa da irmã dela, porém não chegou ao destino. Os parentes também disseram que não havia motivo para Maria Carla fugir de casa.

As informações sobre a investigação foram mantidas em segredo a maior parte do tempo pelo delegado Rafael Câmara, desde o início do caso. De acordo com ele, cerca de 20 pessoas foram ouvidas, porém houve muitos trotes e informações falsas circulando na cidade.

Uma reportagem publicada nesta quinta-feira diz que “empresas estão comprando pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp e preparam uma grande operação na semana anterior ao segundo turno.

A prática é ilegal, pois se trata de doação de campanha por empresas, vedada pela legislação eleitoral, e não declarada.

A Folha apurou que cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan. Os contratos são para disparos de centenas de milhões de mensagens.”

O jornal ainda não mostrou esses contratos.

Empresas estão comprando pacotes de disparos em massa de mensagens contra o PT no WhatsApp e preparam uma grande operação na semana anterior ao segundo turno.

A prática é ilegal, pois se trata de doação de campanha por empresas, vedada pela legislação eleitoral, e não declarada.

Folha apurou que cada contrato chega a R$ 12 milhões e, entre as empresas compradoras, está a Havan. Os contratos são para disparos de centenas de milhões de mensagens.

As empresas apoiando o candidato Jair Bolsonaro (PSL) compram um serviço chamado “disparo em massa”, usando a base de usuários do próprio candidato ou bases vendidas por agências de estratégia digital. Isso também é ilegal, pois a legislação eleitoral proíbe compra de base de terceiros, só permitindo o uso das listas de apoiadores do próprio candidato (números cedidos de forma voluntária).

Quando usam bases de terceiros, essas agências oferecem segmentação por região geográfica e, às vezes, por renda. Enviam ao cliente relatórios de entrega contendo data, hora e conteúdo disparado.

Entre as agências prestando esse tipo de serviços estão a Quickmobile, a Yacows, Croc Services e SMS Market.

Os preços variam de R$ 0,08 a R$ 0,12 por disparo de mensagem para a base própria do candidato e de R$ 0,30 a R$ 0,40 quando a base é fornecida pela agência.

As bases de usuários muitas vezes são fornecidas ilegalmente por empresas de cobrança ou por funcionários de empresas telefônicas.

Empresas investigadas pela reportagem afirmaram não poder aceitar pedidos antes do dia 28 de outubro, data da eleição, afirmando ter serviços enormes de disparos de WhatsApp na semana anterior ao segundo turno comprados por empresas privadas.

Questionado se fez disparo em massa, Luciano Hang, dono da Havan, disse que não sabe “o que é isso”. “Não temos essa necessidade. Fiz uma ‘live’ aqui agora. Não está impulsionada e já deu 1,3 milhão de pessoas. Qual é a necessidade de impulsionar? Digamos que eu tenha 2.000 amigos. Mando para meus amigos e viraliza.”

Procurado, o sócio da QuickMobile, Peterson Rosa, afirma que a empresa não está atuando na política neste ano e que seu foco é apenas a mídia corporativa. Ele nega ter fechado contrato com empresas para disparo de conteúdo político.

Richard Papadimitriou, da Yacows, afirmou que não iria se manifestar. A SMS Market não respondeu aos pedidos de entrevista.

Na prestação de contas do candidato Jair Bolsonaro (PSL), consta apenas a empresa AM4 Brasil Inteligência Digital, como tendo recebido R$ 115 mil para mídias digitais.

Segundo Marcos Aurélio Carvalho, um dos donos da empresa, a AM4 tem apenas 20 pessoas trabalhando na campanha. “Quem faz a campanha são os milhares de apoiadores voluntários espalhados em todo o Brasil. Os grupos são criados e nutridos organicamente”, diz.

Ele afirma que a AM4 mantém apenas grupos de WhatsApp para denúncias de fake news, listas de transmissão e grupos estaduais chamados comitês de conteúdo.

No entanto, a Folha apurou com ex-funcionários e clientes que o serviço da AM4 não se restringe a isso.
Uma das ferramentas usadas pela campanha de Bolsonaro é a geração de números estrangeiros automaticamente por sites como o TextNow.

Funcionários e voluntários dispõem de dezenas de números assim, que usam para administrar grupos ou participar deles. Com códigos de área de outros países, esses administradores escapam dos filtros de spam e das limitações impostas pelo WhatsApp —o máximo de 256 participantes em cada grupo e o repasse automático de uma mesma mensagem para até 20 pessoas ou grupos.

Os mesmos administradores também usam algoritmos que segmentam os membros dos grupos entre apoiadores, detratores e neutros, e, desta maneira, conseguem customizar de forma mais eficiente o tipo de conteúdo que enviam.

Grande parte do conteúdo não é produzida pela campanha —vem de apoiadores.

Os administradores de grupos bolsonaristas também identificam “influenciadores”: apoiadores muito ativos, os quais contatam para que criem mais grupos e façam mais ações a favor do candidato. A prática não é ilegal.

Não há indício de que a AM4 tenha fechado contratos para disparo em massa; Carvalho nega que sua empresa faça segmentação de usuários ou ajuste de conteúdo.

As estimativas de pessoas que trabalham no setor sobre o número de grupos de WhatsApp anti-PT são muito vagas —vão de 20 mil a 300 mil— pois é impossível calcular os grupos fechados.

Diogo Rais, professor de direito eleitoral da Universidade Mackenzie, diz que a compra de serviços de disparo de WhatsApp por empresas para favorecer um candidato configura doação não declarada de campanha, o que é vedado.

Ele não comenta casos específicos, mas lembra que dessa forma pode-se incorrer no crime de abuso de poder econômico e, se julgado que a ação influenciou a eleição, levar à cassação da chapa.

EM MG, ROMEU ZEMA CONTRATOU EMPRESA DE IMPULSIONAMENTO

O candidato ao governo de Minas do partido Novo, Romeu Zema, declarou ao Tribunal Superior Eleitoral pagamento de R$ 200 mil à Croc Services por impulsionamento de conteúdos. O diretório estadual do partido em Minas gastou R$ 165 mil com a empresa.

Folha teve acesso a propostas e trocas de email da empresa com algumas campanhas oferecendo disparos em massa usando base de dados de terceiros, o que é ilegal.

Indagado pela Folha, Pedro Freitas, sócio-diretor da Croc Services, afirmou: “Quem tem de saber da legislação eleitoral é o candidato, não sou eu.”

Depois, recuou e disse que não sabia se sua empresa prestara serviço para Zema. Posteriormente, enviou mensagem afirmando que conferiu seus registros e que vendera pacotes de disparo em massa de WhatsApp, mas só a bases do próprio candidato, filiados ao partido e apoiadores de Zema —o que é legal.

Procurada, a campanha afirmou que “contratou serviço de envio de mensagem somente por WhatsApp para envio aos filiados do partido, pessoas cadastradas pelo website e ações de mobilização de apoiadores”.

Folha apurou que eleitores em Minas receberam mensagens em WhatsApp vinculando o voto em Zema ao voto em Jair Bolsonaro dias antes do primeiro turno. Zema, que estava em terceiro nas pesquisas, terminou em primeiro.

FOLHAPRESS

O Ibope divulgou nesta quarta-feira (17) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição para Presidente no Rio Grande do Norte. O levantamento foi realizado entre o domingo (14) e terça-feira (16) e tem margem de erro de 3 pontos, para mais ou para menos.

Na pergunta estimulada, os resultados foram os seguintes:

  • Fernando Haddad (PT): 50%
  • Jair Bolsonaro (PSL): 38%

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, disse ao Estadão que atores e atrizes apoiam Jair Bolsonaro em silêncio, por medo de retaliação:

“Regina Duarte teve grande coragem, rompeu esse consenso e estabeleceu um diálogo. Há outros grandes nomes de atores e atrizes de cinema e teatro que apoiam mas estão com medo de retaliação. Não posso falar seus nomes. E isso é lamentável, reitera nesses ambientes homogêneos que só se comunicam pelo embate aquele princípio sartriano, em que o inferno são os outros. Intolerância é sempre o que o outro faz. Há exemplos disso nos dois lados. Eu sigo otimista, acho que o bom senso tende a prevalecer. Sim, nós temos de um lado uma grande incógnita, porque o candidato Bolsonaro e sua equipe têm pouca familiaridade com o setor cultural. E há do outro lado também questões muito preocupantes. Eu gasto metade do meu tempo e da minha equipe resolvendo problemas herdados das gestões do PT. Eles tiveram alguns méritos, acrescentaram coisas importantes ao repertório da Cultura, mas foram extremamente desastrosos com relação à gestão, produzindo prejuízos imensos ao erário. Não é possível aceitarmos que tenham sido acumuladas 25 mil prestações de contas sem análise no caso da Lei Rouanet, por exemplo. E eu conheço outros artistas e produtores que não se manifestaram ainda mas criaram pontes com a campanha do Bolsonaro. Eu acho esse movimento positivo para despertar interesse do candidato na área. O presidente tem que dialogar com todos os setores da sociedade.”

Por AGORA RN

Sem mandato a partir de 2019 e com influência reduzida no governo federal, o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (MDB) e os senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino Maia (DEM), além dos deputados federais Felipe Maia (DEM) e Walter Alves (MDB), contam com a eleição de Carlos Eduardo Alves (PDT) para o Governo do Rio Grande do Norte para ganhar uma espécie de sobrevida na política potiguar.

Primo de Henrique e Garibaldi e aliado político de Agripino, Carlos Eduardo está no segundo turno contra Fátima Bezerra (PT). As pesquisas apontam favoritismo para a petista, que já encerrou o primeiro turno na frente, com 46,17% dos votos válidos, ante 32,45% obtidos pelo adversário.

Seus aliados não tiveram êxito na eleição deste ano. Exceto Walter Alves, que conseguiu ser reeleito para a Câmara Federal, Garibaldi perdeu para o Senado; Agripino não conseguiu ser eleito deputado federal; e Henrique, preso até o meio do ano, não concorreu a nenhum cargo. Felipe Maia também não concorreu para dar lugar ao pai, Agripino, que não teve sucesso.

Embora Carlos Eduardo não reconheça oficialmente, a expectativa entre os aliados do pedetista é de que sua chegada ao Governo do Estado possa levar para dentro da administração estadual indicados de Agripino, Garibaldi e Henrique – que, sem mandato, teriam apenas órgãos do governo estadual para “comandar”.

Em 2017, ao ser empossado para o quarto mandato à frente da Prefeitura do Natal, Carlos Eduardo montou uma equipe de auxiliares levando em conta indicações dos três aliados. O secretário de Habitação, Regularização Fundiária e Projetos Estruturantes, Carlson Gomes, por exemplo, foi indicação de José Agripino. Na gestão da ex-governadora Rosalba Ciarlini, ele já tinha sido indicado pelo senador para o Ipem.

O MDB de Garibaldi e Henrique, por sua vez, sugeriu a Carlos Eduardo – que acatou – os nomes de Fred Queiroz para a Secretaria de Obras, Cristiane Alecrim para o Turismo e Cláudio Porpino para a Urbana. Além disso, o partido indicou o vice-prefeito, Álvaro Dias, que assumiu definitivamente o cargo em abril, com a renúncia de Carlos Eduardo para disputar o Governo do Estado.

Questionada sobre o assunto, a assessoria de Carlos Eduardo classificou a informação como uma “provocação” e aproveitou para alfinetar a adversária no segundo turno, perguntando qual seria a participação do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e do ex-ministro dos governos petistas José Dirceu, condenados por corrupção, em uma eventual gestão de Fátima Bezerra.

O candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, se reuniu nesta  quarta-feira com o arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta e com o superintendente da Policia Federal no estado, Ricardo Saadi. Após encerrar os compromissos Bolsonaro disse que já está com a mão na faixa  e por isso avalia se é uma boa estratégia participar de debates contra o petista Fernando Haddad.

Além disso, ele reafirmou que ainda está se recuperando dos danos graves causados pelo atentado à faca que e que só deve bater o martelo sobre os debates após a nova avaliação que será feita pelos médicos do Hospital Albert Einsten nesta quinta-feira.

 Já durante seu encontro com Dom Orani, Bolsonaro disse que assinou um compromisso em defesa da familia, da liberdade das religiões e contra a legalização do aborto e das drogas. O documento foi redigido, segundo ele, pela própria Arquidiocese do Rio.

Bolsonaro afirmou ainda que se colocou a disposição de Dom Orani para ouvir quaisquer conselhos futuros que o principal nome da Igreja Católica no Rio queira dar.

Informações da Radioagência Nacional

Para celebrar os dez anos de trabalho prestado à população potiguar, em especial ao povo macaibense, o Instituto Santos Dumont, por meio do Centro de Educação em Saúde Anita Garibaldi – CEPS – realizou nesta quarta-feira (17) uma solenidade de homenagens às instituições parceiras do órgão ao longo desta primeira década de funcionamento. A Prefeitura de Macaíba foi homenageada. O vice-prefeito Auri Simplício representou o Poder Executivo Municipal na comemoração solene. O Instituto Santos Dumont é de longe um dos maiores patrimônios do município de Macaíba no tocante ao desenvolvimento educacional, da ciência, pesquisa e tecnologia, com o Anita Garibaldi como grande exemplo para o Brasil no que diz respeito a atuação na educação e no trabalho Interprofissional em saúde materno-infantil e da pessoa com deficiência.

Na oportunidade, o vice-prefeito destacou o serviço desempenhado pelo órgão e a parceria fundamental da Prefeitura com o Instituto desde o seu primórdio. “Vi nascer o CEPS quando exercia o cargo de vice-prefeito na segunda gestão de Dr. Fernando Cunha, que atendendo uma solicitação do Dr. Miguel Nicolélis, encaminhou ao Poder Legislativo o Projeto de Lei de doação do terreno para a construção do Anita Garibaldi. Hoje esta estrutura agigantou-se em espaço físico, equipamentos e na prestação de serviços à sociedade. Em nome do Prefeito Fernando Cunha agradeço o convite, parabenizo pela excelente ação aqui desenvolvida. Esse órgão é um orgulho para todos nós”, falou Auri.

Reginaldo Freitas, diretor do CEPS Anita Garibaldi, agradeceu por toda atenção da gestão macaibense e reiterou a parceria com a esfera municipal. “A prefeitura é uma companheira essencial do Centro. Nestes dez anos contribuiu significativamente para a missão exercida pelo Instituto Santos Dumont”. Além do vice-prefeito Auri Simplício, também estiveram presentes o Jovan Gadioli, diretor administrativo do Instituto Santos Dumont, Patrícia de Paula, representante da Secretaria Municipal de Saúde, Aline Ribeiro, representante do Conselho Municipal de Saúde, Marcelo Augusto Bezerra, secretário municipal de Cultura e Turismo e Sérgio Nascimento, Chefe do Setor de Comunicação da Prefeitura de Macaíba.

A pedido de petistas, entre eles Aloizio Mercadante e Emídio de Souza, Cid Gomes gravou um vídeo em que declara apoio a Fernando Haddad e critica o uso das imagens de suas críticas ao PT pela campanha de Jair Bolsonaro, informa Andréia Sadi no G1.

A campanha de Haddad, no entanto, ainda não sabe dizer se usará o depoimento na propaganda de TV ou apenas nas redes sociais.

O senador eleito do PDT disse à repórter que nunca colocou em dúvida seu apoio ao candidato petista, mas aproveitou para reafirmar as duras críticas ao PT.

Cid afirmou também que não sabe se seu irmão, Ciro Gomes, que está na Europa, gravará vídeo de apoio a Haddad também.

O estudante de enfermagem Gilberto Rodrigues Fernandes, de 25 anos, foi encontrado morto ao lado de sua moto no trevo de acesso a cidade de Tenente Ananias, no final da tarde desta terça-feira, 16.

Residente em Tenente Ananias, Gilberto cursava o 6 período na Faculdade de Enfermagem do Campus da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte na cidade de Pau dos Ferros, e trabalhava no posto de saúde de sua cidade.

As autoridades policiais locais não sabem informar o que teria acontecido. O local não tem residências próximas. Acredita-se que ele tenha perdido o equilíbrio, caído e falecido. O corpo foi removido para exames na sede do ITEP, em Mossoró/RN.

SAIA JUSTA 

A ex-prefeita Marília Dias passou por uma saia justa com a votação da sua candidata Terezinha Maia. Segundo fontes, a ex-prefeita tem evitado passar em São Gonçalo do Amarante. Até as ligações de pessoas ligadas a Terezinha, Marília tem evitado.

CALOTE ELEITORAL 


Segundo alguns vereadores e lideranças de São Gonçalo do Amarante, a derrota de Terezinha foi, sem sombra de dúvidas, culpa da ex-prefeita Marília Dias. “Rapaz, Marília deixava Terezinha ‘beba’ com tanta conversa, ela deixou de abraçar várias lideranças confiando somente na suposta força que Marília teria”. Em resumo, Terezinha foi vítima do famoso calote eleitoral.

AS PREVISÕES DO PROFETA 


O profeta Manoel Maurício errou duas das suas previsões. Manoel disse em uma de suas profecias que Doutora Ederlinda não passaria de 8 mil votos, quando na verdade ela obteve só em Macaíba quase 11 mil. Outra profecia que não se realizou foi a de presidente da república, onde o profeta afirmou que Haddad iria ultrapassar Bolsonaro. Como podemos ver, quase que Bolsonaro leva no 1°turno, para o desespero do nosso profeta que vai testemunhar um verdadeiro massacre eleitoral.

REVENDO OS NÚMEROS 


Segundo informações, os Bobs estão refazendo os números, pois na eleição passada, em 2014, eles deram a Hermano 6,08%, e em 2018 foram apenas 5,86%, uma queda razoável, se considerarmos o número de novos eleitores.

ALIANÇA 


O Atual prefeito de Macaíba, Dr. Fernando, vai de Fátima. O prefeito reuniu sua base na tarde desta segunda-feira (15) e decidiu fechar com o nome da senadora para o Governo do Estado do RN. Lembrando que o doutor apoiou Fátima para o senado em 2014.

SOLITÁRIO SIM, SOZINHO NUNCA 


Pelo que parece, o nosso Cavaleiro Solitário saiu fortalecido deste pleito eleitoral. Igor conseguiu 955 votos para Gustavo Fernades, ficando no empate técnico com a ex-prefeita Marília Dias, que dificilmente irá aparecer neste segundo turno.

PROCURANDO OS VOTOS 


Meu Precioso ainda está procurando os votos do professor Chico Macaíba. Segundo informações, após o apoio de “Meu Precioso”, o professor Chico teve menos votos que na eleição de 2014. Pelo que parece, Mário está desqualificado para uma disputa no legislativo em 2020.

REUNIÃO 


O vice prefeito Auri Simplício teve uma reunião com o alto comando do Palácio Auta de Souza, e apesar de ter votado em Fátima para o senado em 2014, decidiu não manifestar apoio à petista, que hoje lidera as pesquisas. Segundo nossas fontes, Auri já teria avisado ao alto comando, do qual ele faz parte, que pode aderir a Carlos Eduardo neste segundo turno.

FORTE 


Segundo informações, o ex-prefeito Luizinho tem costurado o apoio de várias lideranças e prefeitos à candidatura de Fátima. O ex-prefeito tem assumido várias frentes, dentre elas, a de articulador. Para muitos, Luizinho pode vir a ser escalado como membro do primeiro escalão de um futuro governo de Fátima.

Para celebrar os gloriosos 81 anos de história do Cruzeiro de Macaíba, no próximo sábado (20), a partir das 8h, será promovido um jogo festivo entre o time máster do Azulão e o Alecrim. O duelo será aberto ao torcedor cruzeirense e será marcado pela presença dos grandes jogadores que fizeram história com a tradicional camisa do Espantalho do Interior. Após o duelo haverá a famosa “barca” no restaurante do Agnaldo.

 A direção do Cruzeiro Master, em consonância com a diretoria e o Conselho Deliberativo do Azulão, confeccionou 50 camisas comemorativas. O manto especial vai ser usado no jogo simbólico.

Atletas que participaram dos títulos históricos do Matutão de 66, 94 e 96, da Copa Arizona, das finas da 2ª divisão do Campeonato Potiguar de 2005, 2006 e 2007, além de títulos municipais históricos, dentre outros, estarão em campo. O torcedor vai matar a saudade de ver jogadores como Ban, Macumba, Charles, Odilon, Vingador, Ozair, Arian, Gilson goleiro, entre outros. Com informações do programa Três Toques.