Blog Arquivo

Pulverização mata apenas mosquitos adultos, é importante evitar água parada para não possibilitar surgimento e desenvolvimento de larvas 

Além das diversas ações que já vêm sendo desenvolvidas no município de Macaíba no que diz respeito à prevenção e ao combate ao mosquito Aedes aegypti desde o início do ano, agora entra em cena o “carro fumacê”. São dois veículos desse tipo que estão percorrendo diversas localidades macaibenses desde o dia 16 deste mês de maio.

Ferreiro Torto, Aliança, Vilar, Gondelo, Barro Vermelho, Lagoa de Santo Antônio, Campo das Mangueiras e Região Central são exemplos de percursos que estão sendo feitos pelos carros fumacês, além dos distritos de Cana Brava e Traíras. A Secretaria Municipal de Saúde orienta aos moradores para que deixem as portas e janelas abertas durante a passagem desses veículos. Os horários estipulados para a pulverização são 4h30min e 16h30min.

É importante ressaltar que a pulverização afeta apenas os mosquitos adultos. Por isso, é importante que a população mantenha os cuidados em suas residências para evitar ambientes favoráveis ao surgimento e crescimento de larvas, principalmente evitando água parada.

Assecom-PMM

Em pleno 2017 e ainda tem gente que realmente acha que fazer tarefas domésticas é obrigação só da mulher. Um participante da plateia do programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo, deixou a apresentadora, a plateia e os telespectadores de queixo caído na manhã da sexta-feira, 19.

A apresentadora estava contando para o público a história de um casal que no dia de seu casamento teve que lidar com uma situação inusitada: a mulher fez o marido assinar um termo de responsabilidade que lavaria a louça para sempre”.

Questionado por Fátima Bernardes, um dos homens da plateia não se fez de rogado e não escondeu o machismo: “Homem que é homem não tem que lavar a louça”, disparou. Segundo o rapaz, o pai é que foi responsável pelo ensinamento. “Desde quando começou, a mulher é auxiliadora”, disse o moço.

Fátima Bernardes perguntou se ele já havia se casado e após a negativa do rapaz, a apresentadora comentou: “Vai ficar difícil! Hoje então depois de fazer essa declaração em rede nacional”, disse ela.

Catraca Livre

 

Circulou nas redes sociais, neste domingo (21), um texto atribuído ao desembargador aposentado Lauro Pacheco de Medeiros Filho com fortes críticas ao senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG). Nele, o pai do advogado Frederico Medeiros, preso na semana passada por buscar parte da propina acertada pelo primo com o dono da JBS, desabafa: falta a Aécio “qualidade moral e intelectual para o exercício do cargo que disputou de presidente da República”. O Truco – projeto de checagem de dados da Agência Pública – verificou a postagem e constatou que o texto é verdadeiro.

A informação foi confirmada à Pública pelo próprio Lauro. “[Meu filho] fez aquilo de boa fé. Fiquei com um sentimento de revolta muito grande com o Aécio. Sempre fui um admirador dele, mas a decepção é grande, com aquela imagem de bom moço…”, afirmou.

Advogado e empresário, Frederico é filho do primeiro casamento de Lauro com uma das sobrinhas de Risoleta Neves, avó de Aécio que foi casada com Tancredo Neves por quase 50 anos. Lauro foi nomeado procurador-geral da Justiça em Minas Gerais quando o tio torto Tancredo assumiu o governo do Estado, em 1983. Mais tarde, Frederico também faria parte do governo do primo, entre 2003 e 2010, atuando em órgãos como a Cemig, além de ter sido um dos coordenadores de sua campanha presidencial em 2014.

“Aécio não honra a memória do avô e do pai, Aécio Cunha, que era um político honestíssimo”, afirma Lauro Pacheco, que tem 78 anos e vive em Belo Horizonte. Ele foi visitar o filho na Penitenciária Nelson Hungria, onde Frederico está preso – junto com o assessor parlamentar e cunhado do senador Zezé Perrella (PMDB-MG), Mendherson Souza Lima – desde a quarta-feira da semana passada. “Ele está bem, numa cela isolada.” Sobre as especulações de que o filho poderia fazer uma delação premiada, Lauro nega. “Ele jamais faria uma delação. Ele não sabe de nada, o Fred caiu numa enrascada”, disse.

Frederico Medeiros foi pelo menos duas vezes à sede da JBS, em São Paulo, para buscar parte da propina acertada entre o primo, Aécio Neves, e o dono da JBS, Joesley Batista. O diálogo sobre o acerto com o agora senador afastado foi gravado por Joesley. “Se for você a pegar em mãos, vou eu mesmo entregar. Mas, se você mandar alguém de sua confiança, mando alguém da minha confiança”, disse o empresário, sobre a entrega de R$ 2 milhões para o senador. Aécio respondeu: “Tem que ser um que a gente mata ele antes de fazer delação. Vai ser o Fred com um cara seu. Vamos combinar o Fred com um cara seu, porque ele sai de lá e vai no cara. E você vai me dar uma ajuda do caralho”.

Ao buscar parte da propina, Frederico revelou preocupação, segundo as interceptações realizadas com a autorização da Justiça: “Outro dia estava pensando. Acordei à meia-noite e meia, o que estou fazendo? O que tenho com isso? Eu não trabalho para o Aécio, eu não sou funcionário público, sou empresário. Trabalho para sobreviver”, disse o primo para Ricardo Saud, diretor de relações institucionais da J&F. O primo de Aécio deixa claro que estava cometendo uma ilegalidade. “Eu tenho com o Aécio um compromisso de lealdade que o que precisar eu tenho de fazer. Eu falei, olha onde eu tô me metendo”, disse, para o diretor da J&F.

Sobre a situação do filho, preso numa “enroscada”, segundo ele, provocada pela deslealdade de Aécio, Lauro Pacheco de Medeiros Filho concluiu: “É uma pena”.

Publica Org

Familiares e amigos estão a procura de Jeanderson Miranda, 21 anos de idade residente no bairro de Ponta Negra. Segundo familiares ele saiu pra um aniversário e até o momento não retornou pra casa.

Pedimos encarecidamente a quem souber seu paradeiro que nos avisem pois estamos aflitos.
A última vez ele estava de camiseta branco e short preta.

Telefone para contato (84) 98753-2399 falar com Elouize ou alguém da familia.

O juiz Sérgio Moro vai ouvir o ex-senador Delcídio do Amaral, na tarde desta segunda-feira (22), como testemunha de acusação de Lula no processo da operação Lava Jato que investiga o pagamento de propina, por parte da Odebrecht, ao ex-presidente.

As vantagens teriam sido obtidas pelo petista por meio da compra de um terreno, em São Bernardo do Campo (SP), e também de um apartamento no mesmo andar do prédio em que ele mora, na mesma cidade. A defesa de Lula nega as acusações.

Além de Delcídio, serão ouvidos o ex-presidente da Construtora Camargo Corrêa, Dalton Avancini, e o ex-executivo da construtora Toyo Setal, Augusto Mendonça Neto.

Segundo informações do portal G1, este processo tem audiências marcadas, pelo menos, até o dia 22 de junho. Após essa data, Moro ainda precisará ouvir os acusados. Não há prazo para que seja determinada uma sentença.

Apontado como alvo de uma gravação em que teria pedido 2 milhões de reais ao empresário Joesley Batista, um dos donos do frigorífico JBS, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), disse que teve a vida virada pelo avesso após a divulgação das conversas entre ele e o empresário, na semana passada.

“Nos últimos dias, minha vida foi virada pelo avesso. Tornei-me alvo de um turbilhão de acusações, fui afastado do cargo para o qual fui eleito por mais de 7 milhões de mineiros e vi minha irmã ser detida pela polícia sem absolutamente nada que justificasse tamanha arbitrariedade”, afirmou o tucano, em artigo publicado na Folha de S. Paulo, com o título “O crime da calúnia”, nesta segunda-feira (22).

O senador também disse que os acontecimentos foram “originados de delações de criminosos confessos, a partir de falsos flagrantes meticulosamente forjados”. “Tenho sentimentos, sou de carne e osso, e esses acontecimentos me trouxeram enorme tristeza. Também, por certo, alimentaram decepção naqueles que confiaram em mim ao longo de minha vida pública. É principalmente a estes que ora me dirijo.”

Aécio se defendeu e disse que tem se dedicado a ajudar o país. “Tenho me dedicado a tentar construir um país melhor. Neste último ano empenhei-me em ajudar o presidente Michel Temer no árduo trabalho de reerguer o país, o que, avalio, vem sendo bem-sucedido. Há, porém, muitos insatisfeitos e contrariados com as mudanças em marcha.”

Os dados sobre a insegurança no RN seguem em altíssimos níveis. Apenas neste final e semana, a polícia registrou 40 roubos a carros no estado.

Para relacionar, foram 18 carros roubados, e ainda 22 motocicletas. No domingo, a Grande Natal registrou queixa de 10 veículos roubados nas delegacias de plantão. Até o fechamento desta nota, não havia informações sobre o número de veículos recuperados.

Segundo informações da SESED – Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, em janeiro e fevereiro deste ano foram registrados 1.252 roubos de veículos no RN.

O impacto das redes sociais na vida dos jovens é alvo de diversos estudos ao redor do mundo. Em uma dessas pesquisas, a Sociedade Real para Saúde Pública (RSPH, na sigla em inglês) verificou que o Instagram é a rede que traz mais danos à saúde mental dos jovens.

O estudo pediu a 1.479 usuários, com idade entre 14 e 24 anos, que classificassem Instagram, YouTube, Snapchat, Facebook e Twitter em relação 14 quesitos, entre eles, ansiedade, depressão, solidão, bullying, e imagem sobre o próprio corpo. Ao final da avaliação, o Instagram era a rede social com piores resultados, seguido do Snapchat. O YouTube foi a rede social classificada mais positivamente pelos jovens. Os pesquisadores destacaram o fato de que as redes que ficaram na pior colocação estão muito relacionadas à imagem pessoal.

O prefeito João Doria anunciou também o fim do programa Braços Abertos, uma de suas promessas de campanha

Na manhã deste domingo, 21, a Polícia Civil iniciou uma grande operação para tentar desmantelar o tráfico de drogas na Cracolândia. Cerca de 500 agentes de segurança estão envolvidos na ação. Uma bomba foi usada para abrir espaço na zona de concentração de viciados e as barracas onde ocorria o “feirão” de drogas, sob o comando do PCC, acabaram sendo desmanteladas. Segundo a polícia, 38 pessoas foram detidas, além da apreensão de drogas, armas (incluindo três fuzis) e balanças de precisão. Os dependentes se dispersaram dali e reagiram promovendo saques e arrastões nas vizinhanças.

O governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria foram conferir de perto o andamento da operação. Antes de chegar à Cracolândia, Doria anunciou que está cumprindo hoje uma de suas promessas de campanha: o fim do programa Braços Abertos. Um dos carros-chefes da gestão do antecessor Fernando Haddad, o Braços Abertos era baseado na redução de danos. Na operação de hoje na Cracolândia, Doria recebeu aplausos de alguns seguranças particulares, mas ouviu também pessoas gritando contra a “higienização” do local.

Na época de Haddad, os viciados recebiam pagamento em troca de serviços como o de varrição. Hotéis das redondezas foram cadastrados pela prefeitura para servir de abrigos. Na prática, porém, a desorganização e falta de fiscalização prejudicaram a ideia. Não havia controle sobre o trabalho dos viciados (muitos só apareciam no dia do pagamento) e os hotéis tinham condições insalubres para a moradia.

No lugar do Braços Abertos, Doria quer implantar o programa Redenção. Prédios em más condições estão sendo demolidos por máquinas com logos do programa Cidade Linda e os usurários serão encaminhados para internação. “Vamos fazer uma grande trabalho de reurbanização na área os usuários qe quiserem serão encaminhados para tratamento”, prometeu o prefeito. “Os moradores de rua irão para centros de acolhimento. A GCM vai ficar instalada aqui e ninguém mais vai ocupar esse espaco para traficar ou usar drogas”, completou.

Veja

O juiz Homero Lechner, da 3ª Vara da Infância e Juventude de Natal, decretou a internação provisória, por 45 dias, de dois adolescentes envolvidos na morte do advogado Magnus Vinícius Pinheiro de Souza, de 55 anos, durante assalto na noite do último dia 2 de maio, no bairro Neópolis, em Natal. Os dois adolescentes são acusados da prática de ato infracional análogo ao crime de latrocínio (roubo seguido de morte). O processo tramita em segredo de justiça.

“A conduta dos adolescentes impõe medidas enérgicas por parte deste Juízo, objetivando pôr a salvo a sociedade e buscando através dessa medida extrema, que é a internação, a ressocialização dos adolescentes de forma a incutir-lhes uma personalidade, conforme os ditames da lei”, destaca o juiz. Homero Lechner aponta ainda que o Estatuto da Criança e do Adolescente estabelece que nenhum adolescente será privado de sua liberdade senão em flagrante de ato infracional ou por ordem fundamentada de autoridade competente.

Em sua decisão, o julgador afirma que a adolescente acusada possui uma personalidade violenta, tendente a prática de atos infracionais, “fato pelo qual, faz-se necessário aplicação de medida em caráter extremo”. “Trata-se de uma adolescente cuja trajetória até aqui delineada é voltada para a prática de delitos”, ressalta. A acusada responde a outros processos, por ato infracional.

Sobre o crime de latrocínio, o juiz Homero Lechner considera que “o fato de adolescentes matarem por dinheiro, comprovam que os mesmos não possuem qualquer sentimento para com o próximo, para com a vida, seus valores morais e éticos à muito se perderam. São, na maioria das vezes, adolescentes com um conceito de vida desvirtuado, valorizando somente os bens materiais”.

TJRN

Por Aécio Neves

Nos últimos dias, minha vida foi virada pelo avesso. Tornei-me alvo de um turbilhão de acusações, fui afastado do cargo para o qual fui eleito por mais de 7 milhões de mineiros e vi minha irmã ser detida pela polícia sem absolutamente nada que justificasse tamanha arbitrariedade.

Tenho sentimentos, sou de carne e osso, e esses acontecimentos -o que é pior, originados de delações de criminosos confessos, a partir de falsos flagrantes meticulosamente forjados- me trouxeram enorme tristeza. Também, por certo, alimentaram decepção naqueles que confiaram em mim ao longo de minha vida pública. É principalmente a estes que ora me dirijo.

Tenho me dedicado a tentar construir um país melhor. Neste último ano empenhei-me em ajudar o presidente Michel Temer no árduo trabalho de reerguer o país, o que, avalio, vem sendo bem-sucedido. Há, porém, muitos insatisfeitos e contrariados com as mudanças em marcha.

Tudo isso sofreu um abalo sísmico, na semana passada, com a divulgação de gravações covardemente feitas pelo réu confesso Joesley Batista de conversas com o presidente da República e de outras que manteve comigo. Nestas, ele tenta conduzir o diálogo para criar-me todo tipo de constrangimento.

Lamento sinceramente minha ingenuidade -a que ponto chegamos, ter de lamentar a boa-fé! Não sabia que na minha frente estava um criminoso sem escrúpulos, sem interesse na verdade, querendo apenas forjar citações que o ajudassem nos benefícios de sua delação.

Além do mais, usei um vocabulário que não costumo usar, e me penitencio por isso, ao me referir a autoridades públicas com as quais já me desculpei pessoalmente.

Mas reafirmo: não cometi nenhum crime!

Setores da imprensa vêm destacando uma acusação do delator de que, em 2014, eu teria recebido R$ 60 milhões em “propina”. Mas muito poucos tiveram a curiosidade de pesquisar e constatar que isso se refere exatamente aos R$ 60 milhões que a JBS doou legalmente a campanhas do PSDB naquele ano.

E foram raros também os que se interessaram em registrar afirmações dos próprios delatores sobre mim -“nunca nos ajudou em nada” e “nunca fez nada por nós”, disseram a meu respeito. Então pergunto: onde está o crime? Aliás, de qual crime acusam a mim e a meus familiares?

Em março deste ano, solicitei a minha irmã e minha amiga, Andrea, que procurasse o senhor Joesley, a quem ela não conhecia, e oferecesse o que já havíamos feito sem sucesso com outros empresários brasileiros: a compra do apartamento em que minha mãe mora, herança do seu falecido marido, e que já estava à venda. Parte desse valor nos ajudaria a arcar com os custos de minha defesa.

Foi do delator a sugestão de fazer um empréstimo com recursos lícitos, que ele chamava “das suas lojinhas”, e que seria naturalmente regularizado por meio de contrato de mútuo, até para que os advogados pudessem ser pagos.

O contrato apenas não foi celebrado porque a intenção do delator não era esta, mas sim criar artificialmente um fato que gerasse suspeição e contribuísse para sua delação.

Daí por diante, fomos vítimas de uma criminosa armação feita por elementos que não se constrangeram em criar falsas situações para receber em troca os extraordinários benefícios de sua delação, inclusive ganhando dinheiro especulando contra o Brasil e contra os brasileiros, em razão da crise provocada pela divulgação das gravações. Para eles, o crime e a calúnia certamente compensam.

São, portanto, evidentes o comprometimento de meus acusadores e a inconsistência do teor das acusações dirigidas contra mim e minha família. Fui vítima de criminosa armação. Mas isso não significa que não tenha errado.

Errei ao procurar quem não deveria. Errei mais ainda, e isso me corrói as vísceras, em pedir que minha irmã se encontrasse com esse cidadão, que em processo de delação arquitetou um macabro e criminoso plano para obter certamente ainda mais vantagens em seu acordo.

Vale aqui registro em relação aos motivos usados para a suspensão de meu mandato parlamentar, iniciativa para a qual não há precedentes.

Nenhum de meus atos legislativos e políticos demonstram qualquer intenção de obstruir a Lava Jato ou qualquer outra investigação, tampouco interferir em instituições encarregadas de apurar os fatos. Ao contrário, minhas posições sempre foram claras e legitimadas pelo exercício de meu mandato.

A partir de agora, dedicarei cada instante de minha vida a provar minha inocência e a de meus familiares, a mostrar que honrei os mandatos e a confiança que os eleitores de Minas e de todo o país me delegaram em mais de 30 anos de vida pública.

Usarei como armas a lei e a verdade para que esta injustificável violência contra Andrea e contra Frederico seja rapidamente revertida.

Acredito na força da nossa democracia, confio na Justiça e na integridade das nossas instituições. Estou convicto de que, ao cabo do devido processo legal e do desenrolar das investigações, a verdade prevalecerá e a correção de meus atos e de meus familiares restará provada.

Diante da necessidade de dedicar-me integralmente à minha defesa, deixo de ocupar nesta Folha o espaço que, durante quase seis anos, ocupei semanalmente, buscando contribuir para aprofundar a discussão sobre os problemas do país.

Aos leitores da Folha que me acompanham nesta jornada, de alegrias e tristezas, deixo meu sincero agradecimento. Aos brasileiros, reafirmo a minha determinação de enfrentar este momento de incompreensões, com a coragem e a altivez que jamais me faltaram ao longo de toda a minha caminhada. A verdade prevalecerá!

AÉCIO NEVES é senador (PSDB-MG). Foi candidato à Presidência em 2014 e governador de Minas Gerais entre 2003 e 2010

Enfrentando a mais grave crise de seu governo, o presidente Michel Temer (PMDB) diz que renunciar seria uma admissão de culpa e desafia seus opositores: “Se quiserem, me derrubem”.

Em entrevista à Folha no Palácio da Alvorada, Temer afirma que não sabia que Joesley Batista, que o gravou de forma escondida, era investigado quando o recebeu fora da agenda em sua residência em março –embora, naquele momento, o dono da JBS já fosse alvo de três operações.

Sobre o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures, flagrado correndo com uma mala de dinheiro, Temer diz que mantinha com ele apenas “relação institucional”. A atitude de Loures, para o presidente, não foi “aprovável”. Mas ele defende o caráter do ex-assessor. “Coitado, ele é de boa índole, de muito boa índole.”

*

O sr. estabeleceu que ministro denunciado será afastado e, se virar réu, exonerado. Caso o procurador-geral da República o denuncie, o sr. vai se submeter a essa regra?

Michel Temer Não, porque eu sou chefe do Executivo. Os ministros são agentes do Executivo, de modo que a linha de corte que eu estabeleci para os ministros, por evidente não será a linha de corte para o presidente.

Mas o sr. voluntariamente poderia se afastar.

Não vou fazer isso, tanto mais que já contestei muito acentuadamente a gravação espetaculosa que foi feita. Tenho demonstrado com relativo sucesso que o que o empresário fez foi induzir uma conversa. Insistem sempre no ponto que avalizei um pagamento para o ex-deputado Eduardo Cunha, quando não querem tomar como resposta o que dei a uma frase dele em que ele dizia: “Olhe, tenho mantido boa relação com o Cunha”.

[E eu disse]: “Mantenha isso”. Além do quê, ontem mesmo o Eduardo Cunha lançou uma carta em que diz que jamais pediu [dinheiro] a ele [Joesley] e muito menos a mim. E até o contrário. Na verdade, ele me contestou algumas vezes. Como eu poderia comprar o silêncio, se naquele processo que ele sofre em Curitiba, fez 42 perguntas, 21 tentando me incriminar?

O Joesley fala em zerar, liquidar pendências. Não sendo dinheiro, seria o quê?

Não sei. Não dei a menor atenção a isso. Aliás, ele falou que tinha [comprado] dois juízes e um procurador. Conheço o Joesley de antes desse episódio. Sei que ele é um falastrão, uma pessoa que se jacta de eventuais influências. E logo depois ele diz que estava mentindo.

Não é prevaricação se o sr. ouve um empresário dentro da sua casa relatando crimes?

Você sabe que não? Eu ouço muita gente, e muita gente me diz as maiores bobagens que eu não levo em conta. Confesso que não levei essa bobagem em conta. O objetivo central da conversa não era esse. Ele foi levando a conversa para um ponto, as minhas respostas eram monossilábicas…

Quando o sr. fala “ótimo, ótimo”, o que o sr. queria dizer?

Não sei, quando ele estava contando que estava se livrando das coisas etc.

Era nesse contexto da suposta compra de juízes.

Mas veja bem. Ele é um grande empresário. Quando tentou muitas vezes falar comigo, achei que fosse por questão da [Operação] Carne Fraca. Eu disse: “Venha quando for possível, eu atendo todo mundo”. [Joesley disse] “Mas eu tenho muitos interesses no governo, tenho empregados, dou muito emprego”. Daí ele me disse que tinha contato com Geddel [V. Lima, ex-ministro], falou do Rodrigo [Rocha Loures], falei: “Fale com o Rodrigo quando quiser, para não falar toda hora comigo.”

Ele buscou o sr. diretamente?

Ele tentou três vezes me procurar. Ligou uma vez para a minha secretária, depois ligou aquele rapaz, o [Ricardo] Saud, eu não quis atendê-lo. Houve um dia que ele me pegou, conseguiu o meu telefone, e eu fiquei sem graça de não atendê-lo. Eu acho que ele ligou ou mandou alguém falar comigo, agora confesso que não me recordo bem.

Por que não estava na agenda? A lei manda.

Você sabe que muitas vezes eu marco cinco audiências e recebo 15 pessoas. Às vezes à noite, portanto inteiramente fora da agenda. Eu começo recebendo às vezes no café da manhã e vou para casa às 22h, tem alguém que quer conversar comigo. Até pode-se dizer, rigorosamente, deveria constar da agenda. Você tem razão.

Recentemente, o jornalista e apresentador do ‘Cidade Alerta’, Marcelo Rezende, deu uma triste notícia acerca de sua saúde. Ele, que é considerado atualmente como um dos jornalistas mais famosos e renomados do país, concedeu uma entrevista ao programa ‘Domingo Espetacular’, da emissora em que trabalha, e revelou publicamente estar com câncer no pâncreas.

A notícia, que abalou os milhares de fãs e telespectadores que acompanham a vida e a carreira do apresentador, se tornou um dos assuntos mais comentados e pesquisados pelos brasileiros nos últimos dias. Devido à repercussão do assunto e à preocupação geral de milhões de pessoas, o site Vírgula publicou uma entrevista realizada pela ‘Rádio Jornal’, de Recife, na qual, com a ajuda do endocrinologista e também ex-presidente da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, Ney Cavalcanti de Albuquerque, tiraram diversas dúvidas dos ouvintes e esclareceram detalhes acerca do quadro clínico vivido atualmente por Marcelo Rezende.

De acordo com o doutor Ney Cavalcanti, o pancreático é um dos tipos mais devastadores de câncer e nem sempre é diagnosticado no início, fazendo com que sua chance de cura somente diminua com o passar do tempo, tanto é que sua porcentagem de cura total nos pacientes gira em torno de apenas 1%.

Considerado pelo especialista como um dos cânceres mais cruéis já diagnosticado em seres humanos, o câncer pancreático nem sempre é solucionado com a retirada do tumor maligno que desenvolveu a doença no paciente Marcelo Rezende.

“Na grande maioria das vezes, pode-se retirar o nódulo, mas ainda assim continua sendo um tratamento muito complicado”, afirmou Ney Cavalcanti. O médico, que afirmou que a chance de cura se baseia em uma estimativa de 1% para todos os pacientes tratados com inúmeros recursos cabíveis, afirma durante a entrevista que é uma situação bastante crítica e que a cura realmente passaria por uma espécie de milagre.

A conversa que visava o esclarecimento de diversas dúvidas enviadas pelos ouvintes chegou a um ponto bastante crítico e delicado, no qual o médico fora indagado sobre a estimativa de vida após os tratamentos químicos e radiológicos enfrentados pelos pacientes, que optam pela retirada do tumor. A pergunta, que embora direta e temida, traz uma das respostas mais aguardadas pelos pacientes, é respondida pelo médico, que declara: ”Por se tratar de um câncer de mau prognóstico, sendo assim, a sobrevida de um paciente após o tratamento é de no máximo cinco anos”.

Fonte: Blasting News

Foi uma semana de muito trabalho nas escolas públicas da rede municipal de Macaíba, onde a campanha Compartilhe essa ideia esteve atuando na conscientização de crianças e adolescentes sobre os perigos do abuso e da exploração sexual. Diversas escolas já foram visitadas pelos profissionais da Secretaria de Trabalho e Assistência Social, que coordena a campanha.

As escolas do Vilar, Lamarão, Campo da Santa Cruz e Cana Brava são alguns exemplos. Nesta semana que se inicia, ocorrerão palestras socioeducativas em mais escolas. No dia 23, nas Campinas e no Sítio Retiro. E no dia 25, em Guarapes e Lagoa das Pedras.

Daniela Mercury, uma das atrações da Virada Cultural de São Paulo neste fim de semana, conversou com a coluna sobre o delicado momento político do país, música e a relação dela com a mulher, Malu Verçosa. A cantora, uma das pioneiras da axé-music, conta que também vai dar um tom político a sua apresentação na capital paulista. Afinal de contas, hoje ela é uma das grandes vozes da luta pela diversidade sexual. “Por onde passo é uma parada gay”, afirma ela.

O que achou do pronunciamento do presidente Temer?

Fiquei muito preocupada. É muito sério isso de ficar negando uma coisa até o fim. Se nunca teve essa tal conversa, se você nunca o fez, você tem certeza disso. Ele já colocou tudo em dúvidas. Eu esperava que renunciasse. Postei isso no meu Twitter. A governabilidade já está afetada. Se ele estiver mentindo, é uma gravidade tamanha. Abala nossa credibilidade como povo para o mundo todo. E precisamos seguir trabalhando.

A política afeta o show que você fará?

Meu repertório do show de voz e violão é bem político. Canto músicas como “Cálice” e “Deus lhe pague”. Vou trazendo os discursos de prostesto do rock, do axé, da MPB. O axé vem de um povo oprimido e excluído, que já sofre com a distribuição de renda. “O canto da cidade” é música de ocupação. Estou no lugar do preto, da mulher, da gay, da nordestina.

Falando nisso, como está sua relação com a Malu?

Cada dia mais apaixonadas. Somos perigosas juntas, duas leoninas. Quando a gente se beija, é uma bomba. Ela é uma pessoa muito interessante, ocupa todos os espaços, mais do que qualquer homem que já tive. Eu digo para ela: “Vai ter de conviver comigo para sempre”. Ela casou comigo porque gostava de jornalismo cultural. Acho que é o motivo do amor. Somos muito cúmplices.

Fonte: Época

Pesquisadores americanos podem ter descoberto uma maneira bem prática (até demais) de retardar o envelhecimento. Eles concluíram que exercícios de alta intensidade podem deixar uma pessoa nove anos mais jovem do que a idade apresentada em sua certidão de nascimento.

O estudo, publicado no periódico Preventative Medicine, relaciona o envelhecimento do ser humano com os telômeros das células. A principal função dessa estrutura é impedir o desgaste do material genético e manter o cromossomo estável. O problema é que, cada vez que uma célula se reproduz, os telômeros encolhem e quanto mais eles diminuem de tamanho, mais uma pessoa envelhece.

Para saber o que influencia o encolhimento dos telômeros, os cientistas examinaram os dados de 5.823 adultos que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Uma das informações fornecidas foi o comprimento do telômero.

De acordo com a pesquisa, os voluntários com telômeros mais curtos – ou seja, com sinais de envelhecimento celular maiores – também tinham um estilo de vida sedentário. Já as pessoas que faziam exercícios físicos de alta intensidade tinham os telômeros mais compridos e, consequentemente, mais jovens.

Não é novidade que um estilo de vida mais saudável retarda a deterioração das células. No entanto, não basta fazer exercícios leves duas vezes por semana para manter seus telômeros compridos. Na realidade, homens precisam se exercitar cinco vezes por semana por 40 minutos ao dia e as  necessitam de 30 minutos diários.

“Adultos que fazem exercícios de alta intensidade têm uma vantagem de envelhecimento biológico de nove anos sobre adultos sedentários”, segundo o estudo. “A diferença no envelhecimento celular entre aqueles com alta e baixa atividade também foi significativa (8,8 anos). Os cientistas não encontraram diferenças consideráveis entre os telômeros de quem tinha uma rotina de exercícios mediana e de quem não se exercitava.

Mais estudos

Além do telômero, outra célula parece ter um papel importante no envelhecimento do corpo humano. Outro grupo de cientistas americanos descobriu recentemente que as mitocôndrias e os ribossomos também podem influenciar na “idade” das células.

Ribossomos são conhecidos por produzir as proteínas das células e as mitocôndrias realizam a respiração celular, um processo necessário para que a célula obtenha energia. À medida que o ser humano envelhece, a capacidade das mitocôndrias de gerar energia diminui.

Segundo os pesquisadores, é possível reverter esse quadro com exercícios de alta intensidade alternado com períodos de descanso, também conhecido como treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT).

Para chegar a esse resultado, os cientistas recrutaram 36 homens e 36 mulheres e os dividiram em dois grupos: um com idades entre os 18 anos e os 30 anos e outro com idosos entre os 65 anos e 80 anos. Depois, os pesquisadores dividiram as equipes em três times de idade mista: um precisou fazer exercícios intenso com intervalos, o segundo fez musculação e o outro fez uma combinação dos dois.

Fonte: Exame

Luana Piovani continua causando confusão na internet. Recordista de postagens e citações polêmicas, a atriz costuma não ter papas na língua e fala o que pensa, doa a quem doer, e sem medir as consequências de seus comentários. Também não pensa duas vezes em citar nominalmente outras pessoas conhecidas da mídia, e a vítima da vez foi a cantora Sandy, conhecida no país todo desde muito pequena, quando formava dupla com seu irmão.

Atualmente, Luana mantém um canal na plataforma Youtube, e um dos quadros se chama “Luana Responde”. O canal faz bastante sucesso, já que através dele os fãs da atriz podem interagir e manter um contato direto com a esposa do surfista Pedro Scooby.

Uma internauta perguntou se era verdade que as mulheres sentem prazer em uma relação sexual anal, e ela, sem pestanejar, respondeu que se até a Sandy já sentiu prazer assim, porque a internauta não conseguiria?

Luana se referiu a um dos episódios mais polêmicos da carreira da cantora quando, em uma entrevista à revista Playboy, ela declarou que era possível sentir prazer anal. A notícia teve muita repercussão na época, já que, além do tema ainda ser um tabu, Sandy sempre foi conhecida como boa moça, e a declaração chocou seus fãs e também a opinião pública.

Atriz dá dica curiosa para internauta

Depois de responder citando Sandy, a atriz afirmou que, particularmente, ainda não descobriu o caminho para esse “tesouro louco e profundo”, mas incentivou a internauta a ir fundo e descobrir se esse tipo de prazer é possível.

A atriz tratou do tema com naturalidade e rapidamente a estória repercutiu nas redes sociais.

Luana é conhecida por postar fotos provocantes e por causar polêmicas frequentes, e como o tema do quadro era propício, foi o cenário perfeito para mais uma declaração bombástica. Alguns internautas se manifestaram dizendo que Luana não devia expor assim sua intimidade e outros acabaram se divertindo com a situação.

Sandy ainda não se manifestou sobre o episódio e segue com sua agenda de shows de divulgação de seu mais novo álbum. Resta saber qual vai ser a reação da cantora ao saber que foi citada e se irá deixar passar ou se teremos uma nova e gigantesca polêmica em breve. O caso é mais uma prova de que embora o tempo passe, alguém sempre irá lembrar de alguma declaração impensada ou infeliz, e que na internet as coisas se espalham rapidamente, mesmo que o autor da declaração queira esquecer o que disse ou fez.

Fonte: Blasting News

O presidente do Democratas, senador José Agripino (DEM-RN), comentou o pronunciamento de Michel Temer, na tarde dessa sábado, 20, em que o presidente anunciou que vai pedir a suspensão do inquérito que foi aberto contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF).
“Não cabe a mim concordar ou não. O presidente está exercendo um direito que lhe assiste. Ele peticiona e o STF acata ou não”, afirmou. Agripino afirmou ainda que, diferentemente de outras bancadas, o Democratas não agendou qualquer reunião para discutir nesta semana a participação no governo.

“Não marcamos e não vamos ter reunião. Estamos acompanhando as notícias e, se for necessário, teremos alguma conversa. Por enquanto não é. Todos os dias aparecem fatos novos. Hoje, por exemplo, apareceu essa alegação da defesa do presidente”, disse.

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

A Polícia Militar da cidade litorânea de Tibau, distante 42 KM de Mossoró no Rio Grande do Norte registrou um crime de homicídio na tarde deste domingo 21 de maio de 2017.

De acordo com as primeiras informações a vítima identificada como Fredy Peixoto Fernandes 19 anos de idade,foi morto por disparos de arma de fogo no interior de uma residência na Praia das Emanoelas.

Testemunhas informaram a polícia que a vítima estava em casa, quando um homem chegou e chamou pelo seu nome.
Fredy abriu a porta e os dois entraram, foi quando o suspeito sacou uma arma e atirou na vítima.

Consta no site do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, três processos contra Fredy Peixoto Fernandes na Comarca de São Miguel, sua cidade natal. por crimes de porte ilegal de arma de fogo, de trânsito e homicídio qualificado.

No dia 16 de fevereiro de 2016, Fredy foi preso suspeito de um duplo homicídio ocorrido na cidade de São Miguel de onde ele é natural.

Passando na Hora