Apostando no tratamento precoce, hospital em Natal registra 200 altas e nenhuma morte de pacientes com Covid-19 - Informativo Atitude

Apostando no tratamento precoce, hospital em Natal registra 200 altas e nenhuma morte de pacientes com Covid-19

 

Trabalhando incansavelmente desde a abertura no dia 25 de março, a equipe multiprofissional do Hospital Natal Sul, instalado pela Prefeitura de Natal e voltado exclusivamente para atender pacientes com Covid-19, comemora a marca de 200 pessoas que venceram a doença e receberam alta hospitalar.

A paciente de número 200 a receber alta no Hospital Natal Sul foi Joseane Silva Pereira, de 50 anos. “Ela chegou com mialgia, dispneia, tosse seca, vômito, diarréia e fizemos um tratamento com protocolo de medicamentos aliado ao catéter nasal. É uma senhora com pressão alta, diabetes, obesa e que já teve trombose no membro inferior direito, que esteve conosco do dia 21 ao dia 27 e hoje sai vitoriosa. Estamos muito felizes aqui”, afirma o diretor médico do Hospital Natal Sul, Edney Agra.

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, comemora a marca desta unidade que trata pacientes com covid e parabeniza os profissionais da saúde. “São 200 pacientes internados naquela unidade hospitalar que receberam alta e sem nenhum óbito. Uma grande vitória para todos os profissionais da saúde que merecem os parabéns, todos aqueles que atuam e trabalham naquela instituição”, afirma o prefeito.

Segundo o diretor técnico da unidade de saúde, Raiff Villarim, o sucesso na recuperação dos pacientes se deve ao empenho da equipe multiprofissional que está na linha de frente de combate à doença, levando assistência segura aos internados, como também ao tratamento em tempo hábil. “Esta paciente começou a sentir os sintomas em casa dia 11 e só chegou ao hospital dia 21. Ela já chegou bem debilitada. Pedimos a população que não espere agravar a doença para poder ir ao hospital. O tratamento precoce é fundamental para tratar em tempo hábil e recuperar o mais rápido possível o paciente. Vir assim que sentir os sintomas e pronar o paciente [manobra hospitalar colocando a pessoa de barriga para baixo]  fazem toda a diferença em sua evolução”, afirma.

Com esse trabalho, os 200 pacientes curados passam a integrar a lista das mais de 12.500 pessoas recuperadas da Covid-19 no RN. O diretor Edney Agra reforça ainda a preocupação de que as solicitações por leito tenham diminuído nos últimos meses não só pelo aumento da vacinação como também pelos pacientes que não estão indo para o hospital logo no início da doença. “Pedimos à população que se dirija ao hospital até o 7º dia da doença. Aqui no hospital temos uma farmácia estruturada. Tratar precocemente a doença significa prevenir para não piorar”, garante.

“Tive dez dias de diarréia e dor no peito para poder procurar o hospital. Sabia que estava grave e tive muito medo de morrer, mas quando entrei neste hospital os profissionais me passaram uma segurança muito grande. Fui acolhida, me deram atenção. Estou cheia de gratidão. Receber alta é uma sensação maravilhosa. Estou saindo daqui com um outro olhar da vida. Fazer coisas simples que deixei para depois. A primeira coisa que quero fazer ao chegar em casa é abraçar minhas filhas e sentir o prazer de estar em casa novamente”, desabafa Joseane.

Hospital
Localizado às margens da BR-101, próximo ao Campus da UFRN, o Hospital Natal Sul opera com 41 leitos exclusivos de Covid -19, sendo 33 leitos de enfermaria clínica, dois de estabilização, dois de admissão e quatro para pacientes com suspeitas. O hospital recebe pacientes em estado de saúde no estágio intermediário da doença. Na semana passada, o hospital estava com 28 leitos ocupados. Nesta segunda-feira, 13 leitos estavam ocupados.

O Hospital Natal Sul tem atendimento voltado a usuários que, ao buscar as Unidades de Pronto Atendimento, centros covid ou Unidades Básicas de Saúde, demonstrem algum quadro clínico sugestivo de agravamento.

Na parte de recursos humanos, a equipe multidisciplinar da unidade conta com 138 funcionários dentre os quais 6 médicos plantonistas e intensivistas, 24 enfermeiros, 56 técnicos em enfermagem, 10 fisioterapeutas, 6 assistentes sociais, 4 psicólogas, 4 farmacêuticos, 6 técnicos em radiologia, 10 servidores da parte administrativa e 12 maqueiros.

Apesar da queda da incidência de covid-19 e consequentemente uma diminuição das internações em Natal, a população conta atualmente com dois hospitais exclusivos para tratamento da doença montados pela Prefeitura do Natal, que são o Hospital de Campanha, com capacidade para até 109 leitos de enfermaria e até 38 pacientes críticos, e o Hospital Natal Sul que atende até 41 pacientes de enfermaria. O Hospital Nivaldo Júnior permanece com atendimento para crianças com covid-19 e não covid-19 e o Hospital Municipal iniciou o atendimento a pacientes covid em suas enfermarias como também em uma de suas UTIs.

Fonte: Portal Grande Ponto