Fátima Bezerra protesta contra ataques do governo federal ao serviço público

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) protestou contra os ataques do governo federal ao funcionalismo público, ao comentar as duas medidas provisórias que tratam de salários e da contribuição previdenciária da categoria.

Uma MP adia o aumento salarial que estava previsto para ser pago no começo do ano que vem. De acordo com Fátima Bezerra, entre as carreiras atingidas estão as dos professores das universidades, os policiais federais, os peritos do INSS e os diplomatas.

A outra medida provisória eleva a alíquota de contribuição previdenciária do funcionalismo de 11% para 14%. O reajuste vale também para os aposentados, como disse a senadora do PT.

O mais grave disso, na opinião de Fátima Bezerra, é que ao mesmo tempo em que ataca os servidores, o presidente Michel Temer aprova isenções fiscais e perdões de dívidas de empresários e grandes fazendeiros.

A senadora lembrou que há no Congresso outra medida provisória que concede benefícios a empresas exploradoras de petróleo. Há a possibilidade, como informou, de os cofres públicos deixarem de receber por causa desta MP cerca de R$ 1 trilhão.

– Enquanto isso, vem penalizar os servidores públicos, os serviços públicos, o povo – porque é o povo pobre que bate à porta dos serviços públicos essenciais nas áreas de educação, saúde e segurança – afirmou a senadora.

Agência Senado

Administrador

Deixe uma resposta