Seleção africana estreia na próxima sexta-feira contra o México no Arena das Dunas em Natal

 

Camarões esteve em campo neste sábado diante a Moldávia (© Getty)

 

Adversário do Brasil no grupo A da Copa do Mundo, a seleção de Camarões recebeu a Moldávia para o último amistoso antes do início da competição. A partida, realizada no Estádio Ahmadou Ahidjo, em Yaoundé, capital de Camarões, não teve a presença do maior jogador da seleção, Samuel Eto’o, do Chelsea. Mesmo sem o craque, os donos da casa venceram por 1 a 0, com gol do atacante Edgard Salli, aos 30 da primeira etapa.

Vindo com moral de um bom resultado diante a Alemannha – empate em 2 a 2 – no último domingo, a seleção de Camarões começou bem, controlando a posse de bola e dominando a partida. O primeiro chute veio as 13 minutos, Moukandjo arriscou de fora da área para defesa do goleiro da Moldávia.

Aos 19, Camarões quase abriu o placar. M’Bia cruzou em direção à marca do pênalti, o atacante Webó cabeceou firme e acertou a trave. Se nesse lance ficou no quase, aos 30 minutos em jogada pela lateral da área, Moukandjo rolou para Edgard Salli, que chegou batendo firme no canto esquerdo do gol, 1 a 0 para Camarões.

A torcida que já estava animada começou uma verdadeira festa após o gol. Empolgada, a seleção buscou o segundo gol, Webó era o mais acionado em bolas altas na área e quase conseguiu chegar ao segundo. Apesar das tentativas,

o primeiro tempo terminou mesmo com o placar mínimo.

Muitas substituições marcaram o início da segunda etapa. Os africanos recomeçaram a partida tomando um susto. Aos 4 minutos, Sidorenko bateu firme obrigando o goleiro Ndjock a fazer grande defesa.

Apesar do susto, Camarões voltou a tomar o controle da partida. Aos 19 do segundo, quase chegou ao segundo com o mesmo Edgard Salli, em novo chute da lateral da área que passou rente ao travessão.

Já pensando na Copa, a equipe da casa diminui o ritmo para se preservar. As chances de gol se tornaram raras e só aos 40, Camarões chegou à frente novamente. O atacante Aboubakar recebeu na intermediária e bateu perto do gol.

Com a partida quase chegando ao fim, aos 46 os africanos quase foram punidos com o empate. Chepcine cobrou falta com força e N’Djock deu rebote, na cara do gol, Cascaval chutou por cima e perdeu a chance de empatar o jogo para a Moldávia.

Com um bom desempenho diante seleções europeias – empate contra a Alemanha e vitória sobre a Moldávia -, Camarões chega com certa moral para a Copa do Mundo. A seleção africana estreia na próxima sexta-feira, dia 13 de junho, às 13h (horário de Brasília), contra o México, na Arena das Dunas em Natal.

 

Administrador

Deixe uma resposta