Descrição do autor

Administrador

O Ibope divulgou nesta segunda-feira (15) o resultado da primeira pesquisa do instituto sobre o segundo turno da eleição presidencial. O levantamento foi realizado na sábado (13) e domingo (14), e tem margem de erro de 2 pontos, para mais ou para menos.

Nos votos válidos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 59%
Fernando Haddad (PT): 41%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais

Nos votos totais, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 52%
Fernando Haddad (PT): 37%
Em branco/nulo: 9%
Não sabe: 2%

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 2506 eleitores em 176 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 13 e 14 de outubro
Registro no TSE: BR‐01112/2018

Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e “O Estado de S.Paulo”

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Do G1

São Paulo- SP, 26/06/2014- Dólar Comercial atinge a menor contação em 2014. Foto: Carlos Severo/ Fotos Públicas.

A cotação da moeda norte-americana encerrou o primeiro pregão da semana em queda de 1,18%, cotado a R$ 3,73 para venda, invertendo a tendência de alta dos últimos dois pregões da semana passada.

O índice B3, da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), fechou hoje em alta de 0,53%, com 83.359 pontos. Os papéis das empresas de grande porte, chamadas de blue chip, também fecharam valorizadas hoje, com as ações das Petrobras subindo 2,41%, Vale com alta de 2,27%, Itau subindo 1,01% e Bradesco subindo 0,63%.

A pesquisa Ibope também fez a avaliação das intenções de voto por região e, no Nordeste, o candidato Fernando Haddad ainda mantém a liderança com ampla maioria, como aconteceu no primeiro turno.

No Nordeste, Haddad aparece com 62% dos votos válidos. O candidato Jair Bolsonaro que é líder na pesquisa nacional aparece com apenas 38%.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Ibope foi contratada pela TV Globo e O Estado de S.Paulo. A coleta dos dados aconteceu entre os dias 13 e 14 de outubro com 2506 eleitores em 176 municípios. Ela foi calculada com margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos. Ela teve o registro BR‐01112/2018 no TSE

O Rio Grande do Norte registrou 23 mortes de sexta-feira, 12, até a madrugada desta segunda-feira, 15, segundo dados do Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (OBVIO). São Gonçalo do Amarante foi o que registrou mais ocorrências. Foram oito mortes em 72h.

A capital potiguar aparece em seguida com 3 mortes. Os municípios de Lagoa Salgada e Arez registraram 2 mortes. As comunidades de Monte Alegre, Canguaretama, Parnamirim, Tangará, São Miguel, Extremoz, Parazinho e Mossoró registraram 1 morte cada uma. Totalizando em 23 mortos.

O criminólogo e especialista em segurança pública, Ivenio Hermes, declarou que o estado não estabelece metas para que algo seja concretizado de fato. “As ações de segurança pública fracas em estratégias e sem nenhuma meta estabelecida para a redução de homicídios e outros crimes. Isso faz com que as polícias atuem sem a integração adequada e sem um entrosamento que objetive resultados pré-estabelecidos”, explicou.

Agora RN

A advogada Rayane Karine Araújo dos Santos foi indiciada pela Polícia Civil pelos crimes de organização criminosa e tráfico de drogas. A jurista foi presa no dia 4 de setembro pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) e Batalhão de Choque da Polícia Militar (PBChoque).

Na ocasião, as forças de segurança prenderam Pedro Bezerra de Oliveira, conhecido como “Pedrinho”, pelos crimes de associação criminosa e tráfico de drogas. Segundo as investigações “Pedrinho” movimentou mais de R$ seis milhões com o tráfico de drogas no estado.

O traficante era considerado um dos líderes de uma facção criminosa no estado, com atuação em todo o país. E o produto mais vendido pelo traficante no RN era maconha. “Pedrinho” foi preso mediante cumprimento a mandado de prisão, o prosseguimento das investigações resultaram na comprovação da participação da companheira e advogada do suspeito.

Ela também defendia os membros da mesma facção nos processos criminais, e acompanhava seu marido em viagens para outras cidades, o ajudando no comércio dos entorpecentes segundo a Polícia Civil.

O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) decidiu: vai apoiar o candidato a governador Carlos Eduardo Alves (PDT) agora no segundo turno.

No primeiro Gustavo esteve com Robinson.

O deputado disse ao Blog que na quinta-feira, às 17 horas, reunirá seu grupo de aliados para anunciar oficialmente o apoio.

E tirar a foto básica com o candidato.

Gustavo foi o segundo deputado mais votado com 47.544 votos.

Na nesta segunda-feira (15), o programa Três Toques vai entrevistar o diretor de marketing do Cruzeiro de Macaíba, Reinaldo, que falará sobre a programação alusiva aos 81 anos do Espantalho do Interior. A transmissão da entrevista será ao vivo pelo Facebook na página do programa https://pt-br.facebook.com/programatrestoques/, às 19h30min.

Sobre o programa

O Três Toques é um programa versátil nas redes sociais que debate sobre o futebol potiguar, especialmente o macaibense. A resenha esportiva vai ao ar todas as segundas-feiras, às 19h30min, mediada por jornalistas profissionais e amantes do maior esporte do planeta. O programa trabalha com temáticas que fogem da lógica dos projetos esportivos na rede de televisão aberta, mas tem o objetivo de informar, analisar e divulgar o futebol de maneira séria, mas bem interativa, relevante e engajada junto ao web telespectador.

No programa, além das informações a respeito das equipes profissionais do Rio Grande do Norte e das competições futebolísticas potiguares, o Três Toques faz a diferença ao abrir espaço para o futebol raiz, que a verdadeira essência desse esporte no nosso país.

AM 13/10/2018 METROPOLE / SEQUESTRO / ASSALTO / LOTÉRICA

SÃO PAULO – Quatro bandidos foram mortos e um quinto foi preso pela polícia do Amazonas após uma tentativa de assalto a uma casa lotérica em Manaus na tarde deste sábado, 13. Os criminosos fizeram cerca de 25 reféns e usaram as vítimas como escudo humano para tentar fugir do local.

A ação durou cerca de três horas. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Amazonas, um dos assaltantes se rendeu assim que a polícia chegou no local, por volta das 14h, enquanto que os outros quatro conseguiram sair da lotérica, localizada na zona leste da cidade, com envelopes de dinheiro e usando os reféns como escudo.

A secretaria informou a polícia trocou tiros com os criminosos e que os quatro acabaram morrendo no confronto. Segundo o jornal local A Crítica, os mortos eram Gustavo dos Santos Maciel Mesquita, de 22 anos, Jefre Mariano Santana, de 24, Victor Souza de Castro, de 21, e um quarto não identificado. O quinto membro da quadrilha que foi preso é Valmir Lima de Pala, de 28 anos.

Nenhuma das vítimas nem policiais ficaram feridos na ação. O dinheiro roubado da agência foi recuperado, mas o valor não foi divulgado.

SE DEU MAL

Roger Waters, em entrevista ao Fantástico, disse que se surpreendeu com as vaias depois de chamar Jair Bolsonaro de neofascista:

“Achei que todos aplaudiriam, porque era isso que deveria acontecer. Naquele momento do show, em todos os lugares que tocamos no mundo todo, todos ficam tão contentes nessa parte, todos aplaudem. Aí me perguntei. O que está acontecendo?”

Essa é a mesma pergunta que os petistas estão fazendo.

PESQUISAS

O Instituto Paraná fez pesquisa presidencial em São Paulo.

Jair Bolsonaro tem 59,1% das intenções de voto; Fernando Haddad, 25,5%.

Nos votos válidos, Bolsonaro vai a 69,9% e Haddad a 30,1%.

PESQUISAS II

Jair Bolsonaro é o favorito para 70% dos eleitores, diz a pesquisa do BTG.

Até os petistas reconhecem que Fernando Haddad já era.

É a síndrome de Geraldo Alckmin que se abate sobre sua campanha – e deve desestimular ainda mais a sua turma.

PESQUISAS III

O publicitário Fernando Barros, da Propeg, disse que não foi o marketing político que morreu na eleição deste ano, mas sim os institutos de pesquisa, relata a Época.

“Com déficit tecnológico, não conseguiram acionar os alarmes a tempo do tsunami [Bolsonaro]. Em menos de uma semana as previsões derreteram.”

A força-tarefa de Curitiba atualizou na última sexta-feira (12) a soma dos pedidos de ressarcimento feitos em processos judiciais da Lava Jato. Incluindo-se as ações penais (R$ 39,97 bilhões) e as ações por improbidade administrativa (R$ 14,93 bilhões), reivindica-se a devolução de R$ 54,9 bilhões em verbas roubadas do Estado. Eloquente, a cifra corresponde a tudo o que o BNDES pretende investir em projetos de infra-estrutura até o final de 2019. Entretanto, a verba efetivamente devolvida aos cofres públicos em quatro anos e meio de Lava Jato soma, por ora, pouco mais de R$ 2,5 bilhões —ou 4,5% do total requisitado.

Desde 2014, quando foi às ruas, a Lava Jato corroeu a Presidência de Dilma Rousseff, passou na chave o projeto presidencial de Lula e está perto de acertar as contas com Michel Temer. A operação também trancafiou a nata da oligarquia política e empresarial. Gente que estava escondida atrás da imunidade parlamentar foi surrada nas urnas de domingo passado, despencando na primeira instância Judiciário. Não se via tamanha movimentação nos salões do poder e nas cadeias desde a chegada das caravelas.

Quebraram-se paradigmas também na recuperação da verba roubada. Antes da Lava Jato, os pedidos de reparação rodavam na casa dos milhões. Depois, passaram a ser computados em bilhões. Mas o resultado, quando confrontado com o tamanho da pilhagem, não chega a entusiasmar. Graças aos acordos de delação premiada, os procuradores de Curitiba conseguiram obter de criminosos: confissões, provas e compromissos de devolver algo como R$ 12,3 bilhões. O problema é que o dinheiro roubado à vista será devolvido a prazo.

Há parcelamentos de até duas décadas. Daí a disparidade entre os valores solicitados e o montante ressarcido até o momento. A coisa se complica ainda mais nos casos em que a devolução depende não de acordos de colaboração, mas do desfecho de batalhas judiciais. Ouvido pelo blog, um dos procuradores da força-tarefa de Curitiba resumiu o drama:

“É um milagre termos no Brasil esse ressarcimento de pouco mais de R$ 2,5 bilhões. A Lava Jato é uma árvore frondosa crescendo no deserto. A regra no país era não recuperar nada. Antes da Lava Jato, todo o dinheiro repatriado somava menos de R$ 45 milhões. Mesmo depois, houve apenas um outro caso envolvendo repatriação de cerca de R$ 70 milhões. Desconheço qualquer outro caso que envolva recuperação superior a R$ 100 milhões. ”

O procurador acrescentou: “Nas ações penais e de improbidade, o dinheiro só será recuperado no final do processo, quando tudo transitar em julgado. Ou seja: no Dia de São Nunca. É muito comum que esses processos durem mais de dez anos. O réu tem que ter muito azar e a sociedade tem que ter muita sorte para conseguir a recuperação. Pedidos de ressarcimento viraram piada no Brasil. Quando se esgotam as possibilidades de recurso, o réu já se desfez de todo o patrimônio.”

“A gente tenta obter bloqueios cautelares”, prosseguiu o procurador. “Mas se você vai bloquear recursos de uma empreiteira, elas trabalham alavancadas. A indústria, a fábrica, todos os fornecedores já têm uma, duas ou três hipotecas. O Estado entra em quarto lugar na fila. Não pode bloquear capital de giro, porque mata a empresa e gera desemprego. Quando conseguimos bloquear o patrimônio dos réus, pessoas físicas, o bloqueio permanece até o final do processo. Um dia, se os crimes não prescreverem, a gente conseguirá recuperar.”

Como se vê, mesmo nos casos submetidos aos novos padrões de investigação e julgamento, o dinheiro surrupiado do Estado continua sendo como pasta de dente que sai do tubo. Colocar de volta não é tarefa simples. A encrenca não se restringe a Curitiba. No Rio de Janeiro, a Lava Jato pleiteia ressarcimentos de R$ 2,3 bilhões. A Receita Federal já aplicou a empresas e pessoas enroladas no petrolão autuações fiscais de R$ 17,1 bilhões. Só nesses três guichês, o Estado tenta receber notáveis R$ 74,3 bilhões.

JOSIAS DE SOUZA

O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro , voltou a admitir que pode faltar aosdebates previstos para o segundo turno . Em uma transmissão ao vivo no Facebook, na noite deste domingo, o presidenciável afirmou que ainda depende de uma avaliação médica para definir uma posição. Na quinta-feira, ele havia admitido que poderá se ausentar dos encontros mesmo que os médicos permitam.

Bolsonaro irá a São Paulo durante a semana para ser avaliado pelos médicos que o acompanharam durante a internação no Hospital Albert Einstein, depois de ele ser atacado com uma faca em um evento de campanha em Juiz de Fora (MG), dia 6 de setembro. Adversário do candidato do PSL, Fernando Haddad (PT) tem cobrado a presença dele nos debates.

— Eles (petistas) estão apavorados. Querem que eu compareça aos debates de qualquer maneira. Dependo de uma nova avaliação — disse Bolsonaro.

O capitão da reserva ainda ironizou o fato de Haddad ter sido oficializado candidato do PT em substituição ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.  Ao longo da campanha, Haddad tem ido a Curitiba para visitar Lula na cadeia e discutir estratégias políticas.

— Agora, vou debater com ele (Haddad)? Por que não tiram o Lula da cadeia para debater comigo? Se bem que eu não iria debater com o Lula de jeito nenhum. Mas o mais certo é o Lula, porque quem vai formar Ministério é o Lula. Ele (Haddad) não é dono de si. O Lula, inclusive, não quer que ele vá mais lá (na cadeia) — afirmou Bolsonaro.

Durante a transmissão no Facebook, o candidato do PSL estava acompanhado pela mulher, Michele, e por duas professoras de libras.

O GLOBO

A Fiern publicou no início da manhã desta segunda-feira a 1º pesquisa de intenção realizada para o 2º turno para as eleições do RN.

A pesquisa foi realizada pelo instituto CERTUS e foi registrada na Justiça Eleitoral sob os números BR – 00385/2018 e RN – 02146/2018. Ela foi realizada de 10 a 13 de outubro, com 1410 entrevistas, 7 regiões do RN, margem de erro 3%

No voto casado para PRESIDENTE e GOVERNADOR: – 76,60% do eleitorado de Fernando Haddad vota em Fátima Bezerra – 72,90% do eleitorado do candidato Jair Bolsonaro vota em Carlos Eduardo

(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O Palácio do Planalto entende que aumento salarial aprovado pelo Congresso viola iniciativa reservada ao presidente da República no que diz respeito à criação de cargos e aumento de sua remuneração. Segundo o governo, também desrespeita a emenda constitucional que estabelece o teto de gastos e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), criando despesa sem indicar estimativa de impacto.

Além disso, cria gastos com pessoal nos últimos 180 dias do mandato presidencial, o que é proibido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. A maior parte dos salários dos agentes é bancada pela União.

Cadastro

A Câmara e o Senado têm votações previstas para esta terça-feira (16). Entre as propostas que os senadores podem apreciar está o projeto de lei que trata da privatização de distribuidoras de energia elétrica. O projeto do Executivo visa a eliminar entraves jurídicos para despertar o interesse de investidores pelas empresas.

Outro projeto na pauta do Senado é o que destina 10% das multas ambientais para a arborização urbana e recuperação de áreas degradadas, além da proposta para estabelecer validade da receita médica no território nacional, independentemente do estado em que tenha sido emitida. Além dessas propostas, há mais sete projetos de decreto legislativo para ratificar acordos internacionais firmados pelo governo brasileiro.

Os deputados devem concluir a votação do projeto do cadastro positivo obrigatório. O texto básico foi aprovado em maio, mas ainda há destaques para serem apreciados pelo plenário da Câmara.

Os defensores do cadastro positivo argumentam que a medida contribuirá para reduzir os juros ao consumidor. Já os parlamentares que se opõem ao cadastro obrigatório dizem que o acesso aos dados do contribuinte poderá aumentar a possibilidade de vazamento.

Financiamento

Também está na pauta da Câmara o projeto que permite que as empresas aéreas com sede no Brasil sejam controladas pelo capital estrangeiro. Atualmente, a participação estrangeira é limitada a 20% do capital social da companhia. A mesma proposta mexe na Política Nacional do Turismo.

Duas medidas provisórias podem ser votadas no plenário da Câmara esta semana. A primeira cria uma linha de financiamento para as santas casas e os hospitais filantrópicos credenciados do Sistema Único de Saúde, com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), e antes da votação precisa ser lida no plenário.

A outra MP cria 164 cargos comissionados para o Ministério da Segurança Pública e perde a validade nesta quarta-feira. Segundo o governo, a criação desses cargos vai custar R$ 14 milhõe neste ano e R$ 19,4 milhões, em 2018.

Informações da Agência Brasil

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Arquivo Agência Brasil

Integrantes de sua campanha disseram à Folha de S. Paulo que “não é chamando o eleitor de Jair Bolsonaro de fascista que vão minar o apoio à sua candidatura.

A ordem é explorar contradições de Bolsonaro e tentar apresentá-lo como mentiroso. Essa foi a linha definida na última propaganda, que expôs posições divergentes do presidenciável sobre o Bolsa Família”.

A equipe do candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, retirou há pouco do ar um tuíte que criticava seu adversário, Jair Bolsonaro (PSL), por supostamente ter votado contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência.

Procurada, a equipe do petista disse que, na verdade, Bolsonaro se absteve da votação, e que por isso a postagem foi excluída. Haddad participou neste domingo de agenda com representantes do segmento de pessoas com deficiência.

“O deputado Jair Bolsonaro votou contra o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Acredito que ele tenha votado contra por falta de conhecimento. Ele não foi educado para compreender toda a diversidade humana e sua complexidade”, transmitiu o Twitter de Haddad, neste domingo, mas foi retirado do ar pouco depois.

Após o debate presidencial do primeiro turno na Rede Globo, no dia 4, do qual não participou por estar internado depois de levar uma facada no ato de campanha em Juiz de Fora (MG), Bolsonaro postou um vídeo nas redes sociais em que disse ter sido vítima de “fake news”, segundo as quais votou contra o projeto da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, que foi aprovada e concede benefícios a deficientes.

Um dos filhos do candidato, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), também presente à transmissão, afirmou que na verdade eles votaram contra um destaque que tratava de orientação sexual e ideologia de gênero. “Era um jabuti, óbvio que não podíamos aceitar”, disse.

“Quem lançou essas fake news foi a mãe do Duvivier, garoto que tem um site onde ele esculacha os valores familiares, prega contra Jesus, contra evangélicos, aquele humor que não é sadio, que ninguém pode zombar da fé de ninguém”, afirmou Bolsonaro, em referência à cantora e violinista Olívia Byington, mãe do escritor, ator e humorista Gregório Duvivier.

Exame

Os boletos acima de R$ 100 que estejam vencidos poderão ser pagos em qualquer banco a partir deste sábado (13).

Mas, para isso, o documento tem que ser cadastrado na nova plataforma de cobranças. O sistema foi desenvolvido pela Febraban, a Federação Brasileira de Bancos.

Atualmente, boletos vencidos só podem ser pagos no banco em que estão registrados. Segundo a Febraban, a nova plataforma foi criada para facilitar o pagamento de boletos e reduzir a possibilidade de fraudes.

Mas é preciso que a empresa responsável pelo boleto se cadastre no novo sistema dos bancos.

A expectativa da Febraban é incorporar 3 bilhões de documentos, 75% do total dos boletos emitidos anualmente no Brasil.

Os 25% restantes são referentes a valores abaixo de R$ 100, que deverão ser integrados na nova plataforma em 27 de outubro.

No dia 10 de novembro, devem ser cadastrados os boletos de cartão de crédito e de doações.

Informações da Radioagência Nacional

O senador Garibaldi Filho (MDB), que não foi reeleito, não vai participar da campanha do primo Carlos Eduardo Alves (PDT) no segundo turno.

Apesar de ter conquistado 376.199 votos, Garibaldi disse ao Blog que sua participação será “nenhuma”.

O senador que conclui em dezembro seu terceiro mandato, foi governador do Rio Grande do Norte duas vezes, prefeito de Natal e quatro vezes deputado estadual, disse que no momento escuta o resultado das urnas.

“Vou ser fiel ao recado das urnas que no momento quis me afastar do processo”, declarou o senador que disse estar passando o feriadão com os netos.

Garibaldi disse que o deputado reeleito Walter Alves (MDB), que obteve 79.333, vai participar da campanha.