Alvará de soltura é assinado e Henrique Alves poderá cumprir prisão domiciliar

Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

O ex-deputado federal e ex-ministro dos governos Dilma e Lula, Henrique Eduardo Alves (MDB) está a alguns instantes de voltar para casa (onde cumprirá prisão domiciliar). Por volta das 15h desta sexta-feira, 4, a 10ª Vara Federal de Brasília assinou a liberdade provisória do ex-parlamentar, autorizando ele a ser solto. Agora, o alvará de soltura será encaminhado para a Polícia Federal do RN, que levará o documento até a Academia da Polícia Militar, onde Henrique está preso há 10 meses, e a própria PF deverá conduzi-lo até sua residência, em Areia Preta, zona Leste de Natal.

No alvará de soltura assinado eletronicamente pelo juiz federal da 10ª vara, Vallisney de Souza Oliveira, que o Agora RN teve acesso, são estabelecidas algumas regras para a liberdade de Henrique. Dentre elas, a proibição de manter contato com os demais indicados na ação penal movida pelo Ministério Público Federal (MPF), ou seja, com Lucio Funaro, Fábio Cleto, Alexandre Rosa Margotto e Eduardo Cunha.

“Cumpra-se a decisão proferida pelo desembargador federal Ney Belo nos autos do habeas corpus, com a ressalva de que o passaporte de Henrique Eduardo Lyra Alves já se encontra sob a cautela deste juízo federal criminal”, afirmou o magistrado Vallisney de Souza na decisão.

Via Agora RN

Administrador

Deixe uma resposta