UFRN apresenta proposta de Pós-Graduação na área de Segurança Pública

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) apresentou na tarde desta sexta-feira, 22, a proposta de curso de Pós-Graduação em Segurança Pública. Na Sala de Reunião do Gabinete da Reitoria, os representantes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria de Segurança Pública e do Ministério Público Estadual escutaram do professor de Políticas Públicas, Cláudio Roberto Jesus, que a ideia é oferecer um Mestrado Profissional em Segurança Pública.

“Temos na UFRN diversas pesquisas e ações de extensão que atravessam esse universo, mas nos falta, efetivamente, aglutinar esses saberes. Então, teríamos uma proposta com caráter interdisciplinar, atravessada por aspectos como uso da tecnologia, inovação e abordagem em direitos humanos. O efeito que esperamos é que o conhecimento gerado tenha o potencial de orientar políticas públicas de segurança pautadas em diagnósticos qualificados do problema, com uma necessária relação e a experiência profissional, aproximando-se da realidade” frisou.

A reitora da UFRN, Ângela Maria Paiva Cruz, responsável por conduzir a apresentação realçou que a área de segurança recebe um tratamento diferenciado pela UFRN em virtude do momento delicado pelo qual passa o Estado. Ela citou como exemplos a realização do Seminário Motores do Desenvolvimento e a Aula Magna, ambos com temática específica em segurança.

“A gente percebeu a necessidade de estabelecer algumas ênfases para contribuir com a segurança pública pois, como colocou o professor Cláudio, apesar de termos competência na área de segurança, ainda não havíamos prospectado uma proposta concreta, academicamente falando. Essa iniciativa é pensada, especialmente, para gerar soluções de fato para questões operacionais”, destacou.

Esse aspecto, também, foi abordado pela pró-reitora adjunta de Pós-Graduação, Fernanda Nervo Raffin. Ela salientou que a natureza da proposta de um mestrado profissional requer que o trabalho de pesquisa esteja focado em problemas do cotidiano, com o desenvolvimento de um produto ou de ação para que se modifiquem determinados indicadores.

O professor Cláudio Jesus acrescentou que, a princípio, serão três linhas de pesquisa: Direitos Humanos e Segurança Pública; Segurança Pública, Estado e Sociedade; e Gestão do Conhecimento da Informação, Populações e Território, Segurança e Inteligência, Tecnologia e Inovação.

A reitora delimitou que a Pró-Reitoria de Pós-Graduação seja a responsável pelo recebimento das observações das instituições parceiras para, em seguida, a Administração Central encaminhar a proposta até a primeira quinzena do mês de outubro aos Conselhos Superiores,  responsáveis pela avaliação.

A reunião teve ainda as presenças da Chefe de Gabinete da UFRN, Célia Maria Ribeiro,  pró-reitor de Assuntos Estudantis, Edmilson Lopes Júnior,  diretor de segurança patrimonial da UFRN, Anchieta de Freitas, e do professor do Mestrado Profissional em Gestão de Processos Institucionais, Aldo Aloisio Dantas da Silva.

Portal UFRN

Administrador

Deixe uma resposta