Saúde Arquivo

Um grupo de cientistas descobriu que a doença de peyronie, que conhecida por causar uma curvatura no pênis fazendo com que ele se posicione para cima, para o lado ou para baixo, pode estar relacionada a complicações de saúde em homens.

Um estudo realizado pela Baylor College, em Houston descobriu que homens que apresentam essa condição de saúde tem uma chance 40% maior de desenvolver câncer de testículo. Além disso, esses rapazes também tem uma chance 29% maior de desenvolver melanoma e 40% maior de desenvolver câncer de estômago.

Para a realização do estudo os pesquisadores analisaram o material de genético de pais e filhos que conviviam com a peyronie e descobriram que eles compartilhavam um conjunto de genes capazes de predispor as pessoas aos tipos de tumores malignos citados.

Segundo os cientistas a doença de peyronie afeta entre 3% a 7% dos homens. No entanto, esse número pode estar mascarado e alguns casos estejam deixando de serem diagnosticados por uma relutância do público masculino em relatar essa condição de saúde aos médicos.

Super Pride

Reprodução: TV Globo

Unidade de Pronto Atendimento do Campo Limpo tem longa espera entre triagem e primeiro atendimento.

Pacientes esperam até 8h30 entre triagem e o primeiro atendimento na UPA do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo. Reclamando da falta de médicos, eles se acumulam na sala de recepção da unidade, onde não há lugar para todos sentarem e nem bebedouro para matar a sede – está quebrado.

Nesta quinta-feira (10), às 23h30, a situação era caótica no local. Uma mulher que levou a filha doente chegou quando o dia estava claro. “Aqui desde às três horas até… Acho que quando atendeu já era 22h30, que ela entrou. Eles passam na triagem ali e manda esperar”, relata.

Perto dela, uma outra mãe sofria para acomodar o filho pequeno nos bancos. Ele estava febril e tentava dormir enquanto não era chamado pelo médico.

O caso do garçom Davidson Mota da Silva é ainda mais surpreendente. Ele chegou na UPA de manhã, por volta das 10h30, e só saiu depois da meia-noite. “O primeiro atendimento foi 19h. Eu fiquei esse tempo todo. Tô sem almoçar, sem jantar”, lamenta.

No último dia 20, um telespectador do Bom Dia São Paulo reclamou nas redes sociais sobre a longa espera por atendimento na UPA do Campo Limpo. Uma equipe de reportagem foi ao local e também encontrou pacientes que esperavam por horas por atendimento.

Na madrugada desta sexta-feira (10), além da demora, pacientes e acompanhantes não podiam contar nem com o bebedouro da recepção. O aviso colado na parede ao lado diz que ele foi interditado por vazamento.

O pintor Márcio Antônio do Nascimento era outro no posto de saúde e mostrou indignação com a situação: “Que palhaçada com a saúde pública no Brasil. Meu, que vergonha! Eu não tenho vergonha de ser brasileiro, eu tenho vergonha dessa palhaçada. Isso é palhaçada, porque dinheiro tem (…) É melhor levar um animal para um veterinário. Ele vai ser bem mais cuidado de que um ser humano em um hospital público”.

G1/SP

Dados dos pacientes da Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão compartilhados para facilitar atendimentos e reduzir gastos

Com a informatização dos prontuários das Unidades Básicas de Saúde (UBS), o Governo do Brasil vai ampliar a integração em rede dos dados dos pacientes. A medida deve gerar uma economia aos cofres públicos estimada em R$ 22 milhões anuais.

Para extender a medida a todos os municípios do País até o fim do ano que vem, o Ministério da Saúde lançou edital para credenciar empresas a fornecer o serviço. Segundo a pasta, a sistema eletrônico é importante porque evita a realização de exames repetidos e procedimentos desnecessários.

Inicialmente, devem ser investidos  R$ 1,5 bilhão para o pagamento dos contratos com as empresas, que envolvem a oferta de suporte de informática, conectividade, equipamentos, manutenção e capacitação. Os contratos serão de 5 anos, em que os valores por UBS chegam a R$ 7 mil.

Assim, 42,4 mil UBSs devem ser interligadas pelo prontuário eletrônico. Atualmente, 35% delas já fazem parte do sistema e-SUS Atenção Básica (e-SUS AB), fornecido pelo Ministério da Saúde.

Os prontuários descrevem informações sobre os atendimentos, prescrição de remédios, exames realizados e consultas. Esses documentos ainda serão transmitidos a hospitais e ambulatórios de modo a gerar um banco de estatísticas epidemiológicas.

Portal Brasil

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, aderiu ao Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O programa tem o objetivo de avaliar continuamente os níveis de resíduos de agrotóxicos nos alimentos de origem vegetal (legumes, frutas e verduras) que chegam à mesa do consumidor.

Em Macaíba, as coletas estão sendo realizadas nos principais supermercados do município e a primeira foi feita no dia 6 de novembro. O PARA é de suma importância para a prevenção de doenças. O programa é uma ação do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (SNVS), coordenado pela Anvisa em conjunto com os órgãos estaduais e municipais de vigilância sanitária e laboratórios estaduais de saúde pública.

Assecom-PMM

Nesta quarta-feira (08), no período da manhã, os usuários do Centro de Atenção Psicossocial contra o Álcool e Drogas (CAPS-AD) de Macaíba tiveram uma oportunidade de desfrutar momentos recreativos na Vila Olímpica.

A atividade faz parte de uma programação mensal que o centro oferece aos seus frequentadores, por meio da qual eles podem participar de passeios por pontos turísticos, culturais e esportivos de Macaíba e de outras cidades do estado.

De acordo com as informações de Luis Fernando, diretor do CAPS-AD, no ano em curso já foram proporcionados passeios para o Parque das Dunas, o Forte dos Reis Magos e o Museu Solar Ferreiro Torto, dentre outros locais.

Os momentos recreativos de hoje também incluíram treino funcional, noções de educação alimentar e, ao final, um lanche balanceado, explicou Fabiam Marques, educador físico. Aproximadamente 30 usuários do CAPS-AD participaram das atividades de hoje que também foram coordenadas por outros profissionais de saúde que atuam no espaço.

Assecom-PMM

A segunda fase da campanha de vacinação contra a febre aftosa está em vigor e se estende até o próximo dia 30 de novembro. Os criadores locais devem estar atentos ao calendário. Vale ressaltar que a primeira fase foi de 02 a 31 de maio do corrente ano. No Rio Grande do Norte, é necessário vacinar somente animais que tenham até 24 meses de idade.

É importante também lembrar que é preciso fazer a declaração de todo o rebanho na sede da Secretaria Municipal de Agricultura, da Pecuária e da Pesca de Macaíba (SEMAPE). O horário de atendimento é das 8h às 12h e das 13h às 17h, sendo necessária a apresentação da nota fiscal referente à compra das vacinas.

Segundo dados do Portal Brasil, em maio, na primeira etapa de vacinação, foram vacinados 98,28% dos animais, 192,1 milhões de cabeças de um total de 195,4 milhões. Quase todas as unidades federativas já estão livres da doença.

Ainda de acordo com o Portal, os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Espírito Santo, Paraná, Roraima e São Paulo devem vacinar todos os animais, de qualquer idade. Já os outros estados só precisam dar a vacina em bois e búfalos de até dois anos (como é o caso do nosso estado). A dose é de 5ml e deve ser conservada entre 2ºC e 8ºC, com aplicação feita na tábua do pescoço dos animais.

Mais informações podem ser obtidas através da SEMAPE, ao discar para os telefones: 3271-6539 e 3271-6566.

Assecom-PMM

A Prefeitura de Macaíba encaminhou mais um grupo de dez pacientes para cirurgias de catarata, na tarde desta segunda-feira (06), na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Macaíba.

O prefeito Fernando Cunha e a coordenadora da Central de Marcação, Lorena Góis estiveram presentes na ocasião e orientaram os pacientes sobre as ações necessárias para a realização das cirurgias.

Mais de 200 pessoas já foram encaminhadas desde o mês de abril deste ano para os procedimentos cirúrgicos. A senhora Marluce Gonçalves Silva, 58 anos, moradora de Lagoa do Lima recebeu a cirurgia no olho direito e agora, se prepara para mais um procedimento, desta vez no olho esquerdo.

Ela afirma estar satisfeita com o encaminhamento, o atendimento e a cirurgia e espera sucesso na nova ação que receberá. “Foi muito bom, ótimo porque estava precisando muito da cirurgia. Resolveu o meu problema com um dos meus olhos e agora espero que resolva do outro”, afirma.

Via Facebook da Prefeitura de Macaíba

Nesta quarta-feira, 1º de novembro, véspera de feriado, a Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, irá realizar na Praça Antônio Siqueira, popularmente conhecida como “Praça da Maré”, uma ação de saúde alusiva ao Dia Nacional de Combate à Sífilis.

Na oportunidade, haverá testagem rápida para detecção de sífilis, HIV, assim como hepatites B e C. Além disso, os profissionais de saúde envolvidos na ação irão orientar a população acerca das ISTs – infecções sexualmente transmissíveis no que respeita à sua prevenção, transmissão e tratamento.

Também serão ofertados ao público alguns materiais educativos e insumos de prevenção. A ação está prevista para começar às 8h e terminar às 12h.

Assecom-PMM

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é a segunda causa de morte e a primeira de incapacidade no Brasil. Apenas em 2015, 100.520 pessoas morreram em decorrência da doença. Do total, 4.592 mortes foram de pessoas com menos de 45 anos, de acordo com os últimos dados catalogados pelo Ministério da Saúde, que registrou no mesmo ano 212.047 internações relacionadas ao AVC, que pode ser provocado por obstrução de artéria ou mesmo rompimento de vasos sanguíneos.

O total de casos e os problemas gerados por eles podem ser menores se forem adotadas medidas preventivas. “Trata-se de uma doença grave, autoimune e incapacitante, mas que tem uma grande capacidade de prevenção”, afirma o diretor científico da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), Rubens Gagliardi.

Segundo a ABN, 90% dos AVCs estão ligados a fatores que podem ser modificados, por isso, a organização e outras parcerias, como a Rede Brasil AVC, aproveitam o Dia Nacional de Combate ao AVC, celebrado neste domingo (29), para chamar atenção da sociedade com a campanha “Qual o seu motivo para prevenir um AVC?”.

Doença pode ser evitada

Por meio de vídeos, panfletos e diversas atividades que ocorreram ao longo desta semana, as organizações apontam que é possível prevenir o AVC por meio das seguintes ações: controlar a pressão alta; fazer exercícios físicos moderados cinco vezes na semana; ter uma dieta saudável e balanceada com mais frutas e verduras e menos sal; reduzir o colesterol; manter peso adequado; não fumar e evitar exposição passiva ao tabaco; reduzir a ingestão de álcool; identificar e tratar a fibrilação atrial; evitar diabetes, adotando acompanhamento médico; e conhecendo mais sobre o AVC.

A programação de atividades terá continuidade hoje, em diversas cidades brasileiras.

“Essa campanha faz parte de uma iniciativa mundial que tem sido realizada desde que a Associação Mundial do AVC determinou o 29 de outubro como o Dia Mundial de Combate ao AVC. Em várias cidades do país, fazemos a campanha para a população. Os médicos saem às ruas e informam sobre o que é a doença, como se caracteriza o AVC, os principais sintomas, o que fazer em caso de ocorrência”, explica Gagliardi, que avalia que é perceptível a melhora no conhecimento da população sobre o problema e, com isso, a diminuição das ocorrências.

“Riscômetro de AVC”

Para contribuir com a efetivação de medidas protetivas, a ABN sugere que profissionais de saúde tenham mais atenção e ofereçam tratamento preventivo aos pacientes com história prévia de doenças cardiovasculares. Isto porque um terço dos AVCs ocorre em pacientes com AVC ou AIT (Acidente Isquêmico Transitório) prévios. Medidas para controlar a pressão arterial e a fibrilação atrial são algumas das que podem dificultar a ocorrência do problema.

A população em geral também pode fazer a sua parte. Além de adotar as medidas sugeridas, é possível conhecer o risco de sofrer um AVC, o que pode ser feito em diálogo com médicos e também usando a tecnologia, como o aplicativo gratuito “Riscômetro de AVC”, que ensina a reconhecer os sinais de AVC e os hospitais que são Centros de AVC em todas as regiões, além de oferecer mais dicas de prevenção.

O Ministério da Saúde espera reduzir em 15% os óbitos por AVC e 10% por infarto como resultado das ações do Plano Nacional de Redução de Sódio em Alimentos Processados, que tem a meta de tirar 28.562 toneladas de sódio dos alimentos processados até 2020.

Até o momento, segundo o ministério, mais de 7 mil toneladas de alimentos já foram retiradas das gôndolas dos supermercados. Além disso, para reduzir o número de internações e óbitos no país por doenças crônicas, foi lançado o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT), que tem a expansão da atenção básica como uma das principais ações de enfrentamento.

Para concretizar a expansão, o Ministério da Saúde anunciou investimentos de R$ 1,7 bilhão para custear novos serviços oferecidos na atenção básica.

AVC cresce entre quem tem menos de 45 anos

Rubens Gagliardi detalha que o AVC já chegou a ser a principal causa de morte no Brasil. Agora, apesar da diminuição dos casos, o que tem chamado a atenção é o crescimento da ocorrência entre pessoas mais jovens, com menos de 45 anos.

Questionado quanto a uma possível tendência, ele ponderou: “É uma evidência. O estilo de vida das pessoas tem mudado. Hoje, o jovem fica mais exposto ao estresse, há muito uso de drogas ilícitas entre os jovens, encontramos muitos deles obesos. Esses fatores todos podem favorecer o AVC”, indica.

No caso dos mais jovens, o AVC também pode estar relacionado à ocorrência de lesão na parede do vaso que leva sangue para o cérebro, por exemplo, em caso de acidente de carro. No caso de crianças, os fatores mais comuns são as doenças genéticas, segundo o Ministério da Saúde.

EBC

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) convida a comunidade em geral para a campanha de doação de sangue que acontece nesta quinta-feira, 26, das 8h às 17h, no estacionamento do Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) – em frente ao anexo da Biblioteca Central Zila Mamede (BCZM). A iniciativa faz parte da programação do Mês do Servidor 2017, que aborda o tema Cultura de Paz na UFRN e tem a solidariedade como um dos pilares para a construção de relações humanas não violentas.

Os doadores devem ter entre 16 e 69 anos de idade, pesar acima de 50Kg, ter dormido pelo menos seis horas na noite anterior à doação, estar bem alimentados e em boas condições de saúde. É necessário apresentar documento com foto emitido por órgão oficial e com validade em todo o território nacional. Solicita-se não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, evitar o consumo de alimentos gordurosos, assim como não fumar pelo menos duas horas antes e depois do procedimento. As doações abastecerão o estoque do Hemonorte para suprir a necessidade de transfusões de sangue nos hospitais potiguares.

Cultura de Paz na UFRN

Em sua sétima edição, o Mês do Servidor da UFRN acontece até o dia 31, com iniciativas no Campus Central e nos campi do interior em comemoração ao Dia do Servidor, 28 de outubro. Neste ano, o evento busca despertar a reflexão acerca da cultura de paz, para formar uma consciência crítica dos comportamentos e atitudes dentro e fora da universidade. Para tanto, são abordados aspectos como solidariedade, diversidade e sustentabilidade na programação, que conta com palestras, oficinas, cursos e campanhas de doação de sangue, arrecadação de brinquedos e livros.

Outras informações estão disponíveis no endereço www.mesdoservidorufrn.com.br.

Funcionamento do estacionamento

Em decorrência da campanha de doação de sangue e da necessidade da instalação do ônibus do Hemonorte, o estacionamento do CCHLA, em frente ao anexo da Biblioteca Central permanecerá fechado nos dias 25 e 26 de outubro.

ASCOM-Reitoria/UFRN

Mais um grupo de pacientes foi encaminhado pela Prefeitura para realizar cirurgias de catarata na tarde desta quarta-feira (25) na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Macaíba.

Os encaminhamentos vêm ocorrendo desde o mês de abril do corrente ano, sendo que mais de 200 pacientes já foram beneficiados e realizaram suas cirurgias. Antes de serem encaminhados, os pacientes recebem orientações sobre os procedimentos cirúrgicos. As cirurgias são realizadas em clínicas particulares conveniadas com a Prefeitura.

O senhor Antônio Herculano, de 51 anos de idade, residente no bairro Vilar, foi um dos pacientes que recebeu o encaminhamento para realizar em breve a sua cirurgia e opinou com gratidão: “Agradeço primeiramente a Deus e depois à Secretaria por estar oferendo esse serviço tão importante para quem necessita”.

“A catarata praticamente me fez perder a minha visão, mas agora, com a cirurgia encaminhada, minha esperança de renova”, finalizou Herculano.

Assecom-PMM

Data foi comemorada com muitas atividades nas escolas por meio do projeto Novo Sorriso

Na data de 25 de outubro, comemoram-se o Dia do Dentista e também o Dia Nacional da Saúde Bucal. As comemorações desta data remetem à conscientização da sociedade em geral acerca da importância de procurar manter sempre uma boa higiene bucal, o que consequentemente implica numa Saúde Bucal de qualidade.

Neste ensejo, é válido destacar que a cidade de Macaíba é uma grande referência no estado do Rio Grande do Norte em Saúde Bucal, contando com dois estabelecimentos que prestam serviços de qualidade à população: CEO e PA.

CEO

O CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) funciona de segunda a sexta, das 7h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h. No local, são realizados os atendimentos especializados nas áreas de periodontia (doenças das gengivas), endodontia (tratamento de canal), cirurgias orais menores, diagnóstico oral e biopsias, próteses dentárias, atendimento a pacientes com necessidades especiais, dentística especializada (restaurações complexas), além da realização de radiografias orais.

PA

O PA (Pronto Atendimento Odontológico) funciona todos os dias da semana (inclusive nos feriados), das 7h às 19h. Realiza atendimentos básicos agendados diariamente, assim como as urgências odontológicas. Os procedimentos oferecidos são os mais diversos, do ambulatório ao atendimento de urgência, incluindo serviços de restauração, extração, limpeza, hemorragias, fraturas, etc.

Outros destaques em Saúde Bucal

Macaíba desenvolve o projeto Novo Sorriso, que consiste na atuação direta dos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde e da Secretaria Municipal de Educação, que conduzem escovações supervisionadas e orientações para os alunos das escolas da rede municipal de ensino. Várias escolas da rede municipal já ganharam “escovódromos”, além de kits de saúde bucal (escova, creme dental e fio dental).

Além disso, anualmente, existe uma importante ação voltada à prevenção e ao combate ao câncer de boca, abrangendo todos os postos de saúde do município, focando especialmente nos usuários pertencentes aos grupos de risco: pessoas acima dos 40 anos, com próteses dentárias, fumantes, com exposição excessiva aos raios solares ou apresentando alguma lesão, mancha branca ou vermelha na cavidade bucal.

Os dentistas e os técnicos de saúde bucal atuantes no município constantemente recebem palestras e passam por capacitações abordando temas importantes relacionados ao cotidiano do trabalho, inclusive a NR-32. Somando-se a tudo isso, vários postos de saúde também estão recebendo novos equipamentos como consultórios odontológicos, autoclaves, aparelhos de raios X odontológicos e compressores.

Assecom-PMM

Um novo sistema criado pelo Ministério da Saúde vai integrar as informações de distribuição, estoques e acesso aos medicamentos do SUS em todo o país. A Base Nacional de Dados da Assistência Farmacêutica, lançada nesta terça-feira (24/10), permitirá o melhor planejamento da compra, do controle da data de validade e a realização de remanejamentos. A experiência em quatro estados mostrou que a iniciativa pode evitar desperdícios de até 30% dos fármacos entregues. Se essa economia for replicada em todo o Brasil, a cada ano, mais R$ 1,5 bilhão poderá ser revertido em mais medicamentos para a população.

A base nacional entra em funcionamento a partir de 25 de outubro e os estados e municípios têm 90 dias para enviar as informações. Até então, o Ministério da Saúde só recebia 20% dos dados por meio do Sistema Hórus, utilizado por 15 estados para gestão de medicamentos de alto custo. As demais unidades da federação, que representam 80% da demanda, repassavam por telefone ou planilhas. Agora, será disponibilizado o Web Service, ferramenta que permite que todas as secretarias de saúde do país que possuem sistemas próprios transmitam as informações.

Confira a apresentação completa (PDF)

“Essa é uma ferramenta fundamental para que a gente possa fazer economia e otimizar os recursos da saúde. Hoje existe uma consciência entre todos os gestores para a importância de alimentar o sistema para que possamos evitar o vencimento de medicamentos nas prateleiras, evitar que os medicamentos sejam desperdiçados e fazer o remanejamento dos medicamentos que eventualmente estejam sobrando em um determinado estado ou município para um melhor aproveitamento.  Já verificamos em projeto-piloto que esse processo demostra um potencial de economia de bilhões de reais e com esses recursos vamos comprar mais medicamentos e ampliar acesso a população”, afirmou ministro Ricardo Barros.

Essa integração dos dados foi pactuada no início desse ano na Comissão Integestores Tripartite, que reúne representantes dos estados, municípios e do Ministério da Saúde. Pela Portaria nº 938 de 2017, os gestores que não enviarem as informações para a base nacional ou não apresentarem justificativa poderão ter os recursos da assistência suspensos temporariamente.

Além do estoque, entrada, saída e dispensação de medicamentos, também poderão ser monitoradas em tempo real informações do paciente e das unidades de saúde. Todo o processo será automatizado, ou seja, o sistema já calcula possíveis perdas, sugere remanejamento de produtos ou mesmo indica o quantitativo que deve ser comprado para atender à necessidade.

SEM DESPERDÍCIO – O novo sistema servirá de apoio para evitar o desperdício e desabastecimento de produtos. Foi o que mostrou o projeto-piloto realizado em Tocantins, Alagoas, Rio Grande do Norte e Distrito Federal. Nessas localidades, no terceiro trimestre desse ano, foi possível economizar R$ 20 milhões. Pelos dados, verificou-se que, em média, 30% do quantitativo poderia ser remanejado para outras regiões do Brasil, sem risco de perder o prazo de validade. Em todo o país, significaria uma economia ao Ministério da Saúde de R$ 1,5 bilhão por ano.

A informatização da saúde é uma das prioridades da atual gestão do Ministério para qualificar o atendimento prestado ao cidadão e, ao mesmo tempo, melhorar as informações de gestão, a programação das políticas públicas e o gerenciamento dos recursos do setor.

Com informações do Site Oficial do Ministério da Saúde

Os grupos de mulheres do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) de Macaíba participaram de uma aula de zumba com o tema Outubro Rosa, a “Zumba Rosa”, na última sexta-feira (22), no Centro de Cultura.

A ideia foi trabalhar a campanha de prevenção do câncer de mama por meio da dança junto às usuárias e chamar a atenção da população sobre o tema. Mais de 100 mulheres participaram da ação, sendo elas das comunidades Capoeiras, As Marias, do distrito de Mangabeira e dos bairros Campinas, Morada da Fé e Centro.

O Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) atua como a principal porta de entrada do Sistema Único de Assistência Social (SUAS), devido a sua capilaridade nos territórios. Além de ofertar serviços e ações de proteção básica, o CRAS possui a função de gestão territorial da rede de assistência social básica, promovendo a organização e a articulação das unidades a ele referenciadas e o gerenciamento dos processos nele envolvidos.

Assecom-PMM

Mais de 900 atendimentos realizados

A Prefeitura de Macaíba realizou o quarto mutirão contra o glaucoma em 2017. Nesta sexta-feira (20) e ontem (19), o Pax Club sediou a ação que teve mais de 900 atendimentos realizados. O objetivo do mutirão é combater a doença por meio da identificação precoce. O glaucoma é uma doença silenciosa capaz de causar cegueira irreversível. Todos os pacientes que participaram da ação de saúde estão cadastrados para passar por uma avaliação de seu quadro clínico.

Quando diagnosticada alguma anormalidade relacionada ao glaucoma, os pacientes são medicados e passam a receber acompanhamento oftalmológico. A cada três meses, eles serão submetidos a uma nova consulta, recebendo então nova medicação antiglaucomatosa. Cirurgias também poderão ser feitas em caso de necessidade.

Assecom-PMM

A cada três meses, o nosso município realiza mutirões contra o glaucoma e a catarata. Seguindo esta lógica, nesta quinta-feira (19) começa um novo mutirão, o 4º somente neste ano de 2017.

Cada ação atende aproximadamente 2,5 mil pessoas. Todos são cadastrados com vistas a passar por uma avaliação de seu quadro clínico.

Caso seja diagnosticada alguma anormalidade relacionada ao glaucoma, ele será medicado e receberá futuro acompanhamento oftalmológico, passando por uma nova consulta e, consequentemente recebendo nova medicação.
Avise ao seu parente, vizinho ou amigo que estejam se queixando de problemas na visão.

Unidade é uma das mais conceituadas do RN

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio da Secretaria Municipal de Infraestrutura, está revitalizando a Unidade de Pronto Atendimento – UPA com uma série de procedimentos que farão com que uma das unidades de saúde mais movimentadas da Grande Natal e uma das mais conceituadas do Rio Grande do Norte fique literalmente de “cara nova”.

Essa ação da Secretaria de Infraestrutura na UPA soma-se às demais que integram o cronograma de reformas das unidades de saúde do município, que inclui, entre outros serviços, renovação de instalações elétricas e hidráulicas, pintura, acabamento, implantação ou reposição de forros de PVC, retelhamento e adequações nos ambientes de atendimento.

Postos de saúde reformados

Alguns exemplos recentes são os postos de saúde dos distritos de Canabrava e Cajazeiras, da Rua José Coelho, do bairro Campo da Santa Cruz e o Centro de Saúde Luís Antônio Fonseca Santos (Posto da Maré). Além das reformas, os postos também estão recebendo novos equipamentos como consultórios odontológicos, autoclaves, aparelhos de ar-condicionado, aparelhos de raios X odontológicos e compressores.

Sobre a UPA de Macaíba

Referência no atendimento de qualidade em saúde em todo o Rio Grande do Norte, a UPA de Macaíba completou quatro anos em junho passado. Um quadriênio de excelentes serviços prestados à população do estado, salvando vidas de Macaíba e de cidades vizinhas como São Gonçalo do Amarante, Natal, Vera Cruz e diversos outros municípios. Estima-se que quase 400 mil atendimentos já foram realizados desde a sua inauguração.

Ao passo que centenas de UPAs estão fechadas ou com obras inacabadas nos quatro cantos do Brasil, Macaíba faz a diferença e serve como parâmetro ao manter com eficiência os serviços de sua UPA, com um investimento próprio de mais de 500 mil reais mensais.

Assecom-PMM

Sociedade Brasileira de Pediatria alerta para os perigos do uso precoce e excessivo da tecnologia por crianças e adolescentes

Você já viu alguma criança portando celular, tablet ou notebook e até passando horas usando estes equipamentos? Se tratando dos adolescentes, então, é bem difícil encontrar algum que não desfrute da tecnologia. Claro, ela facilita a comunicação, inclusive com os pais, e ajuda nas pesquisas escolares, trazendo conteúdos acadêmicos e atualizados. Mas também existe muito perigo por trás desses dispositivos: prejuízos à saúde mental, física e à segurança destes usuários mirins.

A consultora de imagem Clarissa Ludovico tem um enteado e três filhos com idades de 18, 13 e 4 anos e a caçula de nove meses. Assim, ela tem vivido o impacto da tecnologia ao longo dos anos na criação dos filhos. “A preocupação é acessar o que não deve. Mas eu sou adepta e faço o uso. O de 13 e de 18 não têm nenhum controle. É com base no que a gente orienta. A de quatro anos assiste o que eu coloco, mas ela está fazendo o caminho inverso, estou lendo mais livros para ela e proibindo o uso durante viagens”, conta.

No Brasil, 80% das crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos usam a internet. Desses, 66% acessam a rede mundial de computadores mais de uma vez por dia, principalmente por meio de smartphones. Preste atenção nestas informações: 21% dos adolescentes já deixaram de comer ou dormir por causa da internet, 17% procuraram formas de emagrecer, 10% para machucar a si mesmo, 8% relataram formas de experimentar ou usar drogas e 7% formas de cometer suicídio. Todos estes dados são da pesquisa TIC KIDS ONLINE-Brasil 2015, feita pelo Comitê Gestor da internet e o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade de Informação.

Com informações do Blog do Ministério da Saúde

Matéria completa aqui: https://goo.gl/ybjVTN

A Prefeitura de Macaíba continua com os encaminhamentos para cirurgias de catarata. Mais dez pacientes foram encaminhados para o procedimento na tarde desta quarta-feira (11), na sede da Secretaria Municipal de Saúde. O prefeito Fernando Cunha e a coordenadora da Central de Marcação do município, Lorena Góis estiveram presentes na ocasião e destacaram para os pacientes a importância do procedimento e orientações para as cirurgias.

Desde abril deste ano a Prefeitura vem realizando mensalmente os procedimentos cirúrgicos, representando mais de 150 feitas com sucesso até o momento. A gestão de Macaíba, no RN, é uma das que mais vem investindo nessa área da saúde.

Além das cirurgias, os macaibense, a cada três meses estão sendo contemplados com mutirões contra o glaucoma e a catarata. Cada ação atende aproximadamente 2,5 mil pessoas. Todos são cadastrados com vistas a passar por uma avaliação de seu quadro clínico. Caso seja diagnosticada alguma anormalidade relacionada ao glaucoma, ele será medicado e receberá futuro acompanhamento oftalmológico, passando por uma nova consulta e, consequentemente recebendo nova medicação.

Resultado de imagem para prefeitura realiza mutirão contra catarata e glaucoma Macaíba

Foto do último mutirão realizado em Macaíba há dois meses

Com informações do Facebook  da Prefeitura de Macaíba.