Opinião

Auri Simplício – vice-prefeito de Macaíba 

A preocupação externada pelo Exmº Vereador Denilson Gadelha sobre a possível instalação do 11º Batalhão de Polícia nos limites da área urbana do município e a UFRN (Campus de Jundiaí), conforme tratativas da Gestão Municipal junto ao Governo do Estado e a UFRN, nos leva a esclarecer alguns aspectos que julgamos determinantes para o encaminhamento da Gestão Municipal, no tocante à escolha da área.

A RN 160, sentido Macaíba/Vera Cruz, ao longo do tempo vem sendo a principal via de fuga daqueles que cometem algum tipo de delito, pela facilidade de acesso à BR 101, via Goianinha, RN 226, via Capoeiras/Bom Jesus, com opção de retorno à BR 304, sentido Natal e/ou Mossoró ou seguir pela RN 226 sentido Santa Cruz, como também ao vizinho estado da Paraíba, a partir de Nova Cruz, tornando a RN 160 um verdadeiro corredor do crime. Há registro de vários assaltos aos condutores de veículos que terminam nas matas de Jundiaí, onde o veículo é roubado e/ou depenado e as vítimas abandonadas sem a menor consideração aos aspectos humanitários.

Caso esta proposta da gestão municipal seja implantada, as pessoas que acessam suas granjas e residências pela RN 160 vão se sentir mais seguras e os índices de criminalidade tendem a diminuir no município. Vale ressaltar ainda a segurança proporcionada aos operadores de transporte de passageiros e escolares, haja vista dezenas deles trafegarem diariamente neste trecho transportando centenas de passageiros.

Concordo quando o nobre vereador discorre sobre o deslocamento do Centro de Detenção Provisória (CDP), o local onde se encontra é totalmente inadequado e passível de rebeliões com transtornos para a comunidade ali estabelecida. Com relação à Praça da Juventude, se faz necessária a sua conclusão, pois representa a democratização do acesso ao esporte e ao lazer, levando saúde e qualidade de vida, por meio de diversos equipamentos que serão disponibilizados aos jovens e moradores do Conjunto Alfredo Mesquita e comunidades adjacentes.

Administrador

Deixe uma resposta