Alessandro Vieira: ‘Se tapa no plenário não for caso de cassação, pode fechar o Conselho de Ética’ - Informativo Atitude

Alessandro Vieira: ‘Se tapa no plenário não for caso de cassação, pode fechar o Conselho de Ética’

Na quinta-feira, 21, o senador Alessandro Vieira (MDB-SE) falou sobre a agressão que o deputado federal Messias Donato (Republicanos-ES) sofreu do vice-presidente do PT, deputado federal Washington Quaquá (RJ), no plenário da Câmara.

“Se tapa na cara no plenário não for caso de cassação de mandato, pode mandar fechar o Conselho de Ética”, escreveu Vieira no X/Twitter. “Nada justifica esse tipo de conduta. Se o uso da violência física for liberado no Congresso, teremos o fim do sistema democrático representativo.”

Durante a sessão de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma tributária, ocorrida na quarta-feira 20, o membro do Partido dos Trabalhadores (PT) agrediu fisicamente o indivíduo chamado Messias Donato, ao dar um tapa em seu rosto.

Durante o evento, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, presente na sessão, era alvo de vaias vindas da oposição e aplausos vindos da base governista. No vídeo, Quaquá, que estava gravando os deputados com seu celular, informa aos parlamentares da oposição que irá “representá-los” na Comissão de Ética.

About The Author