Seleção para cargo de chefe do setor de Serviços Auxiliares do MPRN, com remuneração de R$ 5.306,95, recebe mais de 650 currículos

Carga horária é de 40 horas semanais e remuneração é de R$ 5.306,95, mais benefícios

O processo seletivo para o cargo de chefe do setor de Serviços Auxiliares do Ministério Público do Rio Grande do Norte entra na fase de análise de currículos. Mais de 650 pessoas se inscreveram até o dia 12 de julho. Os candidatos selecionados para a segunda fase, que será a entrevista comportamental, serão contatados exclusivamente por telefone. Os demais inscritos no processo seletivo serão comunicados por e-mail sobre o feedback da primeira etapa.

Considerando o grande volume de currículos e a necessidade de análise criteriosa de todos eles, os prazos divulgados no aviso de abertura do certame poderão ser flexibilizados. O andamento do processo seletivo e o status de todas as etapas serão divulgados na seção “notícias” do portal do MPRN – www.mprn.mp.br.

Por fim, os profissionais aprovados na segunda fase terão uma entrevista com o procurador-geral de Justiça, quando será definido o resultado final da seleção. Ao final do certame, um único candidato será considerado aprovado e a nomeação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

O candidato selecionado terá o prazo de cinco dias úteis, a contar da data da publicação no DOE para providenciar os documentos necessários para a posse e se apresentar à Diretoria de Gestão de Pessoas, na Procuradoria-Geral de Justiça.

A vaga foi aberta devido à necessidade de o MPRN utilizar as ferramentas de gestão de pessoas, no sentido da elevação da eficiência e eficácia dos seus serviços. O processo seletivo leva em consideração a valorização da força de trabalho da instituição e a importância de estabelecer critérios objetivos e meritocráticos para ocupação dos cargos de provimento em comissão na Procuradoria-Geral de Justiça. A carga horária é de 40 horas semanais e a remuneração é de R$ 5.306,95, mais benefícios (auxílio alimentação no valor de R$ 1.400 e auxílio saúde).

Informações aqui.

MPRN

Administrador

Deixe uma resposta