O rio Paraíba será a fonte de abastecimento de nove municípios pernambucanos. A medida será possível através da assinatura de um termo de cooperação entre os governadores dos dois estados, nesta sexta-feira (12). Ricardo Coutinho e Paulo Câmara, ambos do PSB, participarão de solenidade em Barra de São Miguel, às 10h, e Santa Cruz do Capibaribe, às 11h.

O termo permitirá a construção da Adutora do Alto Capibaribe, que tem custo estimado de R$ 82 milhões. A estrutura prevê, também, o fornecimento de água para Barra de São Miguel, na Paraíba. Ao todo, a estimativa é que 230 mil pessoas sejam beneficiadas.

A cooperação despertou a preocupação do Ministério Público Federal em Monteiro, na Paraíba. A procuradora da República Janaína Andrade informou que pedirá informações aos órgãos responsáveis pela gestão das águas da transposição sobre a capacidade do manancial para atender à demanda.

Ela ressaltou que a obra do Eixo Leste da transposição sequer foi concluída ainda. A captação de água no manancial será feita entre Barra de São Miguel e o Açude Epitácio Pessoa (Boqueirão). Janaína Andrade explicou que vai expor a preocupação, também, durante reunião com membros do Ministério da Integração Nacional, prevista para o dia 18.

O interesse do Real Madrid em Neymar é destaque na capa do jornal espanhol “Marca” nesta sexta-feira. Segundo a reportagem, o clube merengue está decidido a investir na contratação do brasileiro, que daria um retorno incrível tanto econômico como esportivo.

“Com Neymar na cabeça”, destaca a manchete principal do jornal.

E Neymar, diz a publicação, tem interesse em se tornar merengue. A ideia do Real é contratá-lo no ano que vem em um investimento que pode chegar a 400 milhões de euros (cerca de R$ 1,5 bilhão).

Apesar do grande momento vivido pelo Real no quesito títulos, o clube se vê na necessidade de contratar um jogador galático e Neymar se encaixa perfeitamente neste perfil. Hazard, Kane e Timo Werner não têm tanta badalação. O último com status de galático contratado foi James Rodríguez em 2014.

Vinicius Júnior, contratado junto ao Flamengo, é visto como um reforço para o futuro. Promessa que pode vir a disputar o prêmio de melhor do mundo daqui a alguns anos.

Sobre Cristiano Ronaldo, o “Marca” diz que o futuro do jogador é uma incógnita e que o destino dele pode ser o PSG. Será que rolaria uma troca de craques?

O Real Madrid conta atualmente com 200 milhões de euros (cerca de R$ 777 milhões) para investir em reforços nesta janela de transferências. Tudo pode acontecer, segundo o “Marca”, mas Neymar deve ficar para depois.

O GLOBO

*Matéria atualizada com acréscimo e complementação de informações

A Redação do Informativo Atitude recebeu a informação de que outro carro (isso mesmo, outro) foi tomado de assalto na comunidade rural de Riacho do Sangue, Macaíba. Já é a terceira ocorrência dessa natureza somente naquela localidade em menos de uma semana.

Desta vez, trata-se de um veículo do tipo Uno Vivace de cor prata e placas HLH-5072, que foi tomado de assalto na tarde desta quinta-feira (11/01). O veículo é pertencente a uma empresa de informática da cidade.

Já este outro veículo do tipo Strada de cor preta e placas NNO-2545 também foi roubado nas imediações de Macaíba nesta semana. Qualquer informação sobre o paradeiro deles, entrar em contato com o 181 ou com o 190.

A partir desta quinta-feira (11), os trabalhadores demitidos há até cinco meses e que ganhavam mais de um salário mínimo receberão mais dinheiro do seguro-desemprego.

O valor do benefício superior ao mínimo foi reajustado em dois vírgula zero sete por cento. O aumento é, equivalente à variação do INPC, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor do ano passado.

Com o aumento, o teto mensal do benefício subirá de R$ 1.643 para R$ 1.677 reais, um reajuste de 34 reais.

O piso do seguro-desemprego equivale a um salário mínimo, que passou de R$ 937 para R$ 954 em 1º de janeiro.

Pago aos trabalhadores dispensados sem justa causa com recursos FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador, o seguro-desemprego é calculado sobre a média do salário dos três meses anteriores à demissão.

Se o empregado tiver sido demitido antes desse período, o benefício é definido com base na média de dois meses ou um mês.

O pagamento é limitado a três, quatro ou cinco parcelas, dependendo do período trabalhado antes da demissão.

EBC

O Cursinho popular do DCE vai começar as matrículas para as turmas de 2018 na próxima segunda-feira, 15, das 9h às 16h. As vagas são limitadas e voltadas para todos os estudantes que concluíram ou que estão concluindo o ensino médio, principalmente alunos da rede pública.

O projeto já existe há mais de 20 anos e usa a infraestrutura da UFRN para promover a democratização do ensino superior, oferecendo preparação para o ENEM com qualidade e baixo custo. Além disso, o Cursinho também é um espaço de aprendizado para vários estudantes da universidade, que atuam como professores e coordenadores no projeto.

Os interessados devem se dirigir a sede do Cursinho, localizada no Setor de aulas 1 da UFRN, portando RG, CPF e comprovante de residência – não é necessário levar cópias dos documentos. A matrícula custa R$ 120 e já inclui a primeira mensalidade e material didático. As demais mensalidades terão o valor de R$ 75.

Mais informações aqui e aqui ou através do telefone: (84) 3215-3324.

Portal UFRN

O Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) foi responsável pela injeção de R$ 215 bilhões na economia brasileira em 2017. O montante vem da soma do que foi colocada no mercado por meio de saques de trabalhadores e financiamentos concedidos com recursos do Fundo. O valor é maior do que o injetado em 2016, quando o total foi de R$ 190 bilhões.

A maior parte do dinheiro entrou em circulação por meio dos saques dos trabalhadores, que somaram R$ 164 bilhões. Dos saques, R$ 44 bilhões foram efetuados pelas contas inativas, liberados pelo governo federal por meio da Medida Provisória nº 763/2016. Essa foi a mesma MP que autorizou a repartição dos lucros do FGTS com os trabalhadores cotistas.

Para o secretário-executivo do Conselho Curador do Fundo no Ministério do Trabalho, Bolivar Tarragó, os saques das contas inativas e a distribuição de resultados tiveram impacto nos números de 2017. “Pela primeira vez na história do Fundo tivemos a distribuição de resultados, o que gerou um crédito de R$ 7,3 bilhões referente a 50% do melhor resultado do FGTS. Isso permitiu uma melhora da remuneração das contas do FGTS, que superou a inflação pela primeira vez nos últimos oito anos”, salientou o secretário.

Os outros R$ 51 bilhões do FGTS injetados na economia em 2017 foram referentes aos desembolsos das contratações de obras de habitação, saneamento e infraestrutura do país. A maior parte do recurso, R$ 48,1 bilhões, foi usada em habitação, principalmente em habitação popular do Minha Casa Minha Vida. O programa recebeu R$ 41 bilhões, o equivalente a 85,2% de todo o montante destinado a essa área.

Informações do Portal do Ministério do Trabalho

A PMA (Polícia Militar Ambiental) capturou uma jiboia de 1,30 metro, na última quarta-feira (10), na sede do Sinpol (Sindicato da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul). A cobra foi flagrada pelos funcionários do local ‘passeando’ no jardim da entidade, localizada no Bairro José Abrão.

Os policiais ambientais foram até o local, capturaram o animal e levaram ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres).

Conforme a PMA, a jiboia é considerada uma cobra pacífica e não é peçonhenta. Raramente passa de três metros de comprimento. Ela passa a maior parte do tempo nas árvores e alimenta-se principalmente de aves, mamíferos pequenos e lagartos grandes.

Midiamax

Deputado Pedro Paulo, autor do projeto de Lei

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (10) a Lei 13.604/18, que determina que os estados e o Distrito Federal encaminhem os índices de elucidação de crimes ao Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública, Prisionais e sobre Drogas (Sinesp).

A lei teve origem no Projeto de Lei 8122/14, do deputado Pedro Paulo (PMDB-RJ).

De acordo com o texto, a inclusão dos dados deve ser feita de forma padronizada e categorizada, e as informações do Sinesp ainda terão que ser divulgadas na internet. Estados como São Paulo e Rio de Janeiro, este último por meio do Instituto de Segurança Pública, já fazem isso.

Sistema
O Sinesp é uma das ferramentas usadas para a coleta de dados sobre segurança pública, gerando informações para a condução de políticas do setor. A lei do Sinesp (12.681/12) prevê que se o estado deixar de fornecer ou atualizar seus dados não poderá receber recursos nem celebrar parcerias com a União para financiamento de programas, projetos ou ações de segurança pública e do sistema prisional, de acordo com regulamento.

Já constam no Sistema informações sobre ocorrências criminais registradas; registro de armas de fogo; entrada e saída de estrangeiros; pessoas desaparecidas; execução penal e sistema prisional; recursos humanos e materiais dos órgãos e entidades de segurança pública; condenações, penas e mandados de prisão; além de repressão à produção, fabricação e tráfico de drogas.

Combate à violência
O autor do projeto que deu origem à lei argumenta que a análise das estatísticas criminais é fundamental para a gestão da segurança pública e a omissão desses dados, mesmo que por categorização divergente, compromete as ações de combate à violência. Para Pedro Paulo, a taxa de elucidação de crimes é, talvez, o único meio de aferir com clareza e objetividade a eficiência da polícia.

Agência Câmara Notícias

No início da tarde desta quarta-feira (10), os secretários municipais de Cultura e Turismo (Marcelo Augusto Bezerra) e de Desenvolvimento Econômico (Edvaldo Marinho de Sousa) de Macaíba estiveram visitando as ruínas do maior empório comercial do Rio Grande do Norte no século XIX, o empório de Guarapes, mais conhecido como Casarão dos Guarapes.

A visita teve como objetivo averiguar a situação do local, que necessita de uma atuação urgente dos órgãos de gestão cultural do Estado para que possa ser restaurado e transformado em um atrativo espaço turístico, haja vista a sua importância histórica e cultural para Macaíba e para o próprio Rio Grande do Norte.

O espaço em que o prédio se encontra encravado pertence ao Governo do Estado, uma vez que já foi desapropriado e tombado pelo patrimônio estadual com o intuito de preservar a história e manter viva a saga comercial ali vivida. O empório pertenceu ao notável comerciante paraibano Fabrício Gomes Pedroza, avô dos ilustres: Alberto Maranhão, Pedro Velho e Augusto Severo, entre outros, tendo sido responsável pela fundação da cidade de Macaíba.

Luta pela restauração

Por diversas vezes, a Prefeitura de Macaíba participou de conversas quanto à sua restauração, inclusive sugerindo que o espaço sediasse o Memorial do Comércio Potiguar e fosse entregue a Fecomércio/RN para que a entidade administrasse o Casarão, a exemplo do que ocorreu com o Solar Bela Vista que hoje é administrado pela FIERN.

Nesse sentido, o secretário de Cultura e Turismo de Macaíba afirmou: “O local é um marco da história de Macaíba e do RN e, portanto, merece uma atenção maior de todas as autoridades que fomentam a cultura de preservação do patrimônio do Estado”.

Assecom-PMM

Apenas por meio de convênios, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte repassou R$ 14.478.626,10 para a Segurança Pública estadual entre os anos de 2015 e 2017. É o que aponta levantamento realizado pela Secretaria de Orçamento e Finanças do TJRN. Os valores, todos com destinação preestabelecida, foram utilizados para o pagamento de diárias operacionais de policiais militares, aquisição de material de consumo e equipamentos permanentes para a Polícia Militar e para o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

De acordo com o relatório, apenas para o pagamento de diárias operacionais como forma de remuneração de policiais militares, o TJRN investiu R$ 8.899.730 durante os três anos avaliados. Deste total, o maior repasse com esta finalidade foi realizado em 2017, no valor de R$ 4.083.730. Com estes valores, além do pagamento das diárias de policiais que prestam serviços nos fóruns, foram pagos também policiais escalados para a Operação Verão.

“O Tribunal de Justiça colabora de forma permanente com o Governo do Estado, especialmente com a Polícia Militar. Esta é uma política do TJRN que auxilia as operações de segurança pública e a manutenção desta importante instituição, resultando em benefício para toda a população do estado”, destaca o presidente do Tribunal, desembargador Expedito Ferreira.

A PM ainda foi beneficiada com R$ 1.329.475 para a aquisição de materiais de consumo, como combustível e munições, e R$ 661.830 em material e equipamentos permanentes para a corporação, como novas viaturas, coletes balísticos e armamentos.

Em 2017, além da Polícia Militar, o Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) também passou a receber valores provenientes do Poder Judiciário estadual por meio de convênio. Ao todo, foram R$ 770.601,10 repassados ao órgão de perícia forense, destinado a aquisição de equipamentos e materiais permanentes e de consumo, dentre os quais, um sequenciador genético, utilizado para realização de exames de DNA.

Novos repasses

Tanto a PM quanto o Itep receberão novos repasses em 2018 a partir de convênios firmados ainda em 2017. Já está garantido para a PM o repasse de R$ 1.216.385 neste ano, enquanto o Itep receberá mais R$ 209.201,10.

Quando os repasses forem efetivados, a Polícia Militar terá recebido do Poder Judiciário um total de R$ 14.924.410 e o Itep R$ 979.802,20 considerando esse período.

TJRN

 

Com a confirmação de 27 animais positivos para raiva ao final de 2017, sendo a maioria (16 animais ou 59,25% do total) morcegos, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap RN), alerta a população a sempre buscar assistência médica em todo caso de acidente envolvendo animais passíveis de transmissão da doença.

De acordo com a Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (SUVAM), os mais recentes resultados de morcegos positivos foram procedentes de Vera Cruz, Natal e Pureza. No caso de Pureza, a amostra foi de um morcego hematófago, que se alimenta de sangue,(Desmodus rotundus), que agrediu uma pessoa. A vítima encontra-se em bom estado de saúde, pois buscou assistência médica para tratamento antirrábico no Hospital Giselda Trigueiro.

Esse caso, em particular, desperta muita preocupação para a vigilância da raiva, já que a variante viral do Desmodus rotundus foi identificada nos seis casos fatais de raiva humana de 2017 do Brasil.

A raiva é uma doença sem cura, por isso a necessidade de buscar atendimento antes da manifestação dos sintomas. No mundo só há 4 casos de sobrevivência e anualmente morrem cerca de 60.000 pessoas, especialmente na Ásia e África

A Subcoordenadora de Vigilância Ambiental da Sesap, Cíntia Higashi, chama a atenção as medidas que a população precisa tomar, conforme orientação do Programa Estadual de Raiva: “É preciso que todos os morcegos suspeitos de raiva, ou seja, encontrados em atividade durante o dia se alimentando, caídos no chão ou pousados em local desprotegido e também aqueles morcegos encontrados mortos sejam encaminhados para exame laboratorial de raiva”, orienta.

A Sesap ainda orienta que ​qualquer contato com morcegos é preocupante e por isso a assistência médica deve ser procurada, independente de haver lesão ou do tipo de morcego. Todos os morcegos podem contrair e transmitir doença. A mordedura provocada pelo morcego hematófago para alimentação tem um formato elíptico (circular) característico e esse achado deve ser repassado imediatamente aos serviços de vigilância e controle da raiva​, pois a capacidade de transmissão da doença entre esses animais é maior.

Outra importante medida é que os cães ou gatos que entraram em contato com morcegos sejam monitorados por 180 dias. É preciso que seja feito reforço vacinal contra raiva de duas ou três doses de vacina antirrábica conforme status vacinal desses animais. Cães e gatos devem ser imunizados.

Outro alerta é que a população sempre que tomar conhecimento de animais de produção ou de interesse econômico (bovinos, caprinos, ovinos, suínos e equinos) com suspeita de raiva, bem como de animais sendo espoliados por morcegos hematófagos, devem informar o fato à Coordenação do Programa de Controle da Raiva dos Herbívoros do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN, telefone: 3232- 8035).

A notificação de animais de produção com suspeita de raiva é compulsória e deve ser feita por qualquer cidadão conforme orienta a Instrução Normativa nº50 de 24 de setembro de 2013 do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Num pronunciamento de 11 minutos divulgado pelo canal oficial do Governo do Rio Grande do Norte no YouTube, o governador Robinson Faria (PSD) culpou a crise nacional pelo desequilíbrio fiscal do Estado, apontou anos de erros cometidos pelos governos anteriores, mas não se eximiu de parte da responsabilidade, fazendo uma ressalva: “Mesmo que tivéssemos tomado essas medidas (fiscais) lá atrás, precisaríamos fazer (agora) tudo outra vez”.

Afirmando que agora é hora de olhar para frente, mandou um recado para a Assembleia Legislativa, que começa a apreciar nesta quinta-feira 11 o pacote fiscal enviado pelo governo: “Espero espírito público dos poderes”, afirmou.

Mas, logo em seguida, mostrou-se conciliador ao lembrar que em 2016 e 2017 esses mesmos poderes se mostraram parceiros do Estado, se colocando abaixo do aumento do teto e permitindo descontar alguns repasses do Executivo, diminuindo, assim, o impacto sobre as contas públicas.

Dirigindo-se especificamente ao funcionalismo estadual, o governador afirmou que o desequilíbrio financeiro não vem de hoje, mas de décadas e atribuiu aos últimos três anos de crise do País a queda das receitas do Estado que deixou o governo sem caixa para cumprir seus compromissos.

Num outro trecho, Robinson afirmou que a história do RN “é marcada pelo ingresso de servidores vindos de fundações e pela aprovação de planos de cargos que não se sustentam”.

Fazendo uma comparação a estados com orçamentos semelhantes ao RN, ele completou que é partir dessa comparação “que se vê o tamanho do rombo financeiro”. Sem pausa dramática, mas obedecendo o ritmo preciso do texto, completou “Essa conta chegou”.

Num trecho bastante pessoal do pronunciamento, o governador, que não se exime de culpa pela crise fiscal do estado, assegurou que colocará sua biografia para reverter a situação, “mesmo que tenha que sacrificar a imagem que construiu” na vida pública.

Depois de discorrer sobre todos os problemas que afligem o Estado, o governador disse que não é hora de olhar para trás e aproveitou para fazer um desabafo: “A gente não paga porque não quer, mas porque não temos dinheiro”, referindo-se ao ponto crucial da crise, que é o atraso nos salários dos servidores. Nesse momento, o governador afirmou que resolver esse problema é prioridade absoluta.

Por fim, ele não se recusou a abordar um comentário peculiar sobre a atual situação: “O RN não está falido, mas chegou perto”. Encerrou seu pronunciamento acompanhado da reprodução escrita de cada frase demonstrando preocupação didática da peça de divulgação – pedindo a união de todos e reiterando que não é hora para mostrar as obras de sua administração, mas manter a “humildade” diante da situação.
Agora RN

O municípios de Carnaubais foi o que registrou maior precipitação de chuva nas últimas horas. A precipitação foi de 111mm

Confira os demais índices nos municípios:

Carnaubais (Emater) – 111,3mm
Tibau (Prefeitura) – 87,5mm
Alto do Rodrigues (Diba/Baixo Açu) – 59,5mm
Grossos – 48,5mm
Areia Branca (Emater) – 43mm
Açu (Particular) – 38mm
Açu (Emater/St. Casa Forte) – 37,3mm
Ipanguaçu (Emater) – 25,7mm
Mossoró (Prefeitura) – 17,8mm
Baraúna (Emater) – 16,3mm
Gov. Dix-sept Rosado (Particular) – 10,3mm
Itajá (Emater) – 9mm
São Rafael (Particular) – 6,4mm
Paraú (Prefeitura) – 5,7mm
Messias Targino (Prefeitura) – 4,6mm
São Rafael (Emater) – 2,8mm
Janduis (Emater) – 2mm
Rafael Godeiro (Emater) – 0,7mm
Upanema (Prefeitura) – 0,4mm
Apodi (Base Física Emparn) – 0,3mm
Ipanguaçu (Base Física da Emparn) – 0,3mm

Região Central

Pedra Preta (Emater) – 10mm
Angicos (Prefeitura) – 5,5mm
Santana do Matos (Emater) 5,5mm
Fernando Pedroza (Emater) – 2,3mm
São Fernando (Emater) – 2,1mm

Região Agreste

Monte Alegre (Emater) – 19mm
Santo Antonio (Emater) – 15,7mm
Vera Cruz (Emater) – 9,4mm
Serrinha (Emater) – 7,2mm
Bento Fernandes (Riacho dos Paus-part.) – 6mm
São Paulo do Potengi (Emater) – 6mm
Boa Saúde (Emater) – 5,9mm
Sitio Novo (Prefeitura) – 4,5mm
Bom Jesus (Particular) – 2,7mm
Ielmo Marinho (Prefeitura) – 2mm
Monte das Gameleiras (Emater) – 2mm
Tangará (Emater) – 2mm
São Tomé (Emater) – 1,6mm

Região Leste

Senador Georgino Avelino (Particular) – 49,3mm
Extremoz (Emater) – 36,1mm
Taipú (Particular) – 33,5mm
Ceara Mirim (Prefeitura) – 28,8mm
Natal – 25,2mm
Parnamirim (Base Física Da Emparn) – 17,3mm
São Gonçalo do Amarante (Base Física da Emparn) – 13,5mm
Montanhas (Prefeitura) – 12,7mm
Baia Formosa (Destilaria Vale Verde) – 12,3mm
Canguaretama (Emater/barra De Cunhau) – 11,1mm
Maxaranguape (Particular) – 4,5mm
Pureza (Emater) – 3,9mm

Manifestantes contrários à votação de um pacote fiscal proposto pelo governo do Rio Grande do Norte como alternativo para a crise financeira do estado estão sendo impedidos de entrar na Assembleia Legislativa, que nesta quinta (11) realiza uma sessão extraordinária convocada pelo governador Robinson Faria (PSD).

Com escudos em punho, policiais militares do Batalhão de Choque da Polícia Militar fazem um paredão humano na entrada do prédio.

Em entrevista ao programa A voz do Brasil, presidente da República anunciou as medidas, que devem beneficiar 15 milhões de pessoas

Mais 15 milhões de brasileiros serão atendidos com a construção de novas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e de 2 mil unidades básicas de saúde, garantiu o presidente da República, Michel Temer, em participação no programa A voz do Brasil desta terça-feira (9). As obras são parte do Programa Agora, é Avançar, do Governo do Brasil.

Temer afirmou, ainda, que metade da frota de ambulâncias do SAMU será renovada neste ano em todo o Brasil. Para melhorar o atendimento em saúde, destacou o DigiSUS, novo prontuário eletrônico que vai unificar as informações dos pacientes e facilitar o atendimento. Por ele, o paciente vai acompanhar todas as informações sobre consultas e remédios pela internet, sem precisar sair de casa.

Portal Planalto

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) identificou irregularidades em 44,6 mil benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), entre aposentadorias, auxílios e pensões. Esses pagamentos consomem R$ 37 milhões do governo federal por mês e totalizam uma despesa de R$ 484 milhões ao ano.

A acumulação de benefícios é proibida por diversas normas. A Lei 8.213, de 1991, por exemplo, veda o recebimento de duas aposentadorias ou de aposentadoria mais auxílio-doença. O Decreto 83.080, de 1979, impede a concessão de assistência ao trabalhador rural a um beneficiário que já esteja em outro regime da Previdência Social.

A CGU examinou 96 tipos de benefício na folha de pagamento de março de 2017. Dos 44,6 mil com problemas, 13 mil já estão em situação de decadência (são repassados há mais de 10 anos) e devem ser extintos. Os 31 mil restantes que ainda podem ser corrigidos e representam uma despesa anual de R$ 336 milhões.

As maiores irregularidades foram encontradas nos acúmulos indevidos de auxílio-acidente e aposentadoria (12,8 mil casos), auxílio-doença e auxílio-acidente (8,3 mil) e duas concessões de pensão por morte (7,1 mil). Além dessas, há ainda situações de pessoas recebendo duas aposentadorias, somando esse benefício com auxílio-doença ou recebendo duas assistências voltadas ao trabalhador rural.

Providências

O resultado da investigação da CGU foi enviado ao INSS com pedido de interrupção dos benefícios acumulados indevidamente e a devolução dos valores aos cofres públicos. A controladoria também recomendou a melhoria nos sistemas de gestão de informações nos quais são feitos os pagamentos para identificar problemas e evitar novas irregularidades.

A CGU deu prazo até 30 de janeiro para que o INSS apresente um plano de ação com as medidas a serem adotadas para solucionar as questões identificadas. A Agência Brasil procurou o instituto, mas não obteve retorno.

O relatório da investigação também foi enviado ao Ministério Público Federal, ao Tribunal de Contas da União e à Polícia Federal, que poderão adotar providências caso as irregularidades não sejam sanadas.

Agência Brasil

Em um vídeo divulgado na noite desta quarta-feira (10), o governador Robinson Faria detalha o pacote de recuperação fiscal do Rio Grande do Norte, o RN Urgente. O chefe do Executivo estadual contextualiza a situação da grave crise por qual passa o Brasil, com reflexos na economia das federações, ocasionadas em grande parte por quedas de repasses federais e consequente frustração de receita, degradada também por 8 anos de seca.

Confira aqui:

Portal do Governo do RN

A jovem Bárbara Camila de Sousa, 20 anos, morreu nesta quarta-feira, 10, em Fortaleza, onde estava internada após apresentar complicações na gravidez. O anúncio foi feito por rede social pelo pai da jovem, João Maria Sousa.

A mossoroense foi submetida a uma cesárea de emergência no dia 27 de novembro, em Mossoró, porque apresentou uma infecção urinária. A filha da jovem está saudável.

Desde então, Bárbara estava internada e recentemente foi transferida para Fortaleza onde iria continuar o tratamento.

Ontem, o MOSSORÓ HOJE divulgou que a família e amigos estavam realizando um bazar beneficente para arrecadar dinheiro, que seria usado para pagar as despesas da jovem em Fortaleza.

Postagem de João Maria Sousa, pai de Bárbara:

TUDO COOPERA PARA O BEM DOS QUE AMAM A DEUS

Com muita dor e sem forças pra escrever muito, mas com respeito às preocupações, orações, preces e pensamentos positivos dos meus amigos e amigas comunico que minha Bárbara foi chamada pra Glória do meu DEUS. A vontade do meu Pai foi feita.

“Tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que foram chamados segundo o Seu propósito.” (Romanos 8:28)

Nos encontraremos na glória!

Deus seja louvado!

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), desembargador Expedito Ferreira, e o diretor-geral do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP), Marcos Brandão, celebraram convênio para viabilizar o funcionamento do laboratório de DNA do órgão, através da aquisição de um sequenciador genético e demais acessórios específicos para análises laboratoriais. O equipamento trará maior agilidade na solução de crimes e possibilitará a realização de exames de DNA no Rio Grande do Norte.

Por meio do convênio, o TJRN irá destinar R$ 1.060.802,20 para compra do equipamento e dos materiais consumíveis. O desembargador Expedito Ferreira destacou os benefícios trazidos para o Judiciário com a parceria. “Como presidente, tenho a satisfação em destinar esses recursos ao ITEP para a compra desse importante e moderno equipamento para a realização de exames de DNA e que certamente ajudará na solução de crimes pela Polícia. Como contrapartida, o ITEP realizará os exames de paternidade e identificação humana que forem solicitados pelo Poder Judiciário potiguar”.

Para o diretor Marcos Brandão, a operacionalização do laboratório é uma grande conquista para o instituto e o Estado. “Agora teremos maior agilidade na solução de crimes e vamos conseguir reduzir de seis meses para apenas 20 dias a emissão dos resultados de identificação humana. Isso é uma conquista importante tanto para o Instituto quanto para o Estado, pois até então nós não tínhamos como realizar exames de DNA aqui no RN”, destaca Brandão.

O diretor do ITEP destacou a parceria com o TJRN por meio do convênio firmado. “É através desta parceria que será possível a aquisição do sequenciador genético, que é uma das mais poderosas ferramentas dentro da Perícia Forense. Este equipamento é fundamental para que possamos auxiliar a Justiça de forma inconteste na elucidação de fatos delituosos com maior rapidez e a segurança de termos uma prova técnica irrefutável”, explica.

O laboratório forense do ITEP está sendo construído com recursos próprios do órgão no antigo imóvel de Análises Químicas da Emparn, que fica ao lado da Central de Flagrantes, no Complexo da Degepol, no bairro de Cidade da Esperança.

Portal FEMURN