O “Alô Idema” sistema criado para receber denúncias ambientais do estado está com novo número. A população poderá entrar em contato pelo 3232-7004 para fazer denúncias ou tirar dúvidas relacionadas ao meio ambiente.

O sistema foi criado em 2008 e tornou-se um forte aliado do órgão. Por meio dele, a população denuncia crimes ambientais e contribui com o trabalho do instituto, auxiliando na atuação dos técnicos responsáveis pela fiscalização no estado.

O “Alô Idema” faz em média 150 atendimentos por mês, entre recebimento de denúncias, dúvidas e outras informações solicitadas pela população. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 7h00 às 18h00. Através dele, as denúncias recebidas são encaminhadas para os técnicos que atuam na Coordenação de Fiscalização do Idema. O  órgão conta com o apoio da Companhia Independente de Policiamento Ambiental (CIPAM).

“Essa ferramenta é de grande importância no combate aos crimes ambientais. O meio ambiente é responsabilidade de todos e por meio do Alô Idema a população torna-se parceira do Instituto e consequentemente do estado do Rio Grande do Norte”, ressaltou Leonlene Aguiar, Diretor-geral do IDEMA.

Informações e ilustração da ASCOM/IDEMA

O pai de Gabriela Abreu Severino, a MC Melody, de 11 anos, pode perder a guarda da filha por causa da exposição da criança nas redes sociais. Essa é a opinião da advogada Hannetie Sato, especialista em Direito de Família ouvida pelo EXTRA. A menina tem 3,5 milhões de seguidores em seu perfil no Instagram, no qual exibe-se em fotos com maquiagem pesada, cabelos tingidos e poses sensuais. Na última quarta-feira, o youtuber Felipe Neto causou polêmica ao criticar o forte apelo sexual nos últimos trabalhos da cantora. Thiago Abreu, o MC Belinho, pai de Melody, é empresário da filha e administra suas contas nas redes sociais.

— Ainda que ele não administrasse (as contas), é dever do pai, da mãe ou do tutor cuidar pelos interesses da criança e da adolescente. Só por esse fato, o pai já está descumprindo uma obrigação dele. Uma exposição da criança na mídia de forma erotizada vai totalmente contra os interesses dela. E a mãe tem tanta responsabilidade quanto ele. Ela também é igualmente responsável como o pai — explica Hannetie, do escritório Peixoto e Cury Advogados.

Segundo especialista, pai da menina pode até perder a sua guarda Foto: Reprodução

O Ministério Público estadual de São Paulo informou que apura “as condições do núcleo familiar” de MC Melody. O procedimento está em segredo de Justiça por se tratar de menor de idade. Ainda de acordo com Hannetie Sato, em processo judicial, os pais podem receber algum tipo de punição pela exposição da menina, como multa ou até mesmo perda da guarda.

– Se a Justiça concluir que ele extrapolou e que não houve o devido zelo, ou até mesmo danos à personalidade ou ao psicológico da criança, pode até ocorrer a perda da guarda ou do poder familiar, o que é ainda mais grave. Mas tudo tem que passar um processo judicial. Há a possibilidade também dos pais receberem uma multa ou então algo mais leve, como uma advertência. É possível que o juiz opte por uma progressão. Primeiro, uma advertência e depois vai progredindo até a perda do poder familiar. Eu considero um caso muito grave, mas pode ser que o juiz tenha uma leitura de que não é tão grave para a perda do poder familiar – detalha a advogada.

A perda do poder familiar é ainda mais ampla do que a guarda, pois caso isso ocorra, os pais deixam de ter qualquer contato com os filhos e também deixam de ter direitos em relação à criança.

A menina tem 3,5 milhões de seguidores Foto: Reprodução

A advogada ouvida pelo EXTRA afirma ainda que o juiz também pode determinar a proibição da veiculação de conteúdos de Melody nas redes sociais ou até mesmo impedir que ela faça shows. Hannetie frisa, inclusive, que essas apresentações precisam ter autorização judicial prévia.

– O processo é extremamente burocrático para que a criança não seja exposta à situação constrangedora ou até mesmo erotização. Nosso problema atualmente é que vivemos uma fase de transição em relação às redes sociais. Não há legislação prevendo o uso da imagem das crianças em redes sociais. O ECA prevê que haja autorização judicial para as crianças fazerem shows, ensaios fotográficos ou participarem de uma novela, por exemplo. Mas não existe nada regulamentando a participação das crianças em redes sociais, onde tudo é feito de forma muito simples. Basta ter um celular para que um vídeo seja feito e atinja milhões de pessoas. É tudo muito novo.

Nessa quinta-feira, em entrevista ao EXTRA, o pai de Melody, MC Belinho, rebateu as acusações de que estaria “sexualizando” a filha.

– Não temos intenção nenhuma de sexualizar ninguém, muito menos minha filha. Infelizmente, ela não pode ir à praia e colocar um biquíni que já é ‘sexualização’. Se faz uma foto séria, já está fazendo ‘carão’… Somos atacados de todos os lados – defendeu-se.

O MC afirmou ainda que ficou surpreso com a atitude de Felipe Neto. Na quarta-feira, o youtuber fez um post em seu Twitter no qual afirmou que Melody estava banida de seu canal. “Havia informado ao seu pai que não faria mais ‘react’ enquanto ela fosse sensualizada. Ele me prometeu que ia mudar, mas só piorou. E piorou muito”, escreveu o jovem.

“Eu tentei de todas as formas mudar isso. Conversei com ela, conversei com o pai. Nada adiantou. Enquanto isso, todas as entidades que dizem querer ‘proteger as crianças’ fecham os olhos e ignoram o que está acontecendo. Ninguém faz absolutamente nada. Cansei”, escreveu Netto em seguida.

Nesta quinta, Felipe Netto fez uma nova postagem afirmando que MC Melody, de 11 anos, passará a ter acompanhamento pedagógico e psicológico de profissionais especializados em educação infantil. A irmã dela, conhecida como Bella Angel, de 14 anos, também fará o tratamento.

Neto publicou uma nota de esclarecimento em seu Twitter na qual afirmou que, após conversas com o pai de Melody, Thiago Abreu, o MC Belinho, foi acordado que as meninas passarão a ser acompanhadas. “Com essa decisão, uma equipe será montada ao redor das menores para preservá-las de qualquer tipo de exposição incompatível com a idade, além de trabalhar junto à sua família para que todos, juntos, possam dar melhores condições de vida às jovens”, diz o comunicado, divulgado por Neto e pelo MC Belinho.

O texto diz que que “haverá uma blindagem do conteúdo publicado pelas influenciadora com o intuito de remover todo tipo de publicação que possa comprometer a inocência compatível com suas idades”. Ainda de acordo com a nota, o objetivo do acompanhamento é “guiá-las nesse mundo de superexposição, corrigir seus comportamentos e fazer com que tenham uma vida sempre saudável, física e mentalmente”.

Extra – O Globo

O ministro Luiz Fux explicou na noite desta quinta-feira (17) a decisão de suspender a investigação sobre a movimentação financeira suspeita de Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Em entrevista ao Blog da Andréia Sadi, do G1, Fux disse que, se não interrompesse a apuração, conforme solicitação do deputado estadual e senador eleito, as provas coletadas na primeira instância envolvendo o filho do presidente Jair Bolsonaro poderiam ser anuladas na investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) por violação da prerrogativa de foro privilegiado.

“Não suspendi o caso. Enviei para o relator (o ministro Marco Aurélio Mello). Se eu não o fizesse, a investigação toda poderia ser prejudicada. Todo mundo sabe que não tenho hábito de suspender investigação”, afirmou Fux, responsável pelo plantão do Judiciário.

Além disso, o ministro destacou que considerou ainda dois fatores antes de tomar a decisão: as provas coletadas que citam Flavio deveriam ter sido encaminhadas ao Tribunal de Justiça, o que não aconteceu, e que se Marco Aurélio Mello aceitar a reclamação do filho de Bolsonaro, “todos os atos na sindicância serão considerados nulos”.

“A investigação não foi anulada. A paralisação por poucos dias, quem vai decidir sobre isso é o ministro Marco Aurélio”, acrescentou Fux.

Marco Aurélio Mello, que está de férias, também conversou com o Blog da Andréia Sadi e disse que só vai decidir sobre o caso “quando voltar de férias”.

NOTÍCIAS AO MINUTO

A medida provisória (MP) que será editada pelo presidente Jair Bolsonaro para combater fraudes e privilégios na Previdência Social prevê um novo pente-fino em benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Passarão por revisão auxílio-doença, aposentadoria por invalidez, o auxílio-reclusão, na pensão por morte e no Benefício de Prestação Continuada (BPC). O texto, que deve ser publicado na sexta-feira, também altera regras de concessão de alguns benefícios.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que as regras estipuladas podem fazer com que o governo economize entre R$ 17 bilhões e R$ 20 bilhões por ano. De 2016 a 2018, o governo Michel Temer também fez um pente-fino em benefícios concedidos pelo INSS, focando as perícias nas aposentadorias por invalidez e nos auxílios-doença.

A MP endurece as regras para a concessão de benefícios como o auxílio-reclusão, pago às famílias de detentos. O texto cria uma carência de 24 meses para a concessão do auxílio. Com isso, o benefício só será pago se o segurado tiver contribuído para o INSS por dois anos.

O texto prevê que pessoas que receberam benefícios indevidamente devolvam o dinheiro à União. Caso contrário, serão inscritas em dívida ativa e terão o valor descontado caso venham a requerer algum outro benefício futuramente. Atualmente, o pagamento do benefício é apenas suspenso em caso de fraudes.

A medida provisória estabelece um prazo de 90 dias para requerer pensão por morte, concedido para menores de 16 anos. “Além de desestimular fraudes, essa medida impede o pagamento duplicado quando o benefício já é recebido por outra pessoa. Se houver ação de reconhecimento de paternidade, o valor correspondente à pensão sub judice fica separado aguardando o resultado”, explica o texto.

O texto elaborado pela equipe econômica propõe ainda o “aperfeiçoamento” das regras previstas para a comprovação de que o trabalhador rural pode se aposentar. Hoje, é necessário uma declaração do sindicato rural, regra considerada pelo governo como sujeita a fraudes. A MP acaba com essa possibilidade e estabelece auto declaração do segurado, com homologação por entidades públicas credenciadas Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária (Pronater). Deverá ainda ser criado um cadastro para os trabalhadores rurais terem direito ao benefício.

A MP também veda a emissão de Certidão de Tempo de Contribuição (CTC) referente a tempo sem contribuição efetiva. Esse certificado hoje permite por exemplo que tempo de serviço anterior ao ingresso no funcionalismo possa ser considerado para efeitos de aposentadoria, num processo chamado de averbação. Isso amplia artificialmente ou antecipa a aposentadoria.

Para pensão por morte, também será exigido uma prova documental contemporânea de união estável e dependência econômica, com o objetivo de reduzir irregularidades, proibindo a comprovação com base em prova unicamente testemunhal ou ações simuladas, normalmente após o óbito do segurado.

Pente-fino

Para passar um pente-fino nos benefícios, o governo vai usar principalmente critérios do Tribunal de Contas da União (TCU) para identificar pagamentos supostamente irregulares. Os critérios definidos são: o indício de acumulação indevida; a suspeita de óbito do beneficiário; a identificação BPC com indícios de irregularidades; e a seleção de processos identificados na Força-Tarefa Previdenciária — composta pelo Ministério Público Federal, a Polícia Federal e a Secretaria de Previdência.

Além disso, serão analisados benefícios por incapacidade mantidos sem perícia do INSS há mais de 6 meses, que não têm data de cessação estipulada ou indicação de Reabilitação Profissional. Os detalhes dos mutirões serão estabelecidos pelo presidente do INSS.

O texto da MP também define que o INSS deverá manter um programa permanente de revisão dos benefícios “a fim de apurar irregularidades ou erros materiais”.

“Havendo indício de irregularidade ou erros materiais na concessão, na manutenção, ou na revisão do benefício, o INSS notificará o beneficiário, ou seu representante legal ou seu procurador, para a apresentação da defesa, provas ou documentos de que dispuser, no prazo de 10 (dez) dias”, diz o texto da MP elaborado pela equipe econômica.

Notificação

Havendo indício de irregularidade na concessão, na manutenção, ou na revisão do benefício, o INSS notificará o beneficiário para a apresentação da defesa no prazo de dez dias. A notificação ao beneficiário que passará pela revisão, prevê o texto, será feito preferencialmente pela rede bancária ou por meio eletrônico; e por via postal, considerando o endereço constante do cadastro do benefício, valendo o aviso de recebimento como prova suficiente da notificação.

Após a notificação, o usuário poderá apresentar a defesa por canais de atendimento eletrônico informados pelo INSS. Se a defesa não for apresentada, o benefício será suspenso. Conforme o texto proposto, será necessário garantir “ampla defesa” ao segurado do INSS. Se a defesa for considerada pelo INSS “insuficiente” ou “improcedente”, o benefício será suspenso, abrindo prazo de 30 dias para o beneficiário apresentar recurso. Encerrado o prazo, se o recurso não for apresentado, o benefício será encerrado.

Além disso, pelo texto, os beneficiários deverão anualmente comprovar estarem vivos. A comprovação deverá ser feita em instituições financeiras, atendimento eletrônico com uso de biometria ou por qualquer meio definido pelo INSS que assegure a identificação do beneficiário.

Bônus para peritos

Segundo o governo, diante do enorme acúmulo de processos com indícios de irregularidade por analisar, bem como a possibilidade de identificação de um grande conjunto de outros casos similares, será preciso criar um Bônus Especial de Desempenho Institucional por Análise de Benefícios com Indícios de Irregularidades do Monitoramento Operacional de Benefícios (BEMOB).

Trata-se de um bônus no valor de R$ 57,50 que será devido aos técnicos e analistas do seguro social em exercício no INSS que concluam análise de processos com indícios de irregularidades. O bônus apenas será recebido sobre o que exceder metas mínimas de performance na análise desses processos, conforme critérios definido pelo órgão.

No governo Michel Temer, já foi feita fiscalização nos benefícios por incapacidade: o auxílio-doença e a aposentadoria por invalidez. Em dois anos, o pente-fino cancelou 80% dos benefícios de auxílio doença revisados e 30% das aposentadorias por invalidez.

O Globo

Evaristo Costa costuma ser ativo nas redes sociais e surpreendeu ao fazer uma revelação nessa quarta-feira (16). O ex-âncora do “Jornal Hoje” respondeu ao comentário de uma antiga colega de trabalho e confessou que não sente nenhum pouco de saudades de trabalhar na Rede Globo.

A jornalista Veruska Donato, repórter da emissora, escreveu: “Saudades da sua alegria”.

Evaristo foi direto na resposta: “Saudades dos amigos também, não do ambiente”.

Como lembra o RD1, Evaristo Costa trabalhou na Globo por 18 anos. Em 2017, ele pediu demissão da emissora, sob alegação de que queria se dedicar a passar mais tempo com sua família.

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta sexta-feira (18) a operação Brisa do Mar para investigar atos de improbidade administrativa em Ceará-Mirim. A apropriação de um bem público foi cometida por uma secretária, uma vereadora e uma ex-vereadora da cidade, além de pessoas indicadas por elas para a presidência da Associação de Moradores de Muriú.

Segundo investigações do MPRN, o grupo se apropriou indevidamente de um terreno doado pela Prefeitura municipal, o loteou e o vendeu através do programa Minha Casa, Minha Vida. Eles também permutaram quase 11 mil metros quadrados a uma construtora pelo valor de R$ 60 mil. Ao todo, o grupo é suspeito de ter lucrado mais de R$ 900 mil com a negociação fraudulenta.

A operação Brisa do Mar, que conta com o apoio da Polícia Militar, cumpre cinco mandados de busca e apreensão em Muriú, praia do litoral Norte potiguar.

O ministro Luiz Fux explicou na noite desta quinta-feira (17) a decisão de suspender a investigação sobre a movimentação financeira suspeita de Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ).

Em entrevista ao Blog da Andréia Sadi, do G1, Fux disse que, se não interrompesse a apuração, conforme solicitação do deputado estadual e senador eleito, as provas coletadas na primeira instância envolvendo o filho do presidente Jair Bolsonaro poderiam ser anuladas na investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) por violação da prerrogativa de foro privilegiado.

“Não suspendi o caso. Enviei para o relator (o ministro Marco Aurélio Mello). Se eu não o fizesse, a investigação toda poderia ser prejudicada. Todo mundo sabe que não tenho hábito de suspender investigação”, afirmou Fux, responsável pelo plantão do Judiciário.

Além disso, o ministro destacou que considerou ainda dois fatores antes de tomar a decisão: as provas coletadas que citam Flavio deveriam ter sido encaminhadas ao Tribunal de Justiça, o que não aconteceu, e que se Marco Aurélio Mello aceitar a reclamação do filho de Bolsonaro, “todos os atos na sindicância serão considerados nulos”.

“A investigação não foi anulada. A paralisação por poucos dias, quem vai decidir sobre isso é o ministro Marco Aurélio”, acrescentou Fux.

Marco Aurélio Mello, que está de férias, também conversou com o Blog da Andréia Sadi e disse que só vai decidir sobre o caso “quando voltar de férias”.

NOTÍCIAS AO MINUTO

BRASÍLIA —  Em uma linguagem inédita na diplomacia brasileira, o Itamaraty acusou o governo de Nicolás Maduro de terrorismo, narcotráfico, corrupção e lavagem de dinheiro em nota divulgada na noite desta quinta-feira, depois de mais de 11 horas de reuniões com dirigentes da oposição venezuelana. Até recentemente, o Brasil só chamava de terrorista grupos assim classificados pelas Nações Unidas, como a al-Qaeda.

“O sistema chefiado por Nicolás Maduro constituiu um mecanismo de crime organizado. Está baseado na corrupção generalizada, no narcotráfico, no tráfico de pessoas, na lavagem de dinheiro e no terrorismo”, diz um trecho da nota.

Além disso, durante as conversas, o Brasil deu sinais de que apoiará um eventual governo de transição na Venezuela, presidido por Juan Guaidó, atual dirigente da Assembleia Nacional daquele país. Esse apoio, porém, não ficou claro na declaração divulgada pelo Itamaraty.

Durante o encontro —  que teve a participação de representantes do Grupo de Lima (bloco político composto por 14 países do continente) e do governo americano —,  os líderes de algumas das principais forças políticas da oposição na Venezuela informaram que, hoje, 300 mil pessoas correm o risco de morrer de fome naquele país, mais de 100 mil recém-nascidos perdem a vida anualmente e o déficit de medicamentos para atender a população é de 85%. Os opositores enfatizaram que Maduro está à frente de um “genocídio silencioso contra seu próprio povo”.

“O Brasil tudo fará para ajudar o povo venezuelano a voltar a viver em liberdade e a superar a catástrofe humanitária que hoje atravessa”, diz o comunicado, reiterando a posição brasileira de que o governo de Maduro é ilegítimo.

O senador Capitão Styvenson Valentim (REDE), mais votado nas eleições de 2018 no Rio Grande do Norte, ia saindo da casa de praia de seu sogro na tarde desta quinta-feira (17), na praia de Pirangi, quando viu algo que não conseguiu resistir: uma passagem de som da banda Grafith, muito conhecida no RN.

O “ensaio” estava acontecendo minutos antes da gravação do programa “É verão”, produção da TV Ponta Negra, emissora do Sistema Opinião, que é transmitida aos sábados, às 13h. O programa é apresentado por Diego Negrellos e Juninho “Batendo Perna”.

O senador foi ao encontro da banda, conversou com os vocalistas e – aproveitando a oportunidade – pediu a música “Me chama de my love”, dançou e cantou dedicando a performance à sua esposa, Candice Medeiros.

O Capitão Styvenson fez vídeo do momento e postou no seu Instagram com a seguinte legenda: “@candyssemedeiros me chama de my love. Valorizando o que é nosso . Dei sorte hoje encontrei a @grafithoficial em Pirangi praia e pedi música”.

Op9

Um policial militar do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) salvou uma menina de um mês de idade que estava engasgada com leite materno. O PM instruiu pelo telefone um vizinho da mãe do bebê a como proceder diante da situação, e a criança desengasgou.

O caso aconteceu em Mossoró, região Oeste potiguar. O soldado Francisco Dantas atende as ligações de emergência feitas para o número 190, que aciona o serviço da polícia. Normalmente ele recebe chamadas informando sobre crimes, mas na tarde da terça-feira (15) foi diferente.

A mãe da criança ligou para informar o que havia acontecido e pedindo ajuda ao policial. A criança estava sufocada, depois de engasgar enquanto era amamentada. Depois de um tempo, a mulher passou mal e não conseguiu mais conversar com o PM. Foi aí que um vizinho assumiu o telefone e começou a fazer os procedimentos, guiado pelo soldado.

Francisco disse para manter a menina de cabeça pada baixo e massagear as costas dela, tomando cuidado com o pescoço do bebê. Deu certo. A criança colocou o leite para fora e começou a tossir e chorar. Pouco tempo depois, o vizinho ligou novamente para o 190. Desta vez, para agradecer ao soldado Francisco Dantas pela ajuda.

“Quando escutei o choro da criança, deu aquele alívio, vi que a missão tinha dado certo. Agradeci a Deus por esse momento”, relata o policial.

G1 RN

Fátima foi diplomada governadora na noite de quarta-feira (19)/ Luisa Medeiros

Já era noite desta quarta-feira quando a assessora de imprensa do Governo, jornalista Guia Dantas, atualizou as informações sobre o pagamento antecipado dos salários dos servidores da segurança pública e dos que ganham até R$ 3 mil (valor bruto).

Os salários das Polícias Militar e Civil, Bombeiros e Agentes Penitenciários seriam disponibilizados até às 21 horas.

Os demais servidores, cujas faixas salariais estão acima citadas, já haviam recebido os vencimentos.

A Secretaria de Administração conseguiu fechar a folha somente à 1h30 da terça e o trâmite para liberação do extrato e posterior disponibilidade do dinheiro leva um tempo para processamento.

Segundo Guia, a dedicação dos servidores da Administração e do Planejamento, que trabalharam os três turnos, foi indispensável para que, ao longo do dia, o compromisso assumido com os servidores fosse cumprido.

Foram duas folhas em um intervalo de cinco dias.

As constantes crises com a Câmara de Vereadores podem fazer o prefeito Paulo Emídio (PR), de São Gonçalo do Amarante, reexaminar seu projeto de ser candidato à reeleição. Além do desgaste junto ao Poder Legislativo, Paulinho, também, observa os acenos da governadora Fátima Bezerra (PT), que defende a candidatura do seu secretário de Desenvolvimento, Jaime Calado, ainda no PMB, mas que pretende ingressar de vez no PT.

Alguns segmentos do legislativo municipal já alertam para o despreparo de Paulo Emídio, o Paulinho da Habitação, para comandar um município do porte de São Gonçalo, quarta economia do Estado. A experiência de Paulinho como prefeito, segundo os vereadores, não conta: a acanhada São Fernando, na região do Seridó.

Desde o início, o prefeito Paulo Emídio pegou uma queda de braço com a Câmara Municipal. A situação foi agravada no final do ano passado com a derrota de sua mulher, Terezinha Maia (PR), para deputado estadual. Paulinho põe a culpa na Câmara. Pelo menos oito vereadores dos 17 não votaram na primeira dama.

-As tentativas de retomada do diálogo com os vereadores esbarram sempre no despreparo do prefeito”, disse um vereador da base governista. “O  prefeito não respeita os  vereadores” adiantou. A crise está formada: o prefeito puxa de um lado e os vereadores do outro.

Alexandre Cavalcante do Piga Fogo 

A Confederação Brasileira de Ginástica anunciou a morte da atleta Jackelyne da Silva, 17 anos, que defendia as cores do Esporte Clube Pinheiros. O motivo do falecimento ainda não foi informado, mas a ginasta estava internada.

Jack, como era conhecida, morreu na tarde de quarta (16), em São Paulo.  “Recebemos com tristeza a notícia do falecimento da atleta de Ginástica Artística do clube do Pinheiros, Jackelyne da Silva.

Nos solidarizamos com os familiares, amigos e técnicos. Ficam, agora, as boas recordações da ginasta fazendo o que mais amava”, escreveu a CBG em sua conta oficial no Instagram. Jackelyne da Silva defendia as cores do Esporte Clube Pinheiros desde 2010 e e era conhecida por sua alegria.

Nesta quinta, o clube recebeu com surpresa a notícia da morte. A notícia do falecimento chegou pelo pai da atleta, que estava internada.  Segundo o técnico da ginasta, Danilo Bornea, Jackelyne teve convulsão e sofreu uma parada cardíaca na última quarta-feira. “A Jack teve algum problema parece que de convulsão acho que domingo, duas vezes.

E ela foi para o hospital, medicada. Eu não sei bem direito. Ontem teve mais uma convulsão, teve uma parada cardíaca e veio falecer”, UOL

Dois suspeitos pela morte da empresária potiguar Maria da Conceição de Lima Barbosa, de 56 anos, foram presos nessa quarta-feira (16). As prisões aconteceram em Sergipe e em Alagoas.

A ação foi comandada pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor), com a Delegacia de Pedro Velho e a participação da polícia dos dois estados.

A Polícia, inicialmente, acreditava em sequestro seguido de morte. No entanto, as apurações descartaram a possibilidade. Segundo a PC, os presos possuem vasta ficha criminal.

Segundo a investigação, ainda há outros suspeitos envolvidos a serem identificados. Portalnoar.

Jair Sampaio

Diego Escosteguy diz que ao pedir a suspensão da investigação sobre o caso Fabrício Queiroz, a defesa de Flávio Bolsonaro, além de alegar que o Ministério Público do Rio usurpou a competência do STF para decidir quais casos julgar após a mudança na regra do foro privilegiado, fala em “constrangimento ilegal” do MP ao utilizar informações do Coaf sem antes pedir a quebra de sigilo bancário dos envolvidos.

A defesa, acrescenta o jornalista, também sustenta que a investigação já deveria ter sido distribuída no TJ do Rio.

O Antagonista

Os praticantes de esportes de duas localidades da zona rural de Macaíba, a partir deste início de 2019, terão mais motivação para suas atividades. Isso porque a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, reformou recentemente as quadras do distrito de Cajazeiras e da comunidade quilombola de Capoeiras.

De acordo com informações da Secretaria Municipal de Infraestrutura, os serviços contemplam troca de piso, instalação de telas, pintura, iluminação e reposição de equipamentos esportivos. Outras quadras poliesportivas municipais passarão por reformas brevemente.

É importante lembrar que, em outubro de 2018, a Prefeitura também finalizou a construção de uma quadra de esportes no Assentamento José Coelho, região da Reta Tabajara.

Fotos: Márcio Lucas

Assecom-PMM

Foto: Rafael Neddermeyer/ Fotos Públicas

Para concorrer às vagas, o candidato deve se cadastrar via Internet no Portal Emprega Brasil do Ministério do Trabalho e Emprego, através do endereço empregabrasil.mte.gov.br ou na unidade do Sine Matriz em Natal, na Cidade da Esperança, na Rua Adolfo Gordo, s/n, prédio da Central do Trabalhador, NOVO HORÁRIO de 8h às 14h, ou em qualquer agência do Sine nas centrais do cidadão de Natal e no interior.

O interessado que não tem cadastro e acesso ao Portal Emprega Brasil, pode comparecer as Agências do SINE, com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Número do PIS, cédula de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. O atendimento é de acordo com o horário de funcionamento das centrais do cidadão e do SINE Matriz Cidade da Esperança no prédio da Central do Trabalhador, das 8h às 14h, de segunda a sexta.

 

VAGAS PERMANENTES – NATAL e GRANDE NATAL

 

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

COORDENADOR ADMINISTRATIVO 1

DIGITADOR 1

INSTALADOR DE SOM E ACESSÓRIOS DE VEÍCULOS 2

PADEIRO 1

PASTELEIRO 1

PORTEIRO 2

PROFESSOR DE ENSINO FUNDAMENTAL – SÉRIES INICIAIS 1

VENDEDOR INTERNO 1

Total 10

 

MOSSORÓ E REGIÃO

 

OCUPAÇÃO QUANT. DE VAGAS

COSTUREIRA EM GERAL 2

DESENHISTA INDUSTRIAL GRÁFICO (DESIGNER GRÁFICO) 1

ELETRICISTA DE INSTALAÇÕES DE VEÍCULOS AUTOMOTORES 1

Total 4

 

Informações do Portal do SINE-RN

Uma colisão frontal envolvendo um caminhão-baú e um Renault Duster na BR-304, no KM 205, nas proximidades da cidade de Lajes, na região Central potiguar, deixou três pessoas mortas e uma ferida no início da manhã desta quinta-feira (17), por volta das 6h30.

Segundo a PRF, apesar de o carro ter invadido a faixa contrária, ainda não é possível apontar as causas do acidente. As vítimas  do acidente trágico ainda não foram identificadas.

A Unimed Natal vence concorrência e passa a ser, a partir de fevereiro, o plano de saúde de todo o Sistema Fiern, que compreende também o Senai, Sesi e IEL – num total de mais de mil usuários.

Os novos clientes serão atendidos por uma rede com 1530 médicos cooperados, 12 hospitais credenciados, 129 clínicas prestadoras de serviços e 34 laboratórios.

A aliança entre a Cooperativa Médica potiguar e a Federação das Indústria fortalece a economia do Rio Grande do Norte na medida em que a maior parte dos recursos do contrato passa circular exclusivamente dentro do próprio estado, com a contratação de serviços de prestadores e empresas locais.