- Informativo Atitude

O Ministério Público Eleitoral deu parecer favorável pela cassação do mandato do senador Sérgio Moro (União-PR). A ação é movida pelo PT e pelo PL que alegam que o parlamentar cometeu abuso de poder econômico na pré-campanha de 2022.

O parecer é assinado pelos procuradores da República Marcelo Godoy e Eloisa Helena Machado e foi protocolado já no avançar da noite desta quinta-feira (14).

Os partidos questionam os gastos da campanha de Moro, como a compra de um carro blindado e gastos com segurança.

Em nota, o senador diz respeitar, mas discorda da decisão.

Leia a nota de Sergio Moro na íntegra:

“Respeito, mas discordo do parecer, na medida em que considerou gastos fora do Paraná e aqueles indiferentes eleitorais (segurança, para não ser assassinado pelo PCC) como despesas pré-eleitorais. A boa notícia é que dos 20 milhões inventados pelo PT; e os 6 milhões criados pelo Podemos, já reduzimos para 2 milhões. Seguiremos baixando ainda mais a conta no trabalho de convencimento dos juízes do TRE. A improcedência acontecerá.”

About The Author