Pesquisa revela que 69% dos homens não se preocupam em prevenir DSTs

Uma pesquisa feita pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), em parceria com a Bayer, comprovou que 69% dos entrevistados afirmaram não tomar qualquer medida preventiva às doenças sexualmente transmissíveis, as DSTs.

Cerca de 2 mil homens entre 15 e 25 anos foram ouvidos. Do montante, 72% relatou que a responsabilidade pelos métodos contraceptivos deve ser, sim, compartilhada pelo casal.

A necessidade da conscientização se faz necessária, principalmente, entre os jovens. Além disso, segundo dados do Ministério da Saúde, mais de 39 mil homens foram diagnosticados com síflis e mais de 22 mil com vírus HIV – o que torna o debate cada vez mais necessário.

Para a sexóloga Laura Muller, esse tipo de conversa precisa nascer dentro de casa e na escola. “É preciso ter uma fala que oriente, mas também outra que acolha. Temos que lembrar que não é fácil ser adolescente. Então, ele tem que sentir que, caso cometa um erro, será acolhido”, explica.

Super Pride

Administrador

Deixe uma resposta