Covardia: Acusado de agressão, homem é proibido de se aproximar de ex-namorada no interior do RN

O comerciante conhecido por Thales Lima, da loja Bodynutri, desferiu um murro na jovem Thalita Duarte, que a deixou desmaiada na noite de quinta-feira, dia 9 de novembro, em frente ao Espetinho Prime, em Mossoró, no Oeste Potiguar.

A jovem foi socorrida pelo SAMU desmaiada para o Hospital Regional Tarcísio Maia e, quando tornou, foi levada para casa por familiares. Estaria se recuperando bem do trauma físico e nem tanto do psicológico.

Após desferir o soco violento na jovem, Thales teria entrado rapidamente em seu carro e fugido em disparada do local. Um Boletim de Ocorrência foi registrado na Delegacia de Plantão ainda na noite de quinta-feira, 9.

O motivo da agressão, conforme as testemunhas do caso, é que a jovem não quis ir para casa com o agressor, que é ex namorado dela. Após a recusa da moça, os dois começaram a discutir e ele a agrediu com um soco.

Em seguida, quando o pessoal que estava dentro do espetinho saiu procurando o agressor, ele já havia fugido em seu carro em disparada do local. A questão, então passou a ser comentada nas redes sociais, inclusive com fotos da vítima e do acusado.

Grupos de mulheres e também de homens estão fazendo intenso movimento nas redes sociais pedindo o boicote à Loja do agressor, a Bodynutri. Em outra ponta, vários amigos do agressor dizem que o que ele fez foi um ato isolado da vida dele. Trata-se de uma pessoa de bem.

Após o fato ter sido registrado na DP de Plantão, atendendo um pleito não se sabe se da Polícia ou se de advogados amigos da vítima, já houve uma decisão do Plantão Judiciário proibindo o agressor de chegar perto da jovem agredida.

Outra fonte assegurou que advogados de Thales da Budynutri estão querendo apresenta-lo ao delegado titular da 2ª DP, que fica ao lado do Nogueirão. Esta informação, no entanto, não foi confirmada pela delegacia.

Outros defendem que o caso seja investigado pela DP da Mulher, por ser um caso onde a jovem foi brutalmente agredida por se recusar a ficar com o agressor. Para estas pessoas, se trata de um caso que deve ser colocado em prática a Lei Maria da Penha.

Neste sábado, o Espetinho Prime divulgou uma Nota de Esclarecimento, onde confirma o fato e diz que providenciou todo o apoio possível a jovem agredida em frente ao estabelecimento. Várias outras manifestações nas redes sociais (prints abaixo).

“Repudiamos qualquer tipo de agressão física contra mulheres ou qualquer outra pessoa, quem nos conhece sabe da nossa preocupação em agradar todos nossos clientes”, diz um trecho da nota.

Passando na Hora

Administrador

Deixe uma resposta