Bispo é multado por causa de animais

Às margens do rio batizado pelo nome do santo protetor dos animais, o bispo da Diocese de Penedo-AL, Dom Valério Breda, foi multado em R$ 46 mil por manter em cativeiro 11 animais silvestres. O flagrante na casa do líder religioso da Igreja Católica foi feito na manhã desta sexta-feira (9) pela Fiscalização Preventiva Integrada do Rio São Francisco (FPI), com base em uma denúncia anônima.

A ação conjunta de 21 órgãos públicos coordenada pelo Ministério Público de Alagoas resgatou dois tucanos-de-papo-branco, dois exemplares de periquito-rei e sete jabutis. Os animais foram recolhidos pela equipe fauna da FPI e o bispo deve ser denunciado por crime ambiental, nos termos do Artigo 29 da Lei 9605/98.

Segundo o coordenador do grupo, Epitácio Correia, gerente de fauna do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA), os tucanos são de ocorrência amazônica. “Da espécie Ramphastos Tucanus, eles são originariamente da região Norte do Brasil. Como estão sem as anilhas, provavelmente devem ter chegado aqui em Alagoas por meio do tráfico de animais silvestres”, explicou o médico veterinário.

Administrador

Deixe uma resposta