Blog Arquivo

Um fato que chamou a atenção em uma unidade de saúde na região Seridó no Rio Grande do Norte. Uma leitora/ouvinte ao #GláuciaSuerdaeVocê, revelou que no Bairro Paraíba, no município de Caicó, todos os pacientes que estavam à espera de uma consulta aplaudiram o médico Dr. Elísio Galvão, que falou que não ia atender devido estar desde maio sem receber seu salário.

Segundo leitora/ouvinte, apesar da chateação dos pacientes, no fim, teriam entendido a atitude do médico, e terminaram aplaudindo seu protesto. Confira íntegra de relato aqui

Com informações do Blog da Gláucia Lima

Foto: Divulgação (WhatsApp)

Uma tentativa de assalto a um carro-forte próximo à agência do Banco Bradesco, na Avenida Prudente de Morais, Zona Sul de Natal, ocasionou um confronto entre agentes de segurança e meliantes na manhã desta segunda-feira (16/10).

Na ocasião, um dos meliantes foi baleado e morto. Outros dois elementos que teriam participado na tentativa de assalto conseguiram se evadir do local.

A ocorrência causou pânico e tensão entre motoristas e pedestres que passavam nas imediações. A Prudente de Morais concentra diversos estabelecimentos comerciais e é uma das principais vias da capital potiguar.

A senadora Gleisi Hoffmann,presidente do PT, e o ex-ministro Paulo Bernardo foram vaiados neste domingo durante visita ao Museu Hermitage, na cidade russa de São Petersburgo.

Ambos réus na Lava Jato, o casal foi verbalmente hostilizado por grupo de brasileiros que também visitava o local. Preso dia 23 de junho de 2016, na Operação Custo Brasil, Paulo Bernardo foi libertado uma semana depois, por decisão do ministro do STF Dias Toffoli.

Um dos maiores museus do mundo, o Hermitage é considerado uma das grandes atrações de arte e cultura da cidade.

Pela primeira vez, a sexóloga Laura Muller ficou sem resposta após uma pergunta feita por um jovem da plateia, durante a sua participação no “Altas Horas”, da Globo, nesse sábado (14). A curiosidade do rapaz referia-se à dilatação do ânus, e ele não hesitou em questionar.

“Quantos centímetros de dilatação máxima que o ânus pode ter? E quantos centímetros de comprimento cabem [no ânus]?”, quis saber o jovem, arrancando aplausos da plateia.

Laura sorriu, olhou para todos os lados e em seguida admitiu. “Olha, essa me pegou porque eu não sei qual é a dilatação máxima [do ânus]. Não sei, Serginho [Groisman]. Vou pesquisar [o assunto]”, prometeu Laura, sob gargalhadas tímidas.

Jornalista de formação, Laura Muller começou a trabalhar com assuntos relacionados à sexualidade ao se tornar editora da revista “Claudia” e teve de lidar com a vergonha no início do trabalho. Antes disso, porém, Laura chegou a ser jogadora de vôlei e atuou ao lado de outra ex-jogadora famosa, Fofão.

UOL

O desembargador Cláudio Santos, ex-secretário de Segurança do Rio Grande do Norte, e o doutorando Heráclito Noé, delegado aposentado, professor, ex-diretor do ITEP e especialista em segurança, serão palestrantes no terceiro módulo da Escola de Jovens Líderes do RN, que será realizado no dia 21 de outubro, em Natal, na AABB.

“O maior problema hoje do Rio Grande do Norte é a segurança. Já afeta a economia de forma direta – diminuindo investimentos, encarecendo os custos das empresas, gerando desemprego, que gera um exército de desesperados, que geram mais violência ainda. Então, é um assunto que precisa ser debatido, diagnosticado e ter uma lista de soluções elencada pelos futuros políticos que vão ser eleitos em 2018”, contextualiza o deputado Kelps Lima

A Escola de Jovens Líderes está preparando futuros políticos para as eleições que virão no Rio Grande do Norte. Os alunos estão recebendo aulas de especialistas de várias áreas que compõem o ambiente eleitoral e de gestão pública. Da escola devem sair candidatos já em 2018 e 2020.

“É indispensável que os políticos eleitos nos próximos anos tenham mais do que um discurso. É necessário que tenham um conteúdo pronto relativo à segurança pública: visão macro do problema e o mínimo de estratégia pronta para utilizar seus mandatos como vetores de ataque ao problema”, completa Kelps, elogiando a qualidade dos próximos palestrantes da Escola de Jovens Líderes.

O desembargador Cláudio Santos foi secretário de Segurança do RN antes de ser membro do Tribunal de Justiça e enfrentou uma crise de segurança  parecida com a ação das quadrilhas que assaltam bancos no interior atualmente. Já o delegado Heráclito Noé é um dos maiores especialistas em planejamento de políticas públicas que impactem positivamente na segurança dos municípios.

Escola de Jovens Líderes
Terceiro Módulo
Local: AABB – Natal/RN
Horário: Das 9h às 17h
Data: 21 de outubro 2017

Folha de São Paulo demitiu um repórter petista que publicou uma matéria flagrantemente facciosa sobre o filme de Danilo Gentili.

Se o jornal continuar demitindo os militantes do PT, não vai sobrar ninguém na redação.

A Toyota logo is seen on media day at the Mondial de l’Automobile, the Paris auto show, in Paris, France, September 29, 2016. REUTERS/Jacky Naegelen/File Photo ORG XMIT: RPA323

A Toyota afirmou nesta segunda-feira (16) que começará a testar um carro elétrico autônomo em torno de 2020. O modelo usará inteligência artificial (IA) para interagir com os motoristas.

O carro, cujo conceito foi revelado neste ano na Consumer Electronics Show em Las Vegas, será capaz de conversar com os motoristas, enquanto desenvolve o conhecimento sobre as preferências, hábitos e emoções dos usuários através de tecnologia de aprendizagem, disse a montadora.

“Ao usar a tecnologia IA, queremos expandir e aprimorar a experiência de condução, tornando os carros um objeto de afeição novamente”, disse Makoto Okade, gerente geral da divisão de planejamento de negócios da Toyota.

Diante da competição de montadoras rivais e empresas de tecnologia para produção de carros autônomos e inteligentes, a Toyota se comprometeu a investir US$ 1 bilhão até 2020 para desenvolver tecnologia avançada de direção autônoma e inteligência artificial.

COEPPIR/RN – O Supremo Tribunal Federal (STF) retomará as discussões sobre o julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3239 que discorre sobre a constitucionalidade do Decreto Federal nº 4887/03, instrumento que regulamenta a intervenção do Estado para titulação dos territórios quilombolas. A agenda confirmada pelo site do STF está marcada para o próximo dia 18 de outubro, às 14 horas.

O julgamento da ADI 3239 é decisivo para as comunidades quilombolas de todo o país. Na possibilidade do decreto ser julgado procedente, as comunidades remanescentes de quilombos estarão fortalecidas para reivindicar junto ao Governo Federal a efetividade da titulação de seus territórios. Em hipótese contrária, quilombolas enfrentarão inúmeras adversidades para a titulação de suas terras, dado que não haverá marco regulamentar que verse sobre territorialidade quilombola.

Sobre a retomada das discussões, o Secretário Nacional de Políticas para a Promoção da Igualdade Racial, Juvenal Araújo, defende a constitucionalidade do decreto e destaca que a expectativa pelo julgamento da ADI 3239 é de que a decisão do STF reconheça a necessidade da justa correção social e histórica proposta pelo decreto, a fim de se evitar a continuidade das desigualdades estruturais impostas à identidade étnica afro-brasileira. “Nossa obrigação é proteger os quilombos e legitimar os direitos garantidos de propriedade definitiva das terras ocupadas por estas comunidades preservando sua identidade coletiva”, ressalta.

Em defesa do decreto e a favor da regularização dos territórios quilombolas, a Seppir preparou os subsídios para a elaboração da Nota Técnica nº 61/2017 em resposta à solicitação de informações requeridas pela Advocacia-Geral da União (AGU) a respeito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 3239). A intenção é dar continuidade ao processo de diálogo com os ministros do STF e acompanhar os desdobramentos deste novo julgamento.

Ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), compete a identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras ocupadas pelos remanescentes das comunidades dos quilombos, sem prejuízo da competência concorrente dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. Desde 2004, a emissão da certificação cabe à Fundação Cultural Palmares (FCP), que tem por princípios reconhecer as origens e ampliar os direitos quilombolas. Existem hoje aproximadamente 3.000 comunidades certificadas espalhadas por todo território nacional.

Entenda o objeto da ação – Ajuizada pelo Partido da Frente Liberal (PFL), atual Partido Democrata, com o objetivo de interromper a titulação das terras quilombolas no país. A ação requer a declaração de inconstitucionalidade do Decreto nº 4887, de 20 de novembro de 2003, que regulamenta o procedimento para identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras ocupadas por remanescentes das comunidades quilombolas de que trata o art.68 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

Segundo seus defensores, o decreto invade esfera reservada à lei e disciplina procedimentos que implicarão aumento de despesa. Na petição inicial, o autor atribui ao Decreto 4887/2003 os vícios da inconstitucionalidade formal e material no que reconhece o direito de propriedade das terras formadoras dos quilombos no período imperial aos que, por autoatribuição, se declararem remanescentes das comunidades quilombolas.

*Com informações do site do STF

Ameaçou dizendo ser parente de juiz

Uma técnica em enfermagem de 39 anos foi presa por desacato e corrupção ativa após perseguir uma viatura da Polícia Militar, que prestava socorro à ex-namorada dela, na madrugada desta segunda-feira (16), na Mata do Jacinto, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, as duas mulheres brigaram e a vítima, de 34 anos, saiu correndo pelas ruas do bairro pedindo ajuda. Ela encontrou uma viatura da Polícia Militar e disse que precisava de carona para voltar para casa.

A mulher entrou na viatura e os policiais seguiam para a residência, quando foram perseguidos e fechados por um veículo Nissan Sentra, conduzido pela técnica em enfermagem.

A mulher desceu e do carro e passou a exigir que a ex-namorada fosse com ela para casa. Os policiais mandaram que ela não se aproximasse da ex-namorada e, como aparentava estar embriagada, solicitaram que fizesse o teste do bafômetro. A técnica em enfermagem desobedeceu às ordens policiais e recebeu voz de prisão.

Conforme o registro policial, alterada, a técnica em enfermagem acabou se enroscando em uma cerca de arame farpado e se machucando.

Mesmo assim, ela passou a fazer ameaças dizendo: “Vocês ou a família de vocês ainda vão passar pelas minhas mãos na Santa Casa”; “Tenho um tio juiz e vou ferrar vocês”; Vocês não sabem com quem estão mexendo”, entre outras ameaças.

Depois, a mulher passou a oferecer dinheiro aos policiais para ser liberada. Segundo o registro, ela disse: “Quanto vocês querem para me liberar? Pega ali minha carteira, eu pago, mas me deixem ir embora”.

Foi feito o teste de alcoolemia e constatado que a mulher realmente estava dirigindo embriagada. A técnica em enfermagem ainda passou um telefone da atual namorada, mas os policiais tentaram contato e as ligações não foram atendidas.

O caso foi registrado como desacato, perturbação do trabalho ou do sossego alheios, resistência e corrupção ativa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Mídia Max

Um policial militar da reserva identificado como Queiroz foi baleado na noite deste domingo (15) nas proximidades da distribuidora da Itaipava na BR-304 em Macaíba.

Segundo informações da página Na Ficha da Polícia RN, o policial teria sido abordado por criminosos em um carro, onde na ocasião ele reagiu e foi alvejado no braço e na perna sem muita gravidade.

Informações dão conta que um dos bandidos foi socorrido e deu entrada já morto na UPA de Macaíba. A Polícia Militar 11° BPM foi acionada juntamente com o SAMU que realizou o socorro médico do militar.

Com informações de Na Ficha da Polícia RN

O Rio Grande do Norte apresentou neste domingo (15) ao Brasil e ao mundo 30 santos através da Canonização dos Mártires de Cunhaú e Uruaçu. O estado torna-se, a partir de hoje, o único a ter 30 santos declarados pela Igreja Católica.

Milhares de pessoas de vários países estiveram presentes à Praça São Pedro, no Vaticano, na missa que teve início às 5h (hora de Brasília), celebrada pelo Papa Francisco.

O Governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria, a primeira-dama e coordenadora do Grupo de Trabalho da canonização junto ao Governo do Estado, Julianne Faria, o deputado estadual e representante da Assembleia Legislativa, José Dias, estiveram na cerimônia, além dos prefeitos de São Gonçalo do Amarante, Paulo Emídio de Medeiros, de Canguaretama, Maria de Fátima Marinho, e parlamentares da bancada federal potiguar.

“O Rio Grande do Norte está no centro da atenção mundial da Igreja Católica com os 30 santos Mártires Potiguares. Além de uma grande graça aos católicos, nosso Estado se torna um destino do turismo religioso para o mundo todo”, declarou o governador.

A multidão aplaudiu quando Sua Santidade declarou santos André de Soveral, Mateus Moreira e seus 28 companheiros massacrados em 1645, nas duas localidades, a mando dos invasores holandeses. Além dos protomártires brasileiros foram declarados santos os beatos Cristofolini, Antonio, Giovanni, Faustino Miguel e Angelo da Acri.

A Camerata de Vozes do RN, grupo da Fundação José Augusto, participou da cerimônia. O coro, regido pelo monsenhor Pedro Ferreira, apresentou cantos sacros antes e após a anunciação dos 30 novos santos que agora o Rio Grande do Norte apresenta aos católicos do mundo. A Camerata foi à Roma com o apoio da Presidência da República.

Papa Francisco declarou santos os Mártires Potiguares após o pedido oficial, durante a cerimônia celebrada pelo cardeal Angelo Amato, prefeito da congregação da causa dos Santos. “Que estes que agora são santos indiquem a todos nós o verdadeiro caminho do amor e da intercessão junto ao Senhor para um mundo mais justo”, declarou o Papa Francisco, em sua homilia.

Para o governador Robinson Faria, trata-se de uma grande oportunidade para que o Rio Grande do Norte esteja no circuito mundial do Turismo Religioso. “E como governo estamos atuando com a infraestrutura necessária para que isso ocorra”, afirmou.

ASSECOM/RN

O elemento identificado como Francisco Flávio do Nascimento ao avistar neste sábado (14) uma criança de 5 anos que brincava no corredor de uma vila no bairro do Alecrim a empurrou para dentro de uma residência, baixou a calcinha da mesma, abriu o zíper e se encostou na criança, momento em que sua irmã presenciou o fato e gritou por ajuda.

O policial militar CB Glaybson ouviu o pedido de ajuda e, ao se inteirar dos fatos, pegou seu próprio veículo. Após alguns minutos, o estuprador foi encontrado já no bairro das Quintas, recebeu voz de prisão, mas empreendeu novamente fuga, porém foi capturado.

O indivíduo já tinha mandado de prisão em aberto e foi autuado por estupro de vulnerável, ficando à disposição da justiça.

Por Na Ficha da Polícia RN

Em reunião na terça-feira (17), a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) deverá analisar o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 54/2017, que garante aos professores desconto mínimo de 20% em livros, periódicos e materiais didáticos correlatos vinculados a sua área de ensino e de atuação profissional. A reunião tem início às 11h30 na sala 15 da ala Alexandre Costa.

O projeto contempla os profissionais atuantes nas funções de magistério, compreendidas as de docência e planejamento, administração, supervisão, orientação e inspeção educacionais, que deverão estar em efetivo exercício nas redes públicas e particulares de educação infantil, de ensino fundamental, de ensino médio e de educação superior. De autoria do deputado Marcos Abrão (PPS-GO), a proposta tem o voto favorável do senador Cristovam Buarque (PPS-DF).

“Os profissionais do magistério ocupam, naturalmente, papel central no processo educativo desenvolvido nas escolas. Portanto, qualquer ação que vise à melhoria da qualidade do ensino deve envolver aspectos relacionados à formação inicial e qualificação continuada desses profissionais”, observa Cristovam em seu parecer.

Desporto

A comissão deverá analisar ainda, em caráter terminativo, o Projeto de Lei do Senado (PLS) 25/2017, que incentiva a prática do desporto nos sistemas de ensino. De autoria do senador Lasier Martins (PSD-RS), o projeto também conta com o voto favorável de Cristovam Buarque (PPS-DF), relator da proposta, que altera dispositivos da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394/1996) e da Lei do Desporto (Lei 9.615/1998, conhecida como Lei Pelé).

O projeto prevê o incentivo ao desporto como um dos princípios da educação. O projeto assegura o desenvolvimento de atividades de desporto aos alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação. E estabelece, como objetivo dos programas de ensino aos povos indígenas, a oferta de atividades de desenvolvimento e valorização do desporto e o incentivo ao desporto educacional na educação básica.

Agência Senado

Nesta semana, as atenções de deputados e senadores estarão voltadas principalmente à análise pela Câmara da denúncia contra o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), além da decisão sobre o futuro de Aécio Neves (PSDB-MG), afastado do mandato pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

A partir de terça-feira (17), quando retornam a Brasília depois do feriado prolongado do dia 12 de outubro, os deputados se concentrarão na análise, discussão e votação na Comissão de Constituição e de Justiça (CCJ) da Câmara da denúncia do Ministério Público Federal contra o presidente Temer e ministros. O parecer sobre a peça foi apresentado na última terça-feira (10) pelo relator, deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), que recomendou a rejeição do prosseguimento da denúncia, afirmando que ela se baseia em “delações espúrias, sem credibilidade não havendo justa causa para o prosseguimento da ação penal”.

Como foi concedido pedido de vista coletivo, o presidente da CCJ, deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG), marcou para terça-feira (17), a partir das 10h, o início das dicsussões da denúncia e do parecer do relator. Pacheco informou que seguirá os mesmos procedimentos adotados na apreciação da primeira denúncia contra o presidente: cada membro da CCJ terá 15 minutos de fala – 66 titulares e 66 suplentes. Serão concedidos ainda 10 minutos para não membros da comissão, contra e a favor do prosseguimento da denúncia, com até 20 em cada grupo. Cada advogado dos denunciados terá 20 minutos para o pronunciamento final.

A votação do parecer na CCJ poderá ocorrer na quarta ou na quinta-feira, a depender do ritmo das discussões. Qualquer que seja o resultado da votação na comissão, o parecer será encaminhado para discussão e votação em plenário da Câmara, prevista para terça (24) ou quarta-feira (25). Para que a Câmara autorize o Supremo Tribunal Federal (STF) a investigar o presidente e os ministros, serão necessário 342 votos favoráveis de deputados ao prosseguimento da denúncia.

Senado

Enquanto a Câmara se dedica à analise da denúncia, os senadores devem deliberar já na terça-feira (17) sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que afastou do mandato o senador Aécio Neves. Na última semana, os ministros da Corte decidiram que caberá à Casa Legislativa confirmar ou não as medidas cautelares determinadas pelo STF a parlamentares, como o afastamento do mandato, o recolhimento noturno, dentre outras. Na sessão de terça-feira, os senadores devem decidir sobre o retorno de Aécio ao mandato, revogando ou não a medida cautelar adotada contra ele. A grande polêmica, ainda sem definição, é se essa votação será feita de forma aberta ou secreta.

Agência Brasil

A Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) vem reforçando o seu sistema de vigilância interno com aquisição de novos equipamentos, capacitação da vigilância interna e a instalação de novas câmeras de monitoramento.

O Centro de Monitoramento de Segurança Eletrônica da Ufersa se encontra em fase de implantação e desenvolvimento. A central mostra tudo o que acontece nos campi da Universidade em Mossoró, Angicos, Caraúbas e Pau dos Ferros.

Ao todo, são 837 câmeras fazendo o monitoramento nas áreas internas dos prédios e nas vias e espaços abertos com grande fluxo de pessoas e veículos.

Centro de manifestações pró e contra na última semana, o projeto aprovado pelo Congresso Nacional que dá porte de arma a agentes de trânsito ainda repousa na mesa do presidente Michel Temer. A indecisão quanto à sanção ou veto da matéria expõe a complexidade de outras propostas que avançam no Congresso Nacional com o mesmo teor: ampliar o acesso a armas.

São projetos que preveem porte funcional de arma para diversas categorias, tais como peritos médicos da Previdência Social, oficiais de justiça, agentes socioeducativos, guardas portuários, guardas municipais e avaliadores do Judiciário. Se aprovados, milhares de profissionais poderão andar armados.

Os julgamentos polêmicos recentes do Supremo Tribunal Federal (STF) revelaram que a mais alta Corte do país está hoje dividida, em especial quando se trata de temas políticos e criminais. Existe uma clara cisão ideológica no plenário — o que resulta, muitas vezes, em discussões ásperas entre os ministros, além de votos longos pontuados por apartes dos colegas.

O último exemplo foi visto na sessão de quarta-feira, quando o STF levou mais de dez horas para decidir se o afastamento de parlamentares do mandato teria que passar pelo crivo do Congresso Nacional. Ao fim do julgamento, houve inclusive dificuldade em proclamar o resultado, tamanha era a diferença de nuances entre os votos.

Em depoimento de delação premiada, o doleiro Lúcio Funaro afirmou que, em 2016, repassou R$ 1 milhão ao então presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que o peemedebista pudesse “comprar” votos a favor do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

O doleiro afirmou que o repasse foi feito a pedido de Cunha, que queria garantir que a petista fosse afastada da Presidência durante o processo de impeachment.

O pedido, segundo Funaro, foi feito via celular, por um aplicativo que não armazena as mensagens no aparelho.

“Ele me pergunta se eu tinha disponibilidade de dinheiro, que ele pudesse ter algum recurso disponível pra comprar algum voto ali favorável ao impeachment da Dilma. E eu falei que ele podia contar com até R$ 1 milhão e que eu liquidaria isso pra ele em até duas semanas, no máximo”, relatou Funaro.

A partir de 20 de outubro, os cartões de confirmação das inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) estarão disponíveis na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), na internet. Mais de 6,7 milhões de candidatos farão as provas, marcadas para os dias 5 e 12 de novembro.

Para conferir o documento, os inscritos devem acessar a Página do Participante, com o número do CPF e a senha de cadastro. Quem perdeu a palavra-chave, deve seguir o passo a passo para recuperá-la. Para tanto, vai precisar fornecer o e-mail cadastrado para o qual será enviada a nova senha.

Contudo, se o participante não tiver mais acesso, ou não lembrar o e-mail cadastrado, é possível receber a senha temporária por mensagem de celular.

Mas se o candidato não lembrar mais a senha, o e-mail ou o número de telefone, será necessário alterar os dados cadastrados na página do Enem para receber a senha em outros contatos.

Com o cartão, o candidato tem acesso a informações como o número de inscrição, a data das provas, o local onde será realizada e os horários (abertura dos portões às 12h, fechamento às 13h e início dos testes às 13h30, todos tendo como referência o horário de Brasília). Nele também é informado se o estudante pediu atendimento especializado ou específico e a opção de língua estrangeira – inglês ou espanhol.

Portal Brasil